Entenda isso se ainda não recebeu o Espírito Santo

s-l1600

Recebi algumas mensagens com teor semelhante. Leitoras desanimadas com o Jejum de Daniel porque ele já está terminando e elas ainda não receberam o Espírito Santo. Já vimos relatos de participantes que foram batizados com o Espírito Santo no último dia. Mas essas leitoras me disseram que já esperam sair tristes na quarta-feira (isso é usar a fé na palavra do diabo!). Ouvem o discurso do diabo e o escrevem, achando que estão expondo seus próprios pensamentos.

Acho que existe um demônio especializado em últimos dias do Jejum de Daniel, porque o discurso é sempre o mesmo. Ele diz que, se você não recebeu até agora, não vai receber nunca mais, que quarta será um dia horrível porque todo mundo vai sair feliz e você estará triste e vazio, que você não fez tal coisa (evangelização, oferta, sacrifício, oração, jejum, etc.) e que, por isso, não vai receber o Espírito Santo. As acusações vêm de todos os lados e você não percebe que o erro está, principalmente, em dar crédito a elas.

Tenho a impressão de que a raiz desse problema está em (ainda que inconscientemente) ver o batismo com o Espírito Santo como uma coisa que Deus pode dar. Como um distintivo. E o selo se torna um objeto que Deus está segurando na mão e que tem o poder de fazer tudo dar certo na sua vida e lhe dar a vida que você tanto quer. Então, você busca. Com todas as suas forças, você busca aquele selo. Você tem sede daquela coisa, de verdade. Sente que tem um vazio dentro de você e quer preenchê-lo. “Derrama essa coisa dentro de mim logo, Deus!”

Todo mundo buscando, todo mundo recebendo, um monte de testemunhos…e é como se você estivesse em um shopping no natal, papai noel distribuindo pirulito para todas as crianças, olha para você com os bracinhos estendidos, mas deliberadamente não lhe dá, porque você não foi uma criança boazinha. “Mas eu não fiz nada! Eu não faço nada de errado!” E lá vai o diabo na sua cabeça, tentando escavar alguma acusação para encher sua mente e trazer dúvidas. “Ah, mas você não merece porque fez x ou y.” E você fica pensando “puxa, é… eu fiz x ou y…não mereço nada…me chicoteia, papai noel!”.

Seria bom entender exatamente o que você tem feito, para começar a fazer direito. Primeiro, o Espírito Santo não é um distintivo, Ele é uma pessoa. É como se chegasse uma pessoa nova na sua casa; alguém a quem você garante querer conhecer. Quando esse seu convidado chega, você já começa a perguntar:

— Você é rico? Você trouxe dinheiro com você? Me dá esse broche de ouro para eu pendurar na minha blusa?

Você não deixa o convidado responder, nem dizer coisa alguma. O interesse está no que ele pode dar, não em quem ele é. E — pior — abre a porta para um ladrão que odeia o seu convidado e começa a ouvir o que ele tem a dizer a respeito do seu convidado. O ladrão diz:

— Ah, ele não está nem aí para você. Por que ele vai olhar para você? Uma criatura tão desprezível, que não serve para nada e nunca vai ter nada de bom na vida. Ele não vai vir até você! Você nunca vai ter esse broche.

(E…tipo…o convidado está ali, na sua frente, mas o ladrão diz que ele não vai vir e você acredita…. Oi?) Você acredita, repete e começa a bater o maior papo com o ladrão, enquanto o convidado está ignorado no canto do sofá. Ele está ali, mas nem uma vez você tentou se aproximar e ouvi-lo. De vez em quando, você vira para ele e pede o broche. E você começa a chorar desesperadamente, abraçado ao ladrão, dizendo:

— Eu sei que não vou receber o broche, não estou entendendo por que isso está acontecendo! Eu quero tanto conhecê-lo, mas ele não me responde!

Será mesmo que isso é querer conhecer alguém?

Muito mais importante do que FAZER qualquer coisa para Deus é crer nEle. E a Palavra dEle diz que Ele é misericordioso, que aceita quem vem até Ele, que perdoa quem se arrepende. Essa é a verdade. Ficar antecipando o pior não condiz com o pensamento da fé, é palavra do ladrão. Acreditar nas dúvidas não condiz com o pensamento da fé, é palavra do ladrão.

Em vez de ficar caçando erros em si mesmo e aceitando todas as acusações do ladrão na sua cabeça, a ponto de usá-las como base para agir, busque ter um relacionamento com Deus, acreditando naquilo que Ele diz. Não fique ansioso para receber o batismo com o Espírito Santo, isso vem como consequência. Tenho a impressão de que as pessoas acham que precisam ser batizadas com o Espírito Santo para conseguir ser de Deus, como se fosse uma poção mágica que lhes desse forças para resistir ao diabo.

O Espírito Santo não é uma coisa que a gente recebe para ter condições de ser de Deus. O Espírito Santo é Deus dentro de nós para nos dar condições de permanecer na fé e salvar outras pessoas. É possível se tornar de Deus antes de receber o Espírito Santo, basta se arrepender de seus pecados (ou seja, reconhecer o erro e decidir não errar de novo), entregar sua vida e seus pensamentos para Ele (e, principalmente, o gerador desses pensamentos, que está ligado aos sentimentos) e obedecer. Abraão não era batizado com o Espírito Santo e foi chamado amigo de Deus. Se o batismo com o Espírito Santo fosse necessário para a pessoa SE TORNAR de Deus, Ele não teria tido nenhum amigo antes do batismo estar disponível.

O erro está em acreditar no pensamento que diz que Deus está distante de quem não é batizado com o Espírito Santo. Ele não está distante de quem O busca, isso iria contra a Palavra dEle e, logo, é uma mentira. Sendo uma mentira, é palavra do diabo. Favor reconhecer e jogar no lixo tudo aquilo que é palavra do diabo. Deus está perto de todos os que O invocam em verdade. Então, a luta do diabo é fazer você ficar mergulhado na mentira que ele inventa. Assim, você se afasta de Deus e não se permite conhecê-Lo e nascer dEle.

Se a sua consciência acusa você de alguma coisa, peça perdão a Deus e decida nunca mais cometer esse erro. Pronto, está perdoado. Agora, se esforce para andar no Caminho. Mas se a sua consciência não o acusa de nada, se você tem buscado andar corretamente, não fazer a ninguém o que não gostaria que fizessem com você, então a única coisa que Deus pede de você é que pare de dar ouvidos para o diabo e passe a dar ouvidos à voz de Deus. É mais fácil, porque você tem uma única coisa a obedecer:

“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” 

Tiago 4.7  

 

PS. Amanhã pela manhã publico o último post do Jejum, continuação desse assunto, falando sobre como a gente faz quando quer conhecer alguém.

 

#JejumdeDaniel 

.

Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel, de 25 de janeiro a 14 de fevereiro. Durante esses dias, os posts no blog serão voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.

** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .