O que você coloca diante dos seus olhos e ouvidos

804201119_26580_12653576893942473027

A dieta anti-gremlin — Parte 1

Estou convencida de que gremlins se alimentam de alguma coisa que eles tiram da nossa cabeça. É nojento, eu sei, mas eles jogam um pensamento dentro da nossa cabeça, esperam que ele cresça por meio das nossas ruminações e, então, comem o que quer que tenha sobrado como produto final (pode ser a dor e sofrimento causados pelo drama). 

Para enfraquecê-los cada vez mais até matá-los de fome, você precisa controlar três coisas: o que entra pelos seus olhos, o que entra pelos seus ouvidos, o que permanece na sua mente e o que sai da sua boca. Vamos falar dessas coisas em posts diferentes, para dar tempo de pensar a respeito e já começar a praticar. 

O que entra pelos olhos e ouvidos:

Somos criaturinhas de hábitos. Enquanto estamos viciados em pensar negativamente, nos acostumamos a escolher coisas que reforçam nosso padrão de pensamento. Eu era dramática, então gostava de poesia dramática, músicas dramáticas (tinha sempre alguém sofrendo, com pouca ou nenhuma esperança) e livros dramáticos; histórias dramáticas na televisão e coisas terríveis, em geral. 

Achava que amor e dor eram sinônimos e meus interesses inconscientemente estavam em coisas que confirmassem essa ideia. Me alimentava disso e, obviamente, ficava cada vez mais fluente em dramaticidade e complexo de vítima. Me alimentava disso e, obviamente, ficava cada vez mais fluente em dramaticidade e complexo de vítima. Para se desintoxicar, é preciso fazer o caminho oposto: um jejum de coisas negativas. Como a sabedoria do salmista, esperando por Deus: 

“Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim.” 

Salmos 101:2,3 

Quem escolhe o que vai colocar diante dos olhos? Você. Essa é uma escolha diária. Até agora tem escolhido, mas sem perceber (por isso, escolhe mal, dirigido por gremlins e sentimentos). A partir de agora, essa escolha será consciente e intencional. Dê preferência a coisas positivas, com baixa carga emocional. Evite músicas tristes, livros e vídeos deprimentes, evite fotos, páginas e grupos que coloquem você para baixo. Evite aquele amigo fofoqueiro, as conversinhas sobre picuinhas de pessoinhas. 

Analise TUDO o que tem colocado diante de seus olhos e ouvidos para se certificar de não permitir comidinha de gremlin. Existem as comidas de gremlin genéricas, que são ruins para todo mundo que está na luta para renovar sua mente, como fofoca, conteúdo negativo, maldoso ou deprimente e histórias dramáticas e sem esperança. 

Quando estamos viciados em negatividade, somos atraídos pela negatividade. Quando estamos viciados em drama, é o drama que nos atrai. E se você, como eu, passou anos viciado em drama e negatividade, é atraído pelas duas coisas. Zapeando com o controle remoto, por exemplo, se aparece uma notícia negativa, já fica com vontade de parar e ouvir. Estou dizendo, é a legítima “atração fatal”. 

Às vezes você pensa: “ah, isso aqui nem é tão ruim assim”, mas percebe, lá no fundo, uma vozinha bem suave dizendo: “isso não faz bem”, melhor ouvir. Essa voz suave, inaudível, dentro do seu pensamento, é Deus tentando alertar. Quando percebê-la, obedeça, por mais que seu coração tenha dito que aquele conteúdo não é tão ruim assim. 

Enquanto estiver nesse processo de desintoxicação, é importante se afastar o máximo possível das coisas negativas pelas quais é atraído por causa do pensamento tóxico. É totalmente possível fazer isso, basta dizer “não”. Virar as costas para o que lhe faz mal. Bater a porta na cara de conteúdos negativos.

Isso exige duas coisas que costumam estar atrofiadas em pessoas que vivem há muito tempo no estado de drama: atenção intencional e decisão consciente. Mas, como qualquer músculo atrofiado, é só começar a movimentar que, aos poucos, volta a se fortalecer.Comece a exercitar, escolhendo o que permite colocar diante de seus olhos e ouvidos. Sites, páginas de Facebook, conversas, livros, filmes, músicas, ideias e assuntos — tudo vai passar pelo seu scanner. Pode ser que você dê um passo e caia, por esse músculo estar fraco. Mas se levante e volte a tentar. Em breve, estará correndo por aí.

E, caso só note que viu ou ouviu algo negativo depois de ter visto ou ouvido (pode ser que aconteça no início), aplique um antídoto imediatamente: busque um conteúdo que faça você feliz e veja ou ouça. Coloque seu foco no que é bom e não permita que o que é mal crie raízes. Caso não saiba o que o faz feliz (em casos crônicos, a pessoa se esquece), comece agora mesmo a procurar coisas boas para ver. Em breve, conforme for acompanhando nossos posts, vamos descobrir, juntos, novas formas de ver a vida e vai ficar mais fácil enxergar.

Amanhã falaremos sobre mais um grupo de “alimentos” que você deve afastar dos seus olhos e ouvidos.

 

.

Para quem está chegando agora e quer entender melhor a referência ao gremlin, leia:

Dando crédito à voz do gremlin

O estado de drama e as lentes verdes do gremlin