Sobre o texto “Como se tornar 171 (…)”

Vi o post Como se tornar um 171 inescrupuloso e desprovido de ética em 7 lições” (clique para ler) na lista dos mais recentemente lidos do blog e resolvi reler. Por curiosidade, voltei ao texto que originou esta resposta, escrito por Denyse Godoy. Fiquei espantada ao descobrir por lá um comentário da jornalista, que não entendeu (ou não quis entender, não acredito, sinceramente, que as pessoas sejam tão desprovidas de capacidade de interpretação de texto assim, ainda mais jornalistas!) o que eu escrevi.  Segue:

Denyse Godoy20/08/2010 12:51
Certo. Quem pechincha é sociopata, diz a leitora Vanessa. Será que a melhor estratégia, então, é, antes de comprar algum produto, perguntar primeiro para o vendedor como está a situação finqanceira dele? Porque, se ele responder que o aluguel está atrasado, o consumidor pode se oferecer inclusive para pagar o dobro do valor para ajudá-lo, né.Responder
O seu comentário está aguardando moderação.
Vanessa Lampert23/09/2011 14:16 A jornalista Denyse Godoy, pelo visto, realmente não é muito boa em interpretação de texto. Não disse que quem pechincha é sociopata, releia meu texto com atenção (não vou explicar de novo, está bem explicadinho). Qual é a melhor estratégia? – você me pergunta – Ter ética, ser honesto e utilizar o bom senso ao pechinchar. Não enganar, mentir e agir como um sociopata, como sugere este artigo deplorável. Leia novamente.

“Denyse Godoy 20/08/2010 12:51

Certo. Quem pechincha é sociopata, diz a leitora Vanessa. Será que a melhor estratégia, então, é, antes de comprar algum produto, perguntar primeiro para o vendedor como está a situação finqanceira dele? Porque, se ele responder que o aluguel está atrasado, o consumidor pode se oferecer inclusive para pagar o dobro do valor para ajudá-lo, né.”


Nem merecia resposta, certo? Pois é, mas eu sou uma criaturinha feliz e acabei respondendo…


Vanessa Lampert 23/09/2011 14:16

A jornalista Denyse Godoy, pelo visto, realmente não é muito boa em interpretação de texto. Não disse que quem pechincha é sociopata, releia meu texto com atenção (não vou explicar de novo, está bem explicadinho). Qual é a melhor estratégia? – você me pergunta – Ter ética, ser honesto e utilizar o bom senso ao pechinchar. Não enganar, mentir e agir como um sociopata, como sugere este artigo deplorável. Leia novamente.

.

É brincadeira, não? Eu comentei sobre o lado do vendedor, porque fazia parte de minha realidade na época, e não tinha como não ter empatia. E a pessoa utilizou isso para desqualificar todo o meu comentário… Eu não sou contra pechinchar, tanto é que me interessei pelo texto (não leio sobre assuntos que não me interessam, vou perder meu tempo?), sou contra a desonestidade e o comportamento predatório.

Não trabalho mais com vendas, mas continuo tendo empatia. Eu sempre me coloco no lugar do outro e não gosto de fazer com os outros o que não gostaria que fizessem comigo. Sei respeitar os limites, principalmente os que delineiam a ética, a honestidade e a responsabilidade. E posso ser muito idiota por isso – sempre serei, faço questão – mas não abro mão desses princípios básicos por dinheiro nenhum. Não vale a pena.

.

2 comentários sobre “Sobre o texto “Como se tornar 171 (…)”

  1. Oi Vanessa.
    Concordo contigo, já passei por situações muito chatas, constrangedoras mesmo. O cliente que não entende que há um limite para um desconto, que quer tirar vantagem a qualquer custo, sem se importar com o outro lado…pode ser chamado de quê? Um grande beijo Flor.

    +1

  2. Oi Vanessa.
    Concordo contigo, já passei por situações muito chatas, constrangedoras mesmo. O cliente que não entende que há um limite para um desconto, que quer tirar vantagem a qualquer custo, sem se importar com o outro lado…pode ser chamado de quê? Um grande beijo Flor.

Deixe uma resposta para Valencia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *