O que você coloca diante dos seus olhos e ouvidos

804201119_26580_12653576893942473027

A dieta anti-gremlin — Parte 1

Estou convencida de que gremlins se alimentam de alguma coisa que eles tiram da nossa cabeça. É nojento, eu sei, mas eles jogam um pensamento dentro da nossa cabeça, esperam que ele cresça por meio das nossas ruminações e, então, comem o que quer que tenha sobrado como produto final (pode ser a dor e sofrimento causados pelo drama). 

Para enfraquecê-los cada vez mais até matá-los de fome, você precisa controlar três coisas: o que entra pelos seus olhos, o que entra pelos seus ouvidos, o que permanece na sua mente e o que sai da sua boca. Vamos falar dessas coisas em posts diferentes, para dar tempo de pensar a respeito e já começar a praticar. 

O que entra pelos olhos e ouvidos:

Somos criaturinhas de hábitos. Enquanto estamos viciados em pensar negativamente, nos acostumamos a escolher coisas que reforçam nosso padrão de pensamento. Eu era dramática, então gostava de poesia dramática, músicas dramáticas (tinha sempre alguém sofrendo, com pouca ou nenhuma esperança) e livros dramáticos; histórias dramáticas na televisão e coisas terríveis, em geral. 

Achava que amor e dor eram sinônimos e meus interesses inconscientemente estavam em coisas que confirmassem essa ideia. Me alimentava disso e, obviamente, ficava cada vez mais fluente em dramaticidade e complexo de vítima. Me alimentava disso e, obviamente, ficava cada vez mais fluente em dramaticidade e complexo de vítima. Para se desintoxicar, é preciso fazer o caminho oposto: um jejum de coisas negativas. Como a sabedoria do salmista, esperando por Deus: 

“Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim.” 

Salmos 101:2,3 

Quem escolhe o que vai colocar diante dos olhos? Você. Essa é uma escolha diária. Até agora tem escolhido, mas sem perceber (por isso, escolhe mal, dirigido por gremlins e sentimentos). A partir de agora, essa escolha será consciente e intencional. Dê preferência a coisas positivas, com baixa carga emocional. Evite músicas tristes, livros e vídeos deprimentes, evite fotos, páginas e grupos que coloquem você para baixo. Evite aquele amigo fofoqueiro, as conversinhas sobre picuinhas de pessoinhas. 

Analise TUDO o que tem colocado diante de seus olhos e ouvidos para se certificar de não permitir comidinha de gremlin. Existem as comidas de gremlin genéricas, que são ruins para todo mundo que está na luta para renovar sua mente, como fofoca, conteúdo negativo, maldoso ou deprimente e histórias dramáticas e sem esperança. 

Quando estamos viciados em negatividade, somos atraídos pela negatividade. Quando estamos viciados em drama, é o drama que nos atrai. E se você, como eu, passou anos viciado em drama e negatividade, é atraído pelas duas coisas. Zapeando com o controle remoto, por exemplo, se aparece uma notícia negativa, já fica com vontade de parar e ouvir. Estou dizendo, é a legítima “atração fatal”. 

Às vezes você pensa: “ah, isso aqui nem é tão ruim assim”, mas percebe, lá no fundo, uma vozinha bem suave dizendo: “isso não faz bem”, melhor ouvir. Essa voz suave, inaudível, dentro do seu pensamento, é Deus tentando alertar. Quando percebê-la, obedeça, por mais que seu coração tenha dito que aquele conteúdo não é tão ruim assim. 

Enquanto estiver nesse processo de desintoxicação, é importante se afastar o máximo possível das coisas negativas pelas quais é atraído por causa do pensamento tóxico. É totalmente possível fazer isso, basta dizer “não”. Virar as costas para o que lhe faz mal. Bater a porta na cara de conteúdos negativos.

Isso exige duas coisas que costumam estar atrofiadas em pessoas que vivem há muito tempo no estado de drama: atenção intencional e decisão consciente. Mas, como qualquer músculo atrofiado, é só começar a movimentar que, aos poucos, volta a se fortalecer.Comece a exercitar, escolhendo o que permite colocar diante de seus olhos e ouvidos. Sites, páginas de Facebook, conversas, livros, filmes, músicas, ideias e assuntos — tudo vai passar pelo seu scanner. Pode ser que você dê um passo e caia, por esse músculo estar fraco. Mas se levante e volte a tentar. Em breve, estará correndo por aí.

E, caso só note que viu ou ouviu algo negativo depois de ter visto ou ouvido (pode ser que aconteça no início), aplique um antídoto imediatamente: busque um conteúdo que faça você feliz e veja ou ouça. Coloque seu foco no que é bom e não permita que o que é mal crie raízes. Caso não saiba o que o faz feliz (em casos crônicos, a pessoa se esquece), comece agora mesmo a procurar coisas boas para ver. Em breve, conforme for acompanhando nossos posts, vamos descobrir, juntos, novas formas de ver a vida e vai ficar mais fácil enxergar.

Amanhã falaremos sobre mais um grupo de “alimentos” que você deve afastar dos seus olhos e ouvidos.

 

.

Para quem está chegando agora e quer entender melhor a referência ao gremlin, leia:

Dando crédito à voz do gremlin

O estado de drama e as lentes verdes do gremlin

 

8 comentários sobre “O que você coloca diante dos seus olhos e ouvidos

  1. Paola disse:

    Que coisa bacana ! Desde que comecei a ler os posts e identificar as vozes dos gremlins tem sido “menos difícil” identificar os erros e achar uma forma de mudar. Para mim, o mais difícil de abandonar são as músicas dramáticas e apelativas, que sempre falam de alguém que sofre por um amor não correspondido e suas melodias envolventes que embalam um turbilhão de pensamentos gremlinianos e me tiram da órbita da razão por um milhão de horas. Realmente é um veneno para a alma e para o nosso espírito. Não vou mais me alimenta dessas coisas.
    Obrigada Vanessa !

  2. Danuza disse:

    Minha irmã e eu estamos fazendo até algo parecido, só que na vida sentimental. Inspiradas pelo livro Namoro Blindado decidimos fazer um “jejum de romantismo”, nada de música, filmes, series, livros ou qualquer coisa que incite o romantismo deste mundo, qualquer coisa que alimente pensamentos românticos. Com isso, descobri que um filme não precisa ser necessariamente romântico para suscitar pensamentos românticos, basta uma cena um episódio inofensivo para surgir um pensamento romântico “inofensivo”, mas que bem alimentado vira uma fantasia , que vai gerar uma escolha errada e assim vai…

    Trazendo para o lado do drama é o mesmo, você não precisa assistir A Vida é Bela (La Vita è Bella, 1997) para alimentar o drama, eu por exemplo, fiquei emocionada assistindo Vingadores: Era de Ultron (Avengers: Age of Ultron, 2015). Sim, eu consegui, mesmo me considerando uma “hater” do drama ( Huck me emociona rsrs) … Estou descobrindo essas coisas enquanto escrevo esse comentário , descobri também que convivo com pessoas que fortalecem o drama, porque são mais negativas e confusas que eu. Nesse caso não se trata apenas de se afastar, mas também de se blindar contra o drama, afinal de contas existe drama em toda parte, sempre estaremos expostos de alguma maneira, mas isso não significa que vamos deixa-lo entrar.

    PS 1- Sempre fui fã de novela mexicana , e confesso que é uma das partes mais difíceis do jejum de romance. Isso explica bastante coisa.

    PS 2- Hoje de manhã na reunião lemos 2Samuel 5:6,10. O pr falou que assim como Davi não devemos aceitar o não, mas fazer do ‘não’ um impulso para lutarmos com mais impeto, fazer do ‘não’ a motivação para buscar o sim. Pra mim tem tudo a ver, porque o que é a palavra do gremlim se não um ‘não’ camuflado? Repare, existe sempre um ‘ não’ nas ideias gremlinianas . Pra mim o mais interessante foi ele dizer que chega um momento que ninguém precisa dizer mais nada, porque nós mesmo já nos danos um não como resposta.

  3. Adélia disse:

    Curioso é que eu não suporto nenhum tipo de drama.Ta aí um gênero de filme que não assisto!nem livros , programas de TVs apelativos(como os de domingo rs) e tbm tenho pavor da lenga lenga das novelas mexicanas.Porém de alguma forma o complexo de vitima me pegou nessa vida.Mas já estou aprendendo e hj em dia tenho pavor desse sentimento.
    Apesar de não ser o exemplo acima, já sei a adieta que preciso fzer. Urgentemente!!
    Tamo junto!

    • Eu também Adélia, detesto filme romântico, livros românticos, odeio! Sempre ri da cara de pau dos apresentadores dramáticos, e nem passo perto da TV se estiver passando algum programa sensacionalista. Mas novela mexicana assistia até as que não gostava, por conta da dependência do drama.

      Sempre me considerei “hater”do drama, mas só agora eu percebi que eu só era”hater” do drama dos outros, não que eu realmente odiasse o drama, mas a verdade é que eu odiava o fato do meu drama não estar em evidencia ( Meu Deus, eu estava sendo tão hipócrita). E ainda era orgulhosa o suficiente para dizer ‘ Prefiro ser vista como vilã, do que como vitima’, estava querendo enganar a mim mesma, só pode!

      Graças á Deus Vanessa, porque Ele tem te usado para abrir os nossos olhos. Hoje eu tenho consciência que me posicionar como vitima, na verdade, é me posicionar como derrotada, como incapaz, e isso é o quê? Pensamento de gremlim. Um guerreiro de verdade nunca se vê como vitima, pelo contrario, ele sabe que tem capacidade de vencer e por isso dá o seu melhor, ele se sente honrado em poder lutar porque acredita na vitória.

      Comentar tem me ajudado a raciocinar e desenvolver melhor o que leio.

  4. Elaine disse:

    Puxa! Não havia percebido que colocava diante dos meus olhos coisas que fortaleciam aquilo que não quero em mim. Amo música clássica instrumental e os livros de Clarice Lispector. E tem coisa mais mais deprimente e confusa do que Clarice? Sim, os leitores vorazes de Clarice rs.

    Sempre quando fazia algo que me deixava mais feliz (como ler livros técnicos de linguistica ou coisas mais racionais ), algo me dizia que eu estava fugindo da minha realidade e precisava voltar a pensar sobre meus problemas até resolver. Estava enganado. Agora vou ficar esperta!

  5. Tathy disse:

    Adorei essa dieta !!!
    O estado de drama pra mim ainda tem sido umas das coisas no qual mais VINHA me atrapalhado mais vamos em frente rumo a desintoxicaçao mental…
    A medida que avançarmos vamos ver grandes transformações a única coisa que me recuso e permanecer nesse estado !!!
    Beijos Excelente Domingo!!!pra você e sua família .

  6. Cecília Conceição disse:

    Bom dia! Uma vez o Bispo Macedo falou algo, e tem me ajudado bastante com relação ao falar, ouvir certas coisas.
    Ele disse que todos os dias devemos pedir a Deus para colocar o Seu Anjo mais poderoso para cuidar do meu falar, do meu ouvir.
    Vou reparar o que tem alimentado o gremlin e dizer não imediatamente. Pedir ajuda a Deus para me fazer ver o que tenho feito e tem alimentado o gremlin.
    Deus abençoe! Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *