Até tu, Salomão?

solomon.VL

Estava pensando sobre a situação do rei Salomão. Foi o rei mais poderoso, rico e sábio que Israel já teve. Sua sabedoria foi dada pelo próprio Deus e ele é o autor da maioria das pérolas de sabedoria do livro de Provérbios e também do livro de Eclesiastes. Ele entendia altas coisas, Deus apareceu para ele duas vezes – e para falar coisas bem legais. Ele foi escolhido para colocar em prática o plano de seu pai Davi (ah, teve essa também, o indivíduo era filho do rei Davi!) e construiu o primeiro Templo para Deus, templo esse que ficaria conhecido por seu próprio nome: “Templo de Salomão”.

Durante a construção do Templo, Salomão demonstrou grande temor, respeito e amor a Deus. Ao pedir ao rei de Tiro ajuda com os materiais, mostrou como enxergava o que estava para fazer: “A casa que edificarei há de ser grande, porque o nosso Deus é maior do que todos os deuses.” (2Crônicas 2.5). E, com o Templo já pronto, fez uma oração lindíssima e humilde, pedindo a Deus que consagrasse aquele lugar (leia em 2Crônicas 6). Sempre foi aberto a dar ofertas e sacrifícios a Deus, e recebeu dEle uma resposta à altura (leia em 2Crônicas 7), em que Deus prometeu estar com os olhos abertos e os olhos atentos à toda oração que se fizesse no Templo, se agradou dele e aceitou aquele lugar como Sua casa. E também disse que se Salomão andasse nos caminhos dEle, o reino seria confirmado em suas mãos. Mas se ele se desviasse, o reino seria arrancado de suas mãos e a casa seria destruída.

Mesmo com tanto conhecimento, sabendo a importância de manter o temor e a fidelidade, Salomão não resistiu aos anos de paz e às más companhias. Anos e anos sem guerra (ele chegou a dizer “Porém a mim o SENHOR, meu Deus, me tem dado descanso de todos os lados; não há inimigo, nem adversidade alguma” (1 Reis 5.4)) e mais as más escolhas na vida amorosa (ou, como disse o Davison, “não bastasse ter casado mal, ele casou mal mil vezes”) fizeram com que ele pirasse o cabeção e chegasse à velhice construindo santuários para os deuses dos povos das mulheres com quem Deus já tinha dito que ninguém de Israel deveria casar. Porque não tem jeito, quando você casa com uma pessoa, você traz para a sua vida tudo o que está na vida daquela pessoa.

“Sendo já velho, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era de todo fiel para com o SENHOR, seu Deus, como fora o de Davi, seu pai.” (1 Reis 11.4)

Seguiu aos deuses daquelas mulheres “Assim, fez Salomão o que era mau perante o SENHOR e não perseverou em seguir ao SENHOR, como Davi, seu pai” (1 Reis 11.6). Comoassim, Salomão???? Depois de tudo o que você viu, ouviu e escreveu?

Aí, claro, Deus não poderia continuar sendo com ele, senão viraria festa da uva. Avisou que o reino seria dividido, sendo que só deixaria uma tribo com seus descendentes por amor a Davi e a Jerusalém. Depois, Deus levantou dois adversários contra Salomão (1 Reis 11.14;23) e, finalmente, ele teve problemas para resolver. Quem sabe ali tenha se arrependido e consertado a cabeça antes de sua morte.

Mas fiquei pensando…se o cara para quem Deus apareceu duas vezes, que entrou para a História por sua sabedoria e por ter tido a honra de construir o Templo escorregou desse jeito a ponto de fazer essas abominações – que ele sabia que eram abominações, por ter se deixado levar pela conversa das suas mulheres, ninguém está livre de esculhambar sua vida desse jeito, se não se cuidar e se não souber fazer as escolhas certas. A solução é levar tudo muito a sério e nunca achar que está bem e que não precisa se cuidar. Vigie e fique bem atento, principalmente em tempos de paz. Não foi por falta de sabedoria. Foi por falta de usar a sabedoria. Na hora de escolher suas mulheres, ele usou o coração e deixou a sabedoria na estante. Provavelmente desligou o cérebro por ter se acomodado na falta de problemas.  Não vale a pena fazer escolhas com o coração e embarcar em uma canoa furada que fará você perder tudo aquilo que conquistou. Melhor ficar sozinho do que se perder em um mau relacionamento; melhor viver na guerra do que morrer por causa da paz.

Não precisava ter sido assim. Se Salomão cuidasse de sua vida amorosa com a sabedoria que recebeu, e seguisse o que ele mesmo escreveu a respeito de temer a Deus, jamais teria colocado tudo a perder.

 

 

 

Um comentário sobre “Até tu, Salomão?

  1. Bom dia Vanessa,
    Várias vezes me perguntei sobre isto, realmente Salomão foi um cabeçudo, mas creio que Deus permitiu
    isto, visto que tudo, absolutamente tudo, tem um proposito nas Sagradas Escrituras, sim, para que ficasse claro (como de fato ficou) que o único que cumpriu perfeitamente o plano de Deus foi o Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
    Ótimo texto.
    Paulo Elias | Curitiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *