Amigo de Deus

friends-1546707

As pessoas fazem de tudo para serem fotografadas ao lado de famosos. Se esforçam para serem vistas como amigas de fulano e beltrano. Imagine um homem muito poderoso citando o seu nome em um discurso, se referindo a você como amigo. Muitos ficariam envaidecidos. No entanto, isso não tem valor algum. Uma pessoa como você, feita do mesmo material que você, tão mortal quanto você…

Quando nos deparamos com o versículo 8 do capítulo 41 de Isaías, salta aos nossos olhos algo que muita gente desconhece: a possibilidade de um outro nível de relacionamento:

“Mas tu, ó, Israel, servo Meu, tu, Jacó, a quem elegi, descendente de Abraão, Meu amigo” (Isaías 41:8)

Veja só, Deus está chamando Abraão de amigo! Lembro de ter lido esse versículo e pensado: “Eu quero isso!” Quero que Deus me considere amiga dEle, que Ele tenha prazer de estar comigo, de conversar, de conviver comigo, como amigos fazem”.

Então, comecei a perseguir isso. Busquei na Bíblia entender como Deus é, afinal de contas, só posso ser amigo de alguém que eu conheço bem. E amigos têm afinidades. Entendendo como Ele pensa, eu conseguiria desenvolver pontos em comum. Eu não ando com quem não tem nada a ver comigo. Não conseguiria conviver por muito tempo com alguém que discorda das minhas opiniões o tempo todo. Meus amigos são aqueles que têm interesses semelhantes, opiniões semelhantes, com quem eu posso trocar ideias e passar momentos agradáveis.

Então procurei entender, lendo a Bíblia, quais são as opiniões de Deus, como é a personalidade dEle e o que Ele espera de mim. Tudo o que eu lia e tudo o que eu ouvia na igreja a respeito, colocava em prática. Eu queria ser a pessoa que Ele queria que eu fosse para desenvolvermos essa amizade, até porque o interesse nesse relacionamento é todo meu…Ele é Deus, por que precisaria de amizade comigo? Sou eu que tenho que me encaixar nos padrões dEle.

Encontrei uma diretriz muito clara para aqueles que, como eu, querem ser amigos de Deus:

“Vós sois meus amigos, se fazeis o que Eu vos mando.” (João 15:14)

Então descobri que, se por um lado, eu estava no caminho certo, por outro, era muito mais simples do que eu imaginava. É a obediência que nos leva a essa amizade com Deus. Simples não significa fácil, tive de sacrificar. E muito. Até hoje, o tempo todo. Mas aprendi a amar o sacrifício, a renúncia. Aprendi que só posso agradar a Deus se viver pela fé. E me recusando a retroceder.

#JejumdeDaniel  #Dia18

 

 Amanhã tem novo post aqui.

** Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão diários e voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia o post do dia 19 para entender melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *