Tendas no deserto

tabernaculo6

“Sete dias habitareis em tendas de ramos; todos os naturais de Israel habitarão em tendas, para que saibam as vossas gerações que Eu fiz habitar os filhos de Israel em tendas, quando os tirei da terra do Egito. Eu sou o SENHOR, vosso Deus.”  (Levítico 23.42,43)

Note que, quando instituiu a Festa dos Tabernáculos, Deus falou sobre habitar em tendas. Fiquei meditando sobre o que isso significava. Entenda o que está escrito: “todos os israelitas habitarão em tendas, para que saibam as vossas gerações que Eu fiz habitar os filhos de Israel em tendas, quando os tirei da terra do Egito”. Quer dizer, o povo deveria habitar em tendas por 7 dias para se lembrar de que Deus os fez habitar em tendas no deserto. Sim, eles deveriam se lembrar de que foram livres da escravidão, mas essa ordem de passar sete dias morando em tendas não tinha a ver apenas com a libertação da escravidão, mas com aprender a depender de Deus. E se lembrar do que essa dependência conquistou.

As tendas eram desmontadas quando a nuvem se movia e remontadas quando a nuvem parava. Era a presença de Deus que definia o movimento da vida de cada um. Não ter uma casa fixa é não depender das circunstâncias, não se acomodar e não se acovardar. É viver pela fé, pelo Espírito. É ter confiança e obedecer à direção que Ele dá. É parar de depender da força do braço. É sacrificar a ansiedade. É abrir mão de seguir nossa vontade ou nosso coração. É sacrificar.

No deserto, quando o povo tinha sede, dependia de Deus para receber água. Vivendo em tendas, eles aprenderam a depender do Senhor até para o mais básico. Aprenderam que tudo vinha dEle. Nossa sede mais profunda só pode ser saciada se, no deserto, dependendo de Deus, nos aproximarmos para beber da Água que Ele nos dá.

Às vezes a gente entrega tudo para Deus, mas vai pegando de volta as coisas no decorrer do caminho, por medo ou por insegurança. Fiz muito isso na minha vida, até entender que a maneira de estar mais segura é depender totalmente de Deus. Não quero saber o que vai acontecer depois. Se confio, entrego. Se entrego, confio.

Sei que, com Ele, saberei o que fazer. Saberei a hora de seguir e a hora de montar acampamento. Fazer minha casa na Rocha é habitar em tendas. Aos olhos do mundo, insegurança total. Pelos olhos da fé, a melhor garantia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *