Talvez você seja satanista e não saiba

fire-1173079

Sempre pensei que, para ser satanista, a pessoa precisava participar de um ritual ocultista à meia-noite, em um local mal iluminado por velas, sacrificar um bode preto, cortar sua própria carne ou alguma dessas coisas que habitam o imaginário popular. No entanto, é muito mais fácil do que as pessoas pensam. Na verdade, talvez você seja satanista sem saber, mesmo estando dentro de uma igreja.

Um dos líderes desse movimento afirmou:

“Somos autocentrados, nosso “eu” é a pessoa mais importante do nosso universo subjetivo. Não adoramos o diabo ou alguma entidade sobrenatural. Adoramos a nós mesmos. No satanismo cada indivíduo é seu próprio deus.”

Essas pessoas acham que não adoram o diabo como um ser existente, elas apenas seguem uma ideia, uma filosofia. Mas não é preciso se curvar diante de uma imagem do diabo para adorá-lo. Para fazer um pacto com o diabo, basta seguir sua palavra. A palavra de satanás glorifica os desejos humanos, os prazeres inconsequentes, a centralidade do homem, a desconfiança e o “fazer o que se tem vontade”.

O ponto central da doutrina satanista é que o indivíduo, suas vontades e seu prazer são o que há de mais importante para cada um. A vingança, o ódio aos inimigos, a dissimulação e amar apenas àqueles que merecem são comportamentos incentivados. Cada indivíduo pode fazer o que quiser em nome da “liberdade”. O que vale é o aqui e o agora.

Esse é o espírito que tem se entranhado em tudo neste mundo: nos filmes, nos livros, nas músicas e nas religiões, até mesmo nas igrejas evangélicas. “O importante é se divertir”, “siga o seu coração”, “ouça seu coração”, “faça o que quiser”, “não se arrependa de nada”, “dê o troco”, são algumas ideias satanistas que nossa cultura tenta nos impor goela abaixo. A impressão é que se você não vive de acordo com essa forma de pensar, você é bobo, está perdendo tempo enquanto todo mundo está tendo toda a diversão.

Se você diz que serve a Deus, mas não quer sacrificar sua vontade, seus desejos egoístas, ou se fica se preocupando com o que os outros acham de você (olha seu “eu” no centro do universo), magoa-se facilmente, guarda rancor, é vingativo, desobedece a Deus, quer andar de acordo com seus achismos, você está, na verdade, servindo a satanás. Desculpe dizer assim, na lata, mas não dá para usar meias-palavras. Ou você segue a Deus, ou ao espírito deste mundo. E quem você acha que é o espírito deste mundo podre e distorcido?

A única forma de não fazer um pacto com o diabo é viver na contramão de todo mundo. Não é fácil. Sob esse aspecto, nossa sociedade é satanista. O mundo respira a influência satânica. Para nos mantermos limpos, não basta limpar o exterior fugindo dos “pecados óbvios”. O próprio Senhor Jesus deixou isso bem claro quando disse que se você olhasse para uma mulher com intenção impura, era o mesmo que adultério. E simplesmente odiar seu irmão era o mesmo que assassinato. O que Ele quis dizer é que o que realmente vale para Deus é o que dá origem às suas atitudes e pensamentos. As coisas que só você e Ele conhecem, mais ninguém. O que realmente vale é aquilo que ninguém mais vê. É quem você é quando ninguém está olhando.

Assim como para fazer um pacto com satanás basta fazer a vontade dele e seguir suas palavras, para fazer um pacto com Deus basta fazer a vontade dEle e seguir suas Palavras. E o que Ele orienta não vale apenas para dentro da igreja, mas sim para seu ambiente de trabalho, seu casamento, seu relacionamento com os outros, suas decisões no âmbito corporativo e em todos os lugares. Ou você é de Deus ou é do diabo. Não tem meio termo.

#JejumdeDaniel  #Dia7

PS: Amanhã de manhã tem novo post aqui. :)

PS2: Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão diários e voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia o post do dia 19 para entender melhor.

2 comentários sobre “Talvez você seja satanista e não saiba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *