Para não tropeçar

“Desejaria Eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor Deus; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva?”

Ezequiel 18.23

O que tem de pseudocristão por aí desejando a morte dos ímpios, dizendo que “bandido bom é bandido morto”, dizendo “bem feito!” em notícias de sofrimento ou morte daqueles que eles julgam inferiores, comemorando, dizendo que é punição Divina, desejando que o outro vá parar no inferno e que o diabo o torture bastante…

Essas pessoas sem noção não têm a menor ideia do quanto isso mostra que estão afastadas do Deus a quem dizem servir (e a Quem, obviamente, não conhecem). Bem mais distantes dEle do que o tal “pecador”, aliás. Porque na maioria das vezes, o ímpio tem consciência de que está no caminho errado e, portanto, tem mais chances de se arrepender a tempo de alcançar a salvação. Ou, pelo menos, tem mais chance de perceber que está perdido e se arrepender.

Já quem acha que está tão bem a ponto de poder olhar com crueldade para os outros simplesmente por julgá-los inferiores, não entende que está perdido e, portanto, como vai buscar a salvação? Quem está próximo de Deus tem o pensamento de Deus. E quem tem o pensamento de Deus não deseja o mal de ninguém. Quem tem outro pensamento, não está perto de Deus. E se não está perto de Deus, está, no mínimo, na mesma situação da pessoa para quem está desejando o mal. É por isso que será julgado com a mesma medida que usa para julgar os outros.

Porque diante de Deus ninguém é justo. Só somos justificados por Ele, quando nossa vida é dEle. Porém, há salvação mesmo para o LOUCO que deseja o mal para os outros e ainda tem a insensatez de usar o nome de Deus. Basta que ele se converta desse pecado, dessa iniquidade. E se volte para Deus, com humildade.

“Mas se o ímpio se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os Meus estatutos, e proceder com retidão e justiça, certamente viverá; não morrerá. De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela justiça que praticou viverá.

Desejaria Eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor DEUS; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva? Mas, desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo a iniquidade, fazendo conforme todas as abominações que faz o ímpio, porventura viverá? De todas as justiças que tiver feito não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu, e no seu pecado com que pecou, neles morrerá. […]

Desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo iniquidade, morrerá por ela; na iniquidade que cometeu, morrerá. Mas, convertendo-se o ímpio da impiedade que cometeu, e procedendo com retidão e justiça, conservará este a sua alma em vida. Pois que reconsidera, e se converte de todas as suas transgressões que cometeu; certamente viverá, não morrerá. […]

Portanto, Eu vos julgarei, cada um conforme os seus caminhos, diz o Senhor Deus. Tornai-vos, e convertei-vos de todas as vossas transgressões, e a iniquidade não vos servirá de tropeço. Lançai de vós todas as vossas transgressões com que transgredistes, e fazei-vos um coração novo e um espírito novo; pois, por que razão morreríeis?

Porque não tenho prazer na morte do que morre, diz o Senhor DEUS; convertei-vos, pois, e vivei.”

Ezequiel 18.21-24; 26-28;30-32

 

#JejumdeDaniel #Dia11

Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel, de 14 de agosto a 3 de setembro. Durante esses dias, os posts no blog serão voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.

** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

2 comentários sobre “Para não tropeçar

  1. Kaka disse:

    Verdade, temos que olhar com olhos de misericórdia e não de julgamento..até pq só há um Juiz. Ótimo post!
    Bjos!

  2. Vanessa disse:

    “Porque não tenho prazer na morte do que morre, diz o Senhor DEUS; convertei-vos, pois, e vivei.”

    Na morte do que MORRE. Agora, a morte do que vive traz alegria, porque é mais um que completou a carreira, permaneceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *