O estado de drama e as lentes verdes do gremlin

Durante os primeiros 29 anos da minha vida, tinha uma duvidazinha lá no fundo, se eu de fato acreditava mesmo em Deus, se Ele realmente existia. Vira e mexe, a dúvida sobre a existência de Deus aparecia. Parecia um medinho honesto de estar me enganando.

Quando resolvi me entregar a Deus, meio que me arrastando até à igreja, naquela noite de sábado de junho de 2009, durante a oração, em pé, de mãos erguidas, a duvidazinha apareceu (em primeira pessoa, para não desconfiar que o pensamento vem de fora): “mas que ridículo! Eu nem acredito nisso e estou aqui fazendo esse papelão”. Na mesma hora, eu raciocinei: “peraí. Saí da minha casa sendo que eu nem conseguia me levantar da cama, estou aqui morrendo de tontura e exausta, em pé, fraca, com os olhos fechados e braços levantados sem conseguir direito, só para buscar a Deus…COMO ASSIM EU NÃO ACREDITO? Eu realmente faria tudo isso se não acreditasse?”. Imediatamente, o pensamento desapareceu. E nunca mais voltou. Literalmente, duvidei da dúvida rs.

Quando algum pensamento esquisito surgir, avalie se aquilo realmente se aplica a você. Se realmente faz sentido e se há alguma chance de aquilo não fazer sentido. É perfeitamente possível fazer essa análise mesmo antes de ter o Espírito Santo. Se eu, que estava ainda toda perturbada, era praticamente a primeira vez que ia à igreja (apesar de já ser membro há 10 anos, era como se fosse), consegui dar um chutão no gremlin questionando a dúvida, todo mundo consegue. (Para quem chegou agora e não entendeu a referência ao gremlin, favor ler o post de ontem.)

Agora vamos analisar como esse estado de espírito pode atrapalhar a pessoa de entender até o que se fala na igreja. Vamos chamar esse estado de espírito de “estado de drama movido por gremlin” ou simplesmente “estado de drama” (ED). O estado de drama cria uma espécie de lente de contato verde (que é a cor do gremlin rs) que faz com que absolutamente tudo o que você vê se torne verde. Essa lente distorce tudo o que chega até você e carrega tudo com um drama que nem sempre existe (na verdade, na maioria das vezes não existe, mas parece muito que existe).

Aí a pessoa está lá, se achando a última das criaturas porque está há um milhão de anos na igreja e até agora não foi batizada no Espírito Santo. Ela se acha uma incompetente. Uma inútil. Está escrito que quem não tem o Espírito de Cristo não é dEle. Está escrito que os filhos de Deus têm o Espírito de Deus. Então ela não é filha de Deus, não é nada de Deus, não é nada. Se sente uma pulguinha do ratinho do esgoto. A protagonista de sua novela mexicana espiritual. (Olha o gremlin no ombro aí.)

Isso é o que ela sente. Mas qual será o cenário real? Porque, não sei se você sabe, mas na maioria das vezes, o que a gente sente é uma coisa e o cenário real, com dados verificáveis, é outra (você se surpreenderia com a diferença). Nesse caso específico, o cenário real é o seguinte: a pessoa está na igreja há um milhão de anos e não tem o Espírito Santo. Há um milhão de anos Deus tenta falar com ela e por um motivo ou outro, ela não tem conseguido ouvir. Então, chega o Jejum de Daniel. Ela começa a buscar o Espírito Santo e Deus fica bem feliz, querendo batizá-la. O gremlin, desesperado, resolve se empoleirar no ombro dela para sugerir pensamentos dramáticos. Ela fica emotiva e ansiosa e, por isso, não consegue se focar. Deus está tentando alcançá-la, mas ela está lá, ouvindo o gremlin.

Entra no estado de drama e, então, tudo se torna verde. O pastor fala uma coisa e as lentes verdes interpretam o que ele disse, distorcendo de modo a tentar confirmar os medos e as dúvidas que o gremlin está tentando desesperadamente plantar na cabeça dela para fazê-la desistir. E é isso o que as lentes verdes dadas pelo gremlin fazem com a pessoa: tentam encaixar tudo naquele cenário de caos que ele pintou.

A partir do momento em que você duvida daquele monte de coisa verde (porque por favor, né, amigo, como TUDO pode ser verde na vida?), o mundo de terror e drama montado pelo gremlin começa a ruir e você passa a usar a inteligência que Deus te deu para sair dessa armadilha. Deus está do seu lado. Se você está aqui, fazendo o Jejum de Daniel e lendo este post, você quer receber o Espírito Santo. Você O quer. E Ele quer você mais ainda. Precisamos dEle, mas Ele não precisa de nós. Ele nos quer não porque precisa, mas porque nos ama e, por isso, prometeu que estaria conosco e em nós até o fim, para não nos deixar órfãos. Porque Ele é a melhor pessoa que você poderia conhecer e nos aceita mesmo que sejamos essas coisinhas esquisitinhas que nós somos. Se você O busca, vocês estão do mesmo lado. Quem está contra é o gremlin.

“Quem deu crédito à nossa pregação? E a quem se manifestou o braço do SENHOR? “

Isaías 53.1

O braço do Senhor só se manifesta a quem dá crédito à Palavra dEle. Decida fazer isso a partir de agora e essa Palavra se cumprirá na sua vida:

“Então aspergirei água pura sobre vós, e ficareis purificados; de todas as vossas imundícias e de todos os vossos ídolos vos purificarei. E dar-vos-ei um coração novo, e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei da vossa carne o coração de pedra, e vos darei um coração de carne. E porei dentro de vós o Meu Espírito, e farei que andeis nos Meus estatutos, e guardeis os Meus juízos, e os observeis. E habitareis na terra que Eu dei a vossos pais e vós sereis o meu povo, e Eu serei o vosso Deus.”

Ezequiel 36.25-28

 

 

#JejumdeDaniel  #Dia 6

 Amanhã tem novo post aqui.

** Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão diários e voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.

PS: Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .