Renovando a mente — Passo 2

803721558_77422_15457628616648112459

Falamos ontem do primeiro passo e, se você não leu, é importante que leia. Clique aqui para acessar.  

Passo 2: Somente a Verdade, nada mais que a Verdade

Sabe qual é a raiz de toda essa dificuldade do “como”? É considerar mentiras como verdade. É dar crédito à palavra do gremlin. Pense bem. Como você fica quando ouve alguém falando uma mentira? Se alguém dissesse, por exemplo, que 2+2 é 5. Você por acaso ficaria pensando sobre isso, remoendo para tentar entender como o fato de dois mais dois ser cinco vai afetar o seu futuro? Ou se alguém dissesse que os ovos vêm de árvores de ovos: árvores de folhas azuis em cujos troncos os ovos crescem como jabuticabas. Você iria acreditar? Ficaria preocupado, tentando pensar em uma maneira de colher ovos sem quebrá-los? É claro que não! Diante de uma mentira ou de uma coisa absurda, você não daria a menor bola. Ou acharia graça. Por quê? Porque você SABE que 2+2=4. Você SABE que ovos vêm de galinhas (e de outros bichinhos ovíparos).

Imagina se eu chegasse até você e perguntasse: “como faço para vencer o pensamento de que vou quebrar todos os ovos quando tentar tirá-los do pé de ovos?”. O que você me responderia? Quando eu digo para parar de ouvir o gremlin é considerar mentira tudo o que ele diz e considerar verdade tudo o que Deus diz. Mas como fazer isso se a mentira parece muito verdade e me faz sentir isso e aquilo? Quando o pensamento é acompanhado de sentimento, a gente tende a acreditar que é verdade. Como?

Por trás do vício de dar crédito à palavra do gremlin está o fato de que você não tem visto a Palavra de Deus como ela, de fato, é. Eu sei como é isso. Como disse em outros posts, nasci em igreja evangélica. Fui batista por muitos anos, sabia versículos de cor, sabia que a Bíblia era a Palavra de Deus e que é verdade e tal. E achava que acreditava que a Palavra de Deus era verdade. Mas era só teoria, porque na prática, eu não a tratava como verdade. Realmente demorei para entender o que significava isso. Acho que “verdade” hoje em dia é um conceito tão distante da realidade deste mundo, que temos dificuldade de entender. O mundo tenta nos fazer acreditar que tudo é relativo. Não é.

A Palavra de Deus é absoluta. Ela é a Verdade. Por mais convincente que um pensamento pareça, se ele é contrário ao que está escrito na Palavra de Deus, é mentira e deve ser tratado como tal. Reaja ao pensamento mentiroso como reagiria a qualquer mentira. Tem gente que, diante de um pensamento sugerido por um gremlin, trata logo de se “benzer verbalmente”:  táamarradoemnomedeJesusessedemônioémentirosoéporquetemvitóriaparamimeeleestáderrotadoepisadodebaixodosmeuspésporquefuilavadoeremidonosanguedeJesusquetempoderemnomedeJesusamém

(desse jeito, desconfigurado e sem respirar, atropelando as margens da lógica rs)

Nem sabe o que está falando, mas acha que dizer essas coisas afasta o diabo, como se pendurasse alho no pescoço para afastar vampiro. É o que chamo de “sinal da cruz verbal”. A pessoa fala um monte de palavras que ouviu o pastor falar e acha que as palavras é que vão protegê-la. Mas no fundo, está morrendo de medo de que aquilo que o gremlin disse seja verdade. Você tem que entender o que está fazendo. Somente se suas ações, reações e decisões amarrarem o diabo, suas palavras contra ele farão sentido. A Promessa diz que, se resistirmos ao diabo, ele fugirá de nós. A gente resiste ao diabo ao basear nossas decisões, reações e atitudes na Verdade, ignorando a mentira. A partir de hoje, você vai deixar de fazer sinal da cruz verbal e começará a, de fato, reagir a essas mentiras como mentiras, pois decidiu se apegar à Verdade.

Se apegar à Verdade é acreditar nela de forma absoluta. Sem espaço para dúvida. Uma criança de dois anos acredita na palavra dos seus pais de forma absoluta. De tanto ser enganada por adultos, acaba ficando desconfiada, mas nesses primeiros anos, é muito fácil você ver a simplicidade do processo de ouvir, acreditar e obedecer. É exatamente isso que temos que resgatar.

