O medo-fantasma

ghost-1-1386146

Algum tempo atrás, vi um comentário em uma página do Facebook e anotei para escrever a respeito. A Bruna conta que perdeu tudo o que tinha no antigo relacionamento e, mesmo hoje estando com uma pessoa que a apoia em tudo, continua assombrada pelo medo de perder tudo novamente. E conclui o comentário dizendo que espera superar logo.

Isso é o que eu chamo de medo-fantasma. A situação que causou o medo não existe mais. A probabilidade dela se repetir é ínfima, para não dizer nula. Mas a impressão de medo permanece lá, como uma espécie de “seguro contra o perigo”.

É uma reação de autoproteção causada pela área mais pré-histórica do seu cérebro. O problema é que é uma reação totalmente emocional, sem nenhuma base na realidade e que não só não serve para nada, como também atrapalha, atrasa e causa sofrimento. Para que, então, continuar dando atenção a isso?

Quem tem esse tipo de medo-fantasma, entenda: você vai superar quando decidir superar e ignorar qualquer sensação que tente jogá-lo de volta para o medo. Quando aquele medinho bater lá no fundo, lembre-se de que esse medo é uma mentira (você acredita em mentiras?). Sua vida não é mais a mesma, você não é mais a mesma pessoa…não faz o menor sentido trazer coisas do passado que não existem mais.

A solução não vai cair do céu. Não espere sentir que superou o medo. Decida parar de acreditar nessa mentira, tome atitudes contrárias ao medo e a sensação de que o medo existe acabará desaparecendo aos poucos. Nada é mais forte do que nosso poder de decisão. Fantasma nenhum é capaz de vencer a decisão que é acompanhada de atitude sistemática.

Resista a ele. Não o convide para jantar. Não bata papo com fantasma. Mande-o embora. Faça o contrário do que sente. Não desista. Seja mais persistente que o medo. Seja mais persistente que o fantasma, por mais real que ele pareça. Pode ter certeza de que, quando você menos esperar, ele terá desaparecido.

2 comentários sobre “O medo-fantasma

  1. Fui ler seu blog hoje e alguns posts falaram muuuuuuito forte comigo. Como esse do medo e o de enfrentar as dificuldades. Eu fazia isso. Tinha esse medo absurdo e deixava de confiar em Deus por medo das frustrações antigas. Estou vencendo isso. Batalhando contra o meu eu, contra a minha carne que insiste em querer ter medo e não confiar 100%. Mas sei que vencerei, e estou vencendo porque Ele tem me ajudado. Obrigada por suas palavras. Me acordaram ainda mais! Bj

Deixe uma resposta para Chris Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *