A saga do BBBgato

Antes de mais nada, eu não assisto ao Big Brother porque não assisto mais a Globo. Em outra oportunidade discorrerei sobre as razões de eu ter aderido ao boicote. No entanto, participo da comunidade Gatos -Manual de Instruções há muitos anos, no Orkut. No dia 02 deste mês um tópico foi aberto sobre o gatinho que apareceu na casa do BBB. Os membros da comunidade que assistem ao programa escreveram o que viram e depois colocaram os vídeos do que foi passado por isso mesmo quem não vê o programa (como eu) se envolveu na história.

Um gatinho dócil e assustado, amarelo e branco, aparentando ser jovem e abandonado, apareceu na casa e foi alimentado e acariciado por uma das participantes (Cacau):

http://www.youtube.com/watch?v=xK7MWui58bw&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=6gS23QeIiDA&feature=related

No início, o tópico girou em torno do assunto do gato, um misto de preocupação sobre o que seria feito com ele e de esperança das otimistas de plantão de que a Globo aproveitasse a oportunidade para falar sobre Posse Responsável (essas meninas bebem chá de glitter), coisas ingênuas do tipo:

” Bem que a Globo podia aproveitar a presença deles e fazer alguma divulgação sobre tratar bem os gatos (animais em geral) e sobre castração, já que o gato que apareceu não é castrado. Pena que acho que ela vai sair do programa hoje. Tomara que se o gato voltar, outros participantes tratem ele com carinho também.” (Mel)

“bom momento para chamar a atenção sobre o abandono, castração, conscientização e mostrar que quando tratarmos melhor os animais estaremos preparando um futuro melhor.” (Rosangela)

“Eu sugiro que façam toda uma campanha. Fiquem com o gato, castrem, vermifuguem, façam tudo que for preciso e mostrem no programa os cuidados pós castração… e façam uma doação dele para um lar responsável. Seria muito bom. A Cacau até falou que não sabe como podem judiar deles. Bom gancho para falar no assunto. Taí a sugestão… (sonhar não custa nada!!!) Ah, deram ao gatinho o nome de Brad (por ser loirinho).” (Mel)

Enquanto as flores ainda povoavam o caminho de sonho das minhas doces amigas, Pedro Bial surgiu com sua metralhadora giratória verbal e proferiu uma das maiores asneiras da história recente (provavelmente a asneira veio do Boninho via ponto eletrônico, mas eles têm um compartilhamento de asneiras), dizendo que os participantes não deveriam se aproximar do gato, pois era gato-do-mato e transmitia doenças. Com suas flores pisoteadas, as gateiras perceberam que não podiam esperar nada de bom da Globo e após breve estado de choque, começamos a imaginar a repercussão que esse tipo de comentário teria:

A maioria da população ainda não tem conhecimento sobre Posse Responsável e acredita que gato tem de viver solto (com acesso à rua), não sabe da importância e necessidade da castração e não tem informação a respeito das doenças que REALMENTE podem ser transmitidas por gatos a humanos e do que é simplesmente mito. As pessoas também temem pegar tétano em arranhões e não sabem que a vacina antitetânica imuniza por dez anos. E não param para pensar que se fosse tão fácil assim pegar alguma doença de gato de rua, os veterinários e os protetores de animais já estariam todos mortos ou empesteados.

Como a maioria dos participantes ativos da comunidade cuida de animais de rua, alimentando, resgatando para castrar, tratar e doar (eu mesma estou com um hóspede em casa), a indignação foi geral. Sabemos o quanto de ignorância e preconceito existe em relação aos gatos e o quanto eles sofrem com isso. Pessoas maldosas que acreditam que gatos são potencialmente perigosos chegam a envenenar colônias inteiras e alguns até ameaçam as protetoras. Tenho uma vizinha, a Isabel, que cuida dos gatos da região, que já foi ameaçada diversas vezes por gente ignorante que não entende que se ela não desse ração aos gatos da rua, eles iriam atacar o lixo, os passarinhos, e aí sim haveria risco de ficarem doentes. A ignorância acha que se ninguém alimentar, eles irão desaparecer. Não irão. Apenas começarão a atrapalhar de fato.

Um comentário em rede nacional que reforce a idéia equivocada de que animais de rua são selvagens, perigosos e não devem ser alimentados, não só é um desserviço à proteção animal, invalidando anos de tentativa de conscientização, como também coloca em risco a vida e o bem estar desses animais em áreas onde a palavra da televisão é lei. E esses lugares não são poucos, acredite.

Obviamente, as entidades protetoras dos animais, os gateiros e as pessoas esclarecidas e de bom senso se indignaram contra a posição do apresentador. Imediatamente começamos a organizar um protesto, enviamos e-mails à Rede Globo e só recebemos respostas-padrão. Depois, começamos a ofensiva pelo Twitter, onde foi criada a tag #BBBgato, pela Cora Rónai. Enviamos também sugestões de pauta para jornalistas e sites de notícia, e obtivemos resposta do Portal R7, que publicou uma nota enfatizando a ironia de Pedro Bial quando a esperada retratação finalmente veio, no dia 4 de março, após um dia de silêncio absoluto e descaso.