E isso é possível, sim. Favor acreditar em mim e começar a fazer, mesmo se sentindo bobo por fazer isso. Mesmo que, no início, você sinta que está mentindo para si mesmo. Não está. Você está se “des-hipnotizando”. Passou anos sendo hipnotizado pelo gremlin que fez com que seu olhar ficasse distorcido. Para consertar isso, precisa passar por esse processo de agir como se cresse, mesmo antes de sentir que está crendo. Pela milionésima vez: sentir ou não sentir não significa nada. Pare de avaliar a validade das coisas pelo fato de estar sentindo ou não estar sentindo. Às vezes eu sinto que não vou conseguir, mas porque creio que consigo, vou lá e faço, esperando conseguir, porque creio. Mesmo sentindo o contrário! Dá para entender?

Você não precisa conhecer a Bíblia toda e saber os detalhes e as letras miúdas do contrato para tratá-la como verdade. Simplesmente saiba que ela é a Verdade e pratique o que aprender. Leia com atenção esse trecho, por exemplo (isso pode ser aplicado para QUALQUER palavra que você encontrar na Bíblia):

“E disse aos Seus discípulos: Portanto vos digo: Não estejais apreensivos pela vossa vida, sobre o que comereis, nem pelo corpo, sobre o que vestireis. Mais é a vida do que o sustento, e o corpo mais do que as vestes. Considerai os corvos, que nem semeiam, nem segam, nem têm despensa nem celeiro, e Deus os alimenta; quanto mais valeis vós do que as aves?

E qual de vós, sendo solícito, pode acrescentar um côvado à sua estatura? Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?

[Jesus, sempre objetivo e sem frescura, tocando a real: faz sentido se preocupar com coisas que você não pode resolver? Se puder resolver, não se preocupe: resolva. Se não puder resolver, não se preocupe: passe o problema para Quem pode resolver.]

Considerai os lírios, como eles crescem; não trabalham, nem fiam; e digo-vos que nem ainda Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. E, se Deus assim veste a erva que hoje está no campo e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé?

Não pergunteis, pois, que haveis de comer, ou que haveis de beber, e não andeis inquietos. Porque as nações do mundo buscam todas essas coisas; mas vosso Pai sabe que precisais delas. Buscai antes o reino de Deus, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

Lucas 12:22-31

Agora, vamos lá: Ele manda não andar inquieto e não se preocupar. Logo, é possível deixar, conscientemente, de andar inquieto e também é possível deixar, conscientemente, de se preocupar. Essa é a verdade. Aí vem uma preocupação e o pensamento: “eu não consigo não me preocupar com isso!”. Esse pensamento vai contra a verdade, logo, é uma mentira. Trate-o como mentira. “Como assim não consigo? Está escrito que consigo, então eu consigo. Vou entregar isso para Deus até tirar da minha cabeça.”

O próprio Jesus, após dizer para não andarmos inquietos e ansiosos pelo nosso sustento, nos diz COMO fazer isso: Buscai ANTES o Reino de Deus e todas estas coisas vos serão acrescentadas. A Palavra de Deus sempre nos dá o COMO. Mas precisamos vê-la como VERDADE INQUESTIONÁVEL para termos forças de lutar contra as mentiras gremlinianas. Então, na prática, é mais ou menos assim:

Vem uma preocupação em relação ao seu sustento, porque a crise está aí e talvez você esteja em condições ruins, ou seu emprego está ameaçado, sua empresa está com problemas, você foi demitido, ou está endividado, qualquer coisa assim. Até está lutando para se livrar desse problema, mas não consegue evitar as preocupações. Aí você descobre essa Palavra verdadeira e imutável que manda não se preocupar e buscar o Reino de Deus. E promete que se você fizer isso, todas essas coisas serão acrescentadas na sua vida.

Você, então, olha para todo pensamento contrário como mentira e reage a eles como reagiria a uma mentira. Desconsidera a palavra do mentiroso e busca o Reino de Deus. Dentro de você, coloca a certeza de que se buscar o Reino de Deus, o próprio Deus suprirá aquilo que você precisa e lhe dará as condições para conseguir seu sustento independentemente de crise, abrindo portas improváveis, dando a segurança que você precisava, enfim, não importa como Ele vai fazer, mas você sabe que Ele vai fazer, porque Ele prometeu.

Então, você espera essa promessa. E continua fazendo o que Ele mandou, mesmo antes de vê-la se cumprir.

A partir de hoje, reconheça a Palavra de Deus como verdade. Com atitude, não com teoria. E ignore qualquer palavra que venha da mentira.

E para quem perguntou como diferenciar a voz de Deus da voz do gremlin: Qualquer pensamento que coloque você para baixo ou tire as suas forças é a voz do gremlin. O diabo é acusador, Deus não acusa. Deus exorta. E quando Ele exorta, também nos dá o dom do arrependimento, que nos faz deixar o erro, ter nojo do erro e nunca mais chegar perto do erro (Quando se arrepende, você vê o erro como um vômito e sabe que praticá-lo novamente seria comer o vômito. Eca!). E também nos dá FORÇA para seguir em frente. Qualquer coisa diferente disso, é mentira.

Trate a mentira como mentira. E a Verdade como Verdade. 

 

.

Leitura complementar: “A verdade sobre seus pensamentos” (clique aqui para ler).

 

PS: Amanhã a gente continua falando sobre o “como”. Mas fazfavor de fazer a lição de casa, obedecendo à orientação desse post.

PS2: Tenho muito a falar sobre os comentários que tenho recebido, mas prefiro fazer aos poucos, em posts separados, para não dar indigestão em ninguém rs.

PS3: Por falar nisso, os comentários são enviados a mim e leio todos antes de aprovar, por isso parecem sumir quando você envia. Eles só aparecem depois de aprovados.

#JejumdeDaniel  #Dia 10

 Amanhã tem novo post aqui.

** Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão diários e voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.

*** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

9 comentários sobre “Renovando a mente — Passo 2

  1. Débora disse:

    Voltei aqui, acho que é a terceira vez que leio esse post.

    Esse jejum eu decidi parar de perseguir meu objetivo, mesmo sendo o batismo com o Espirito Santo, quero persegui o que Deus quer fazer em mim nesse Jejum. Olha, eu sei que Ele que me dá o ES, mas talvez outras coisas precisem ser feitas em mim agora. Expus para Deus minha decisão e pedi que ele falasse comigo. Depois de 24h eu ainda não podia dizer ( ainda não posso) que Ele falou comigo, e aí vem o desespero né? Drama.

    Medo de nunca conseguir ouvir a resposta e ficar perdida, medo de Deus ter me ignorado, medo medo medo medo, ansiedade, ansiedade. Já estava me sentindo perdida, sentindo esse jejum perdido, sentindo tudo. Lembrei desse post, voltei para ler e a medida que fui lendo vi uma luz.
    Preciso me fazer sensível a voz de Deus, então vamo arregaçar as mangas e trabalhar, que que tá faltando pra ficar sensível? Ainda não sei bem, mas sei que Deus é ouvinte de oração, tá na Bíblia, então não tem como ser de outro jeito.
    Não estou aqui cheia de convicções, mas vamos tomando atitude de quem crê.

  2. Elaine disse:

    Quando comecei a ler este post estava desassossegada, mal conseguia respirar. Mas, a cada parágrafo, as palavras lavaram-me por dentro e agora estou em paz. Uma paz tão fortalecedora! E isso tem sido tão raro.

    Há 10 anos meu interior virou de cabeça para baixo. A princípio, resolvi sair de obreira (me vi sem condições de ficar), hospedei pensamentos e desejos avessos aos meus princípios e fui ficando confusa. Traí-me; perdi minha identidade espiritual.

    Depois, desenvolvi uma ansiedade crônica acompanhada de várias dores psicossomáticas. Nesse tempo eu conversava e confessava minha situação para o meu esposo e para os bispos. Foram muitos atendimentos, orações… até que percebi que só eu poderia resolver esses problemas. Então, calei-me. Mas eu resolvi? Consegui? Não. Ninguém sabe que venho estado assim. Ninguém. Não saí da igreja, não caí em pecado, mas o maior pecado estava dentro de mim: ouvi demais esse tal gremlin. Tratei a mentira como verdade — e a Verdade como mentira.

    Sabe, Vanessa, eu pensava que sabia da palavra de Deus mas não sabia de nada! Passava o dia todo preocupada, excessivamente, pensando em “como” me reerguer com Deus, e quanto mais pensava mais me afundava nas ansiedades. No entanto, quantas coisas descobri ao meu respeito lendo estes seus posts do Jejum de Daniel. A propósito, comecei esse jejum com uma decisão: por fim em tudo. Confesso que durante esse propósito, minutos estou bem e o restante dos dias mal. Apesar disso, já decidi. E Deus está me mostrando COMO mudar.

  3. Sandra disse:

    Olá Vanessa,

    Este particular post me ajudou muito, mas muito mesmo. Estou passando por um vendaval, tsunami, terremoto, erupção de vulcão e através do seu post percebi que estava me deixando angustiar por estar dando mais credito aos ventos do que a Palavra de Deus, tratando as circunstancias como verdade, e não enxergando a mentira que eles na verdade são. Vim da mesma denominação que você e mesmo estando há muito tempo já na Universal, já ter aprendido a fé sobrenatural, percebi que estava permitindo aquele tipo de fé “se Deus quiser” se manifestar novamente. Estava vacilando. Graças a Deus que a usou para abrir meus olhos e obrigada por me ajudar.
    Bjs

  4. Caroline disse:

    Arrebentou!
    Ri muito na parte do benzimento verbal kkkkkkkkk
    Vanessa, amo seus textos. E tem me ajudado muito.
    Ah, hoje entendi como diferenciar a voz da consciência da voz do acusador. Deus exorta, Ele fala contra o pecado, mas o diabo fala contra a gente, que a gente é que não presta. Para Deus, o que a gente fez pode não prestar, mas não diminui nosso potencial.
    Deus te abençoe.

  5. Andrea disse:

    Quando leio, parece até que tudo foi escrito diretamente para mim. O engraçado é que ao ler os comentários percebo que não é bem assim. Acabo, então, derrogando a antiga fala de um dos grimlins: “Só acontece estas coisas com você, sua desastrada, azarada…”
    Mas essa sua teoria foi massa! As lentes verdes, os ovos que não nascem em árvores… Deus fala através de você, de uma forma singular.

  6. Adélia disse:

    Como já mencionei em um outro comentário, comecei a tomar algumas atitudes como essa , mas desisti pq no meio de tanta coisa que mudou preferir focar só no que estava flitando. Acabou que rasguei todas as minhas anotações e agora estou lutando pra tentar lembrar tudo que fiz.Orei à Deus essa semana e pedi que ele me ajudasse .Daí esses seus posts estão me lembrando rs:
    “aquele que não dá credito á Deus o faz mentiroso”
    crer contra a própria esperança, literalmente rsrs
    mudar a meneira de se ver
    ter bons olhos para sí
    Dar credito á palavra de Deus, e o principal, perseverar dando credito(mesmo contra a sua própria esperança) quando o gremlin te mostra fatos contrários. O miserável não trabalha com a mentira , ele trabalha com a vdd mas deturpando ela e fazendo a gente ver do ponto de vista q ele quer:Por ex. ele diz: olha vc está à anos na igreja , ate hj vc não conseguiu… isso até é vdd, mas Deus nunca traria isso dessa forma opressora , acusadora sem nos dá uma saída.

    • A verdade com que o gremlin trabalha é fake, made in Paraguay. Anota aí: só existe verdade ou mentira. Verdade deturpada é mentira. Quando alguém torce a verdade, estica a verdade, entorta a verdade ou picota a verdade, ela não é mais verdade. Um pedacinho de verdade destacada do todo não é verdade. E tudo o que não é verdade, é mentira.
      Por isso, tem que se colar na Palavra de Deus. Só ela é verdade verdadeira, genuína, com direito a garantia e Selo de qualidade. Recuse imitações!

      Beijos.

      • Adélia disse:

        Entendo.O que quis dizer é que a minha dificuldade de perceber que é o “gremlin” falando comigo, é pq. ele usa fatos reais da minha vida.
        Pq se fosse coisas surreais como me dizer que o ovo nasce da árvore seria muito fácil.Talvez , na verdade, eu ainda não tenha entendido o espirito do que vc escreveu,mas , vou continuar buscando isso, e, se vc está dizendo que é possível sair dessa, eu escolho ter essa palavra como a verdade e continuar buscando identificar as mentiras.
        Obg!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *