Carta de afronta da Folha de São Paulo

Na Folha Universal desta semana, na coluna “Ponto de Vista”, Carlos Oliveira fala sobre o bico de Tucano da Folha de São Paulo (clique aqui para ler). Gostei muito do texto e despertou em mim uma revolta, mais especificamente o seguinte parágrafo: “Em sua edição de número 30.455, de 20 de agosto, o famigerado jornal estampa propositalmente em sua capa a seguinte chamada: “Russomano é o Davi que perderá para dois Golias – O desafio de Russomano (PRB) de chegar ao segundo turno em São Paulo é o de Davi contra Golias. Davi, do partido divino, venceu. Contra PT e PSDB, na realidade de uma democracia em maturação, Deus não vai resolver.” (Outro post a respeito, de Assis Araújo, mostra o texto da Folha de São Paulo na íntegra, com a chamada de capa! Clique aqui para ler.)
Primeira consideração: Agora o PT é um gigante, para a Folha de São Paulo? Agora admite que é um partido forte? Quando convém à Folha ela enxerga o Partido dos Trabalhadores? O medo da Folha reflete o medo da velha mídia em geral: Russomano está à frente de Serra. Haddad ainda está longe o suficiente, mas pelo visto os tucanos prefeririam lutar contra o PT do que enfrentar Davi, afinal de contas, já são anos e anos forjando denúncias e provas contra o partido de Haddad, inventar algo contra Russomano e o PRB agora daria muito trabalho e não convenceria tão bem. Os interesses eleitoreiros ficariam óbvios (não que deixem de fazer por causa disso).
Mesmo que Russomano esteja na liderança e não tenha o alto índice de rejeição que Serra tão arduamente lutou para conquistar, a Folha sentencia: “Russomano é o Davi que perderá para dois Golias” Baseando-se em quê a Folha faz essa afirmação? Em sua profunda vontade, é claro. E no esforço que fará para que isso se concretize, ao tentar – como sempre fez – manipular as informações e a mente de seus leitores.
A velha mídia ignora que o povo Brasileiro não come mais em sua mão. As pessoas têm aberto os olhos para as mentiras e manipulações da mídia tendenciosa. E esse processo não vai parar, não tem como parar. A velha mídia se debate como o náufrago prestes a se afogar. Só isso explica a declaração do editorial absurdo da Folha. “Deus não vai resolver” é um convite explícito à revolta de todos aqueles que não apenas acreditam em Deus, mas têm grande respeito por Ele e lutam Suas causas. A Folha desperta, assim, o “Exército do Deus Vivo”, por quem Davi se revoltava.
Isso me fez lembrar uma outra passagem bíblica, em que Senaqueribe, rei da Assíria manda uma carta de afronta para o Rei Ezequias, dizendo que o Deus de Israel não era capaz de livrá-lo de suas mãos. Ezequias, então, leva a carta até a Casa de Deus, a estende perante o Senhor e ora, revoltado com aquela afronta feita a Deus (2Reis 19:14-19).  Preciso dizer de quem foi a vitória?  A mesma revolta manifestou Davi diante de Golias, “Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar o exército do Deus vivo?” (I Samuel 17:26)
Carlos Oliveira traz a carta de afronta da Folha de São Paulo, estendendo como fez Ezequias, com a mesma indignação. Eis que milhares de anos depois de Golias, a Folha de São Paulo vem afrontar não apenas o exército do Deus vivo, mas o próprio Deus, dizendo que Ele não é capaz de livrar a cidade de São Paulo das mãos dos tucanos. Pensando assim, comparando o PSDB com Golias, a Folha assume que o partido é realmente tão ruim e pernicioso quanto eu acredito que seja. E o PT não merece a comparação com o gigante derrotado, a que faz jus o histórico do candidato José Serra e de seu partido.
Sim, Celso Russomano é Davi. O PRB é Davi. Pequeno, desprezado, mas valente e corajoso. Davi não apenas venceu Golias, como também foi o rei mais amado de Israel. Popularidade que os tucanos há muito tempo não se esforçam para ver.
Deus foi duro com Senaqueribe: “Por causa do teu furor contra mim e porque a tua arrogância subiu até aos meus ouvidos, eis que porei o meu anzol no teu nariz e o meu freio na tua boca e te farei voltar pelo caminho por onde vieste” (2 Reis 19:28)
Depois dessa, sinceramente, se eu não fosse votar em Celso Russomano, se ainda estivesse em dúvida, não teria mais dúvida nenhuma. Obrigada, Folha de São Paulo, por nos mostrar tão claramente quem é quem.

afrontaNa Folha Universal desta semana, na coluna “Ponto de Vista”, Carlos Oliveira fala sobre o bico de Tucano da Folha de São Paulo (clique aqui para ler). Gostei muito do texto e despertou em mim uma revolta, mais especificamente o seguinte parágrafo: “Em sua edição de número 30.455, de 20 de agosto, o famigerado jornal estampa propositalmente em sua capa a seguinte chamada: “Russomano é o Davi que perderá para dois Golias – O desafio de Russomano (PRB) de chegar ao segundo turno em São Paulo é o de Davi contra Golias. Davi, do partido divino, venceu. Contra PT e PSDB, na realidade de uma democracia em maturação, Deus não vai resolver.” (Outro post a respeito, de Assis Araújo, mostra o texto da Folha de São Paulo na íntegra, com a chamada de capa! Clique aqui para ler.)