A “retratação” não ocorreu como acreditávamos. Bial não mencionou, em momento algum, suas palavras do dia 2, simplesmente recitou seu texto falando da importância de cuidarmos dos bichinhos abandonados, citou a Cacau, que acariciou e alimentou  gatinho, e disse algo que realmente é verdade: que os participantes deveriam tratá-lo da forma como gostariam de ser tratados. Tudo muito bonitinho, eu realmente não esperava que ele falasse de castração ou de posse responsável, achei o discurso simpático, até o desnecessário e antipático momento final, em que, com ironia, ele diz que era para fazer felizes todos os protetores de animais e misantropos…o que raios tem a ver uma coisa com a outra, Bial? Só por discordar de você e fazer pressão por uma causa justa relacionada a outra espécie que não seja a humana, significa que somos misantropos? Que temos aversão ao ser humano? Eu tenho aversão a ignorância, e infelizmente ela é intrinsecamente humana. Mas graças ao meu bom Deus, nem todos os humanos permanecem na ignorância, só os que, por teimosia, arrogância, orgulho, burrice ou falta de oportunidade, assim escolhem.

Veja o discurso a partir do 9:26

http://www.youtube.com/user/deyveti#p/u/3/JHs8TPrK2is

Pela postura de Boninho/Bial, somos obrigados a nos manter protestando até que tenhamos certeza de que esse gato não será descartado/desprezado. Tememos por sua vida, por sua saúde, por sua segurança. Queremos um veterinário que cuide dele, vacine, castre, e que ele consiga um bom dono. Mas isso levantou outra questão: há uma colônia de gatos abandonados no Projac? Esses gatos precisam de acompanhamento de um veterinário e de um protetor, para providenciar vacinação e castração a todos e controlar a colônia. O BBBgato levantou uma questão importante a ser apurada dentro do Projac. Existem colônias de gatos em pontos de abandono pelo país inteiro, e algumas delas têm pessoas que dedicam suas vidas e seus recursos a mantê-los vivos e saudáveis, mesmo remando contra a maré dos ignorantes que abandonam diariamente mais gatos nesses locais, acreditando que “tem gente que cuida”. Essas pessoas não sabem quantos gatos morrem torturados por gente maluca (pois são áreas públicas), envenenados…também não imaginam o quanto se gasta na manutenção desses animais e o quanto é difícil conseguir encontrar um dono responsável, que entenda a importância das telas nas janelas para que o gato não saia.  É difícil explicar isso tudo em cinco minutos em rede nacional, mas extremamente fácil destruir o que levamos anos para construir, basta um comentário irresponsável de um minuto e meio.


PS: Bial chamou o gatinho amarelo de gato-do-mato, o que gerou comentários irônicos por parte das protetoras e gateiras, pois se o gatinho fosse realmente um gato-do-mato, nós apoiaríamos o receio do apresentador, mas chamaríamos o Ibama. No entanto, até nesse ponto, que gerou brincadeiras entre nós, existe o problema da desinformação. Gato-do-mato é outra espécie, é um animal selvagem, maior do que o gato doméstico. É como chamar um Labrador (ou um poodle) de Lobo-Guará. Ele pode ter usado o termo “gato-do-mato” como um sinônimo tosco de “gato de rua”, mas e o telespectador desprovido de informação? Será que não vai acreditar que gato de rua é bicho selvagem?

PS2: Se você não conhece Posse Responsável, se acha que gato tem de sair na rua e não vê problema algum em um gatinho magro, faminto e não castrado estar na rua, comendo restos de comida, não faça comentário algum antes de ler o seguinte texto:

http://escritarupestre.blogspot.com/2008/03/alguns-esclarecimentos-quem-insiste-em.html


PS3: Se você é um fã ensandecido do Pedro Bial, entenda uma coisa: nosso problema com ele não é pessoal. O fato de já ter adotado um gato não muda em absolutamente nada, pois cada uma das pessoas envolvidas nesse protesto já adotaram também. E fizeram muito mais do que isso. Gostar do seu gato não basta, nós gostamos de gato, não apenas dos nossos, não apenas dos que têm dono. Eu acredito que tanto Bial quanto Boninho não sejam monstros trituradores de gatinhos, e também acredito que eles não queiram o mal do bichinho, eles simplesmente não vêem a importância de cuidar, de valorizar, não acreditam nisso. Tudo bem, mas que tenham responsabilidade sobre o que será dito aos telespectadores, para não atrapalhar o trabalho de quem acha isso importante. Pensar não faz mal a ninguém.

PS4: Para ver os protestos no Twitter, acesse a tag  #BBBgato

PS5: Se quiser juntar-se a nós no protesto do Twitter, não se esqueça de acrescentar #BBBgato no final de cada tweet que escrever a respeito.

2 comentários sobre “A saga do BBBgato

  1. Ronaldo disse:

    Assisti ao video de “retratação”. Pura ironia e feito de contra-gosto.
    Ah, achei teu site hoje pq fui procurar uma poesia que vc divulgou no “autor desconhecido”, “MUDE”. Sabia que estava em teu site, aí fui buscar. Achei, e acabei chegando até esse teu novo site. Bj, tudo de bom!

  2. Dani disse:

    O programa já é um lixo. O apresentador faria um ENORME favor à causa animal se não falasse asneiras dessa estirpe. O que mais me incomoda é que é um programa para as massas, atinge todo o país, e ele, uma pessoa conhecida e influente, formadora de opinião, não pensa nas baboseiras que diz em rede nacional. O que temos que fazer realmente é boicotar o programa e os patrocinadores. Só mexendo no bol$o é que esse povo entende!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *