Como progredir

803735739_64868_18361541853644507811

 Existem parasitas que dominam a mente do hospedeiro a ponto de fazê-lo arriscar a própria vida (e até morrer) pelos interesses do parasita. O parasita cresce na barriga do gafanhoto, mas só termina seu desenvolvimento na água. Então, ele faz o gafanhoto se atirar na água (e morrer!), para que ele possa sair e continuar seu ciclo.

Outro parasita invade o corpo do caranguejo e faz com que o hospedeiro viva em função dele, a ponto de o caranguejo cuidar dos ovos do parasita! O gremlin tem esse comportamento. Ele manipula sua mente para conseguir o alimento de que precisa.

Mas você tem uma vantagem sobre o gafanhoto e o caranguejo (uma, não, várias rs), você não é uma vítima zumbi indefesa. Tanto que já tem visto progressos ao aplicar o que tem aprendido aqui. Aliás, aprenda outra coisa: se você aplicou o que aprendeu e viu UM progresso que seja, mesmo que pequeno e por pouco tempo, já viu um progresso.

Não considere as vezes que não viu progresso ou mesmo o fato de ter cometido algum erro e ouvido o gremlin — que depois disse para você desistir porque, no raciocínio que ele quer que você tenha, se você errou uma vez, nunca mais vai conseguir. Isso não faz sentido algum (até porque a maioria dos que já conseguiram alguma coisa falhou muitas vezes antes de acertar), mas ele joga o pensamento e você não percebe o erro.

Não considere as vezes que não viu progresso ou mesmo o fato de ter cometido algum erro e ouvido o gremlin — que depois disse para você desistir porque, no raciocínio que ele quer que você tenha, se você errou uma vez, nunca mais vai conseguir. Isso não faz sentido algum, mas ele joga o pensamento e você não percebe o erro.

Repito: se você viu UM progresso, quer dizer que o progresso já está ali. Mesmo que tenha visto MEIO progresso. Leu e ENTENDEU o que está errado. Isso já é um progresso! Se apegue a isso e com certeza verá outros. 

Depois de três anos de violenta seca, sem nenhuma gota de chuva, o profeta Elias estava orando e esperando chuva no alto do monte Carmelo.

“E disse ao seu servo: Sobe agora, e olha para o lado do mar. E subiu, e olhou, e disse: Não há nada. Então disse ele: Volta lá sete vezes. E sucedeu que, à sétima vez, disse: Eis aqui uma pequena nuvem, como a mão de um homem, subindo do mar. Então disse ele: Sobe, e dize a Acabe: Aparelha o teu carro, e desce, para que a chuva não te impeça. E sucedeu que, entretanto, os céus se enegreceram com nuvens e vento, e veio uma grande chuva; e Acabe subiu ao carro, e foi para Jizreel.”
1 Reis 18.42-45

Percebeu? Não tinha vento, não tinha chuva, não tinha nada. Elias não deu a menor bola para o fato de não ver nada. Continuou insistindo, até ver. Quando finalmente o servo percebeu algum progresso, era uma nuvenzinha ridiculamente pequena. Mas era um progresso. Elias não queria saber o tamanho do progresso. O importante é que já tinha uma nuvem. Então, ele agiu como se viesse uma tempestade, a ponto de mandar avisar ao rei para voltar pra casa. Não estava enganando o rei ou mentindo, estava convicto daquilo por que viu o progresso. E, só aí, o céu escureceu, veio vento e uma super chuva. Elias precisou insistir até ver. Não com medo de não ver, mas CONVICTO de que veria. Ele sabia que, cedo ou tarde, o sinal apareceria.

É assim que funciona. Pense nos pequenos progressos como sinais de que vai alcançar o seu objetivo, independentemente do que o gremlin diga ou faça você sentir. Não espere ver para insistir, não é esse o caminho da fé consciente. Insista até ver. Ao colocar o foco no pequeno progresso como sinal de que alcançará sua meta, inevitavelmente você experimentará novos progressos (da mesma forma que ficar se focando nos fracassos traz mais fracasso, se focar no progresso traz mais progresso). Em menos tempo do que imagina, aquela nuvenzinha minúscula se transformará em uma grande tempestade.

.

*Para quem está chegando agora: “gremlin” é como chamo os monstrinhos invisíveis que imagino sentados em nossos ombros sugerindo pensamentos negativos. Eu os imagino com aquela cara dos monstrinhos do filme Gremlins, principalmente para não querer um troço desses no meu ombro. 

 Se quiser entender melhor a referência, leia esses dois posts do Jejum de Daniel:

Dando crédito à voz do gremlin

O estado de drama e as lentes verdes do gremlin