Primeira consideração: Agora o PT é um gigante, para a Folha de São Paulo? Agora admite que é um partido forte? Quando convém à Folha ela enxerga o Partido dos Trabalhadores? O medo da Folha reflete o medo da velha mídia em geral: Russomano está à frente de Serra. Haddad ainda está longe o suficiente, mas pelo visto os tucanos prefeririam lutar contra o PT do que enfrentar Davi, afinal de contas, já são anos e anos forjando denúncias e provas contra o partido de Haddad, inventar algo contra Russomano e o PRB agora daria muito trabalho e não convenceria tão bem. Os interesses eleitoreiros ficariam óbvios (não que deixem de fazer por causa disso).

Mesmo que Russomano esteja na liderança e não tenha o alto índice de rejeição que Serra tão arduamente lutou para conquistar, a Folha sentencia: “Russomano é o Davi que perderá para dois Golias” Baseando-se em quê a Folha faz essa afirmação? Em sua profunda vontade, é claro. E no esforço que fará para que isso se concretize, ao tentar – como sempre fez – manipular as informações e a mente de seus leitores.

A velha mídia ignora que o povo Brasileiro não come mais em sua mão. As pessoas têm aberto os olhos para as mentiras e manipulações da mídia tendenciosa. E esse processo não vai parar, não tem como parar. A velha mídia se debate como o náufrago prestes a se afogar. Só isso explica a declaração do editorial absurdo da Folha. “Deus não vai resolver” é um convite explícito à revolta de todos aqueles que não apenas acreditam em Deus, mas têm grande respeito por Ele e lutam Suas causas. A Folha desperta, assim, o “Exército do Deus Vivo”, por quem Davi se revoltava.

Isso me fez lembrar uma outra passagem bíblica, em que Senaqueribe, rei da Assíria manda uma carta de afronta para o Rei Ezequias, dizendo que o Deus de Israel não era capaz de livrá-lo de suas mãos. Ezequias, então, leva a carta até a Casa de Deus, a estende perante o Senhor e ora, revoltado com aquela afronta feita a Deus (2Reis 19:14-19).  Preciso dizer de quem foi a vitória?  A mesma revolta manifestou Davi diante de Golias, “Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar o exército do Deus vivo?” (I Samuel 17:26)

Carlos Oliveira traz a carta de afronta da Folha de São Paulo, estendendo como fez Ezequias, com a mesma indignação. Eis que milhares de anos depois de Golias, a Folha de São Paulo vem afrontar não apenas o exército do Deus vivo, mas o próprio Deus, dizendo que Ele não é capaz de livrar a cidade de São Paulo das mãos dos tucanos. Pensando assim, comparando o PSDB com Golias, a Folha assume que o partido é realmente tão ruim e pernicioso quanto eu acredito que seja. E o PT não merece a comparação com o gigante derrotado, a que faz jus o histórico do candidato José Serra e de seu partido.

Sim, Celso Russomano é Davi. O PRB é Davi. Pequeno, desprezado, mas valente e corajoso. Davi não apenas venceu Golias, como também foi o rei mais amado de Israel. Popularidade que os tucanos há muito tempo não se esforçam para ver.

Deus foi duro com Senaqueribe: “Por causa do teu furor contra mim e porque a tua arrogância subiu até aos meus ouvidos, eis que porei o meu anzol no teu nariz e o meu freio na tua boca e te farei voltar pelo caminho por onde vieste” (2 Reis 19:28)

Depois dessa, sinceramente, se eu não fosse votar em Celso Russomano, se ainda estivesse em dúvida, não teria mais dúvida nenhuma. Obrigada, Folha de São Paulo, por nos mostrar tão claramente quem é quem.

2 comentários sobre “Carta de afronta da Folha de São Paulo

  1. “Pensando assim, comparando o PSDB com Golias, a Folha assume que o partido é realmente tão ruim e pernicioso quanto eu acredito que seja. E o PT não merece a comparação com o gigante derrotado, a que faz jus o histórico do candidato José Serra e de seu partido.”

    Você pensa como eu!!!!! Mas eu estou no rincão extremo norte fronteira com o amigo Hugo Chaves!! RORAIMA !!

    Daqui de cima observo São Paulo e os tucanos. Desde meus 16 anos de idade cerro fileiras contra estes, quase sempre sozinho. Hoje com 39 anos estou (neste instante) extasiado por ver uma tão jovem com o mesmo espírito, visão aguda, língua e dedos afiados.
    Veja meu blog (não repare a bagunça do meu blog) novosenador.blogspot.com.

    estou muito feliz por ti encontrar. vim pelo texto Rei Davi ou são jorge, publicado no site do bispo.

    Abraço forte!

  2. Não só esqueceram que Davi venceu golias sem armas, e sim apenas com uma pedra. E lembrando ainda que de 32 mil, Deus separou apenas 300 para seguirem com Gideão e vencerem os midianitas. Esses incrédulos se esquecem que a mão do Deus vivo pesa e não sobrará pedra sobre pedra para alguém lembrar que a ditadura e os partidos das elites não vencem mais nada nesse país elegeu o PT ( saindo das malhadas) e não deu mais brechas para as oligarquias. O povo de Deus está ligado!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *