Sobre o primeiro Jejum de Daniel de 2017

Quem me acompanha desde 2011 sabe que de tempos em tempos eu faço um jejum de informações de 21 dias chamado Jejum de Daniel, em busca de renovação espiritual. O primeiro que fiz não tinha esse nome e foi feito por conta própria em 2009, quando percebi que precisava parar tudo e me concentrar apenas na reconstrução do meu interior, que estava meio detonado. Durou bem mais de 21 dias, mas valeu a pena. Finalmente consegui me livrar em definitivo da maldita depressão que me seguia desde 1997 e com ela se foram os antidepressivos e todos os outros psicofármacos que eu tomava na época (essa foi minha fase de dependência química…drogas lícitas, prescritas, mas que, na retirada, se comportaram como verdadeiras drogas, com síndrome de abstinência e tudo o mais. Um dia escrevo sobre isso).

Então, em 2011 veio o primeiro Jejum de Daniel, organizado pela Universal, já com a orientação de ser um tempo de 21 dias sem redes sociais, sem notícias seculares, sem entretenimento secular (livros, filmes, séries, etc). Fora o que fosse obrigatório para trabalho ou estudo, todo consumo de conteúdo deveria ser cristão. Aquele Jejum foi tão forte, mas tão forte que decidi tirar uns dias de folga do trabalho (eu tinha saído da empresa anterior e estava trabalhando por conta) para me dedicar apenas ao Jejum. Esse Jejum virou minha vida de cabeça para baixo — ou melhor, de cabeça para cima, para me colocar onde Deus queria que eu estivesse.

O Jejum de Daniel começa nesta quinta-feira, dia 9 de fevereiro de 2017 e eu estou dentro, sem dúvida. Tenho a vantagem incomensurável de trabalhar justamente com conteúdo cristão (Yay!!! Não é sorte, é fruto da entrega incondicional que fiz da minha vida no primeiro Jejum), então meu trabalho só ajuda. Mas não posso me limitar a isso. Neste jejum, farei o que fiz no primeiro. Foco total. Escreverei aqui no blog o que fizer e o que for aprendendo, para compartilhar com quem também está nessa fé. Serão posts curtos, mas com certeza irão ajudar a quem também quiser tirar o máximo proveito dessa oportunidade.

Eu sei que há quem tenha receio de passar 21 dias sem internet e televisão, acreditando que vai se tornar alienado ou vai perder alguma coisa (em 21 dias! Se o mundo acabar, garanto que a gente vai ficar sabendo mesmo sem ver TV, tá?). São 21 dias para ganhar algo muito mais importante do que qualquer coisa que pudéssemos “perder” nesse período. A bem da verdade, agora a gente vai passar 21 dias na realidade! Porque esse mundo de redes sociais e notícias seculares não tem nada a ver com a realidade. As pessoas estão sendo manipuladas sem perceber. Alienado é quem se alimenta das informações deste mundo e não tem nem tempo de pensar. Engole os pensamentos dos outros e acha que são seus. Não consegue mais ver as coisas com o distanciamento necessário para um pensamento crítico real. Não consegue mais diferenciar o que é realidade do que é interpretação da mídia ou do marketing. É preciso se distanciar. É preciso mudar sua rotina física, mental e espiritual. Se você fizer direitinho esse programa de 21 dias, eu du-vi-do que sua vida continue a mesma.

.

PS: Estou com alguns problemas técnicos no blog, por isso os posts estão saindo sem imagens. Mas em breve isso será corrigido. Por enquanto, fiquem com as letrinhas. 😛