Como aprender

arqueologia

Muitas pessoas (muitas, mesmo, independentemente de inteligência ou grau de escolaridade) foram alfabetizadas direitinho, mas nunca foram ensinadas a como ler e realmente entender o que leem. Se isso já é ruim quando se trata de aprender algo secular (não “decorar” para passar na prova, mas aprender, mesmo, para saber), muito pior se torna quando se trata de ler a Bíblia ou algum outro conteúdo espiritual.

Você provavelmente já ouviu dizer que a leitura Bíblica não deve ser uma leitura corrida, mas uma meditação pausada. Se realmente quiser entender e absorver qualquer leitura, o processo é semelhante. Seja um post do blog do Bispo, seja um livro da igreja ou um versículo Bíblico, é necessário ler pausadamente, pensar em cada palavra e na relação entre elas. O texto é uma corrente em que cada elo leva ao outro elo, nos conduzindo pelo raciocínio do autor até nos levar a uma conclusão lógica. Então, cada palavra importa. Cada frase se conecta à outra frase.

Falando especificamente da Bíblia, antes de começar a leitura, você deve pedir a Deus que o ajude a entender e a pensar sobre aquilo que vai ler. O rei Davi, que meditava dia e noite nesses ensinamentos, pedia a Ele o entendimento:

Faze-me entender o caminho dos Teus preceitos; assim falarei das Tuas maravilhas.

Ensina-me, ó Senhor, o caminho dos Teus estatutos, e o guardá-lo-ei até o fim.

Dá-me entendimento, e guardarei a Tua lei, e observá-la-ei de todo o meu coração.” (Salmos 119.27;33-34)

Enquanto estiver lendo, preste atenção a tudo. Qualquer texto é comida para o espírito (alguns têm nutrientes, outros, não, mas nosso espírito ingere tudo o que a gente lê — então escolha bem suas leituras). Mastigue, lentamente, para sentir o sabor.

Se surgir algum questionamento durante a leitura, pense a respeito, use o fantástico equipamento que Deus colocou entre suas orelhas. Geralmente, o próprio texto traz a chave para o leitor compreender, seja observando a frase dentro do contexto, seja fazendo conexão com alguma outra parte que você conheça da Bíblia e que fale sobre o assunto…e às vezes a gente lê até o final e só então consegue entender melhor o início. Não é incomum ter de ler mais de uma vez um texto para melhor compreendê-lo.

E se encontrar alguma palavra desconhecida, não interrompa a leitura, só anote a palavra. No final, se não tiver um dicionário à mão, pode consultar nosso amigo Michaelis Online que ele costuma dar conta do recado. Sabendo o significado, releia a frase e veja se tinha entendido certo.

Se ao final da leitura você só tiver uma ideia geral e vaga do que foi dito, você provavelmente não passou do primeiro estágio de leitura. É importante entender o pensamento do autor, saber o que aquele texto realmente está dizendo, ter um olhar de investigador, de explorador, de profundo interesse.

Anotar os pontos mais importantes e o que você entendeu de cada um deles também ajuda. Algumas pessoas imprimem o texto para fazer marcações. É importante escavar, abrir, cortar, tirar pedaço, mastigar, separar as bolachas do recheio…

Arqueólogos, quando encontram um sítio arqueológico, não vêm com uma retroescavadeira arrancando pedaços gigantes do lugar para “terem uma ideia geral” do que tem ali. Não! Eles tiram pedacinho por pedacinho, usando uma colher de pedreiro, com uma lentidão quase irritante. Todo o trabalho é feito em etapas, com muita atenção e cuidado. Eles trabalham muito com um pincel e peneira, pois qualquer lasquinha de qualquer coisa pode ser muito mais importante do que parece à primeira vista.

É mais ou menos assim que deve ser a leitura de quem realmente quer descobrir um tesouro naquilo que lê. Caso contrário, a pessoa pode estar desperdiçando a oportunidade de se enriquecer. De repente, em todas as suas leituras bíblicas, você já passou pelas respostas que procura umas vinte vezes, mas nunca viu, pois não estava fazendo uma meditação minuciosa com peneira e pincel… Que tal começar a partir de agora?

.

#JejumdeDaniel #Dia8

 

.

Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel. Durante esses dias, os posts no blog serão voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.

** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

9 comentários sobre “Como aprender

  1. Giselle disse:

    Importante termos esse cuidado e interesse por aprender mais a cada dia com a palavra de Deus. Normalmente quando faço uma leitura rápida não absorvo nada. Mas quando me interesso em descobrir o que está nas entrelinhas o leque se abre. Thanks honey kisses

  2. Mareangela disse:

    Acabei de ler e me identifiquei muito com sua postagem. Eu sou aquela pessoa que na maioria das vezes ao terminar a leitura, tem uma ideia geral é bem vaga sobre o assunto… Não me orgulho disso, na verdade, apesar de cursar o ensino superior e ter vários cursos técnicos, etc… Não sei meditar na Bíblia, e tenha muita ( muita mesmo) dificuldade com as palavras difíceis ( eu já começo a ler com o dicionário Priberam ao lado). Interrompo minha leitura, procuro a palavra, busco estudos na internet, mas nada! Parece que no final estava escavando com os dedos; nada saiu do lugar.
    Quando a Big me disse que tínhamos que ler a Bíblia toda em 1 ano levei um tremendo susto :) pois as pessoas normais leem a Bíblia ou a passagem, versículo, capítulo uma vez; eu preciso muitas vezes ler, reler dias e até semanas pra entender.
    Vou procurar colocar em prática o que ensinou aqui, a partir de agora! E tentar não me esquecer disso jamais.
    beijocas

  3. Kaka disse:

    Verdade, se concentrar, meditar e entender o contexto de um texto é tudo numa leitura (especialmente quando esse texto é a Bíblia); a leitura flui bem melhor e conseguimos fixar mais facilmente a idéia..
    Bjoos!

  4. Jaiani disse:

    Olá, Vanessa.
    Estou acompanhando seu blog desde o primeiro dia de jejum e está sendo muito bom; esse post de hoje foi muito bem escrito e inteligente. Parabéns e obrigada por nos ajudar.

  5. Vanessa o que fazer no meu caso? Sou uma pessoa ansiosa em varios sentidos e isso muito me atrapanha principalmente na minha concentração.
    Muitas vezes chego a ter sintomas físicos, sei que nesta questão só me resta orar e aprender a entregar as minhas necessidades à Deus enquanto busco o que realmente vale a pena. Mas na falta de concentração nao sei como lhe dar, por exemplo, geralmente leio seus textos varias vezes ao dia para fixar o que aprendi, faço anotações, converso sobre o assunto e quando vou ver já esqueci tudo. E isso não só acontece aqui, mas essa ansiedade e falta de concentração me atrapalha nos estudos e no trabalho.
    Sei que vc já falou sobre aplicar o espírito, mas acredito que não entendi profundamente, porque nao consigo colocar em pratica. E acontece que nunca aprendo nada!

    • Raquel de S. C. Ribeiro. disse:

      Amiga não digite que nunca aprende nada pois vc com certeza está em algum desses estágios!

    • Lenny disse:

      Olá Danuza.
      Eu também passo os mesmos problemas que estás a passar. Ansiedade e falta de concentração atrapalham o meu raciocínio que está muito lento para processar o que li. Tenho imensa dificuldades de fixar as Palavras de Deus na minha mente. Esqueço facilmente mesmo tendo anotado no papel para não esquecer. Aquilo me deixa frustrada ao ponto de não ter ânimo nas coisas de Deus.

  6. Liznael Souza disse:

    Parabéns !!! Vanessa pelo seu blog . Muito inteligente !!! Amando participar de cada leitura..❤

Deixe uma resposta para Danuza Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *