A injustiça como oportunidade

Vi esse testemunho na Palavra Amiga, estava torcendo para colocarem logo no canal do Bp Clodomir e hoje saiu no blog do Bispo um email de uma amiga do rapaz contando essa história (e o vídeo saiu no canal do Bp Clodomir!).  

Fiquei impressionada com a naturalidade com que ele conta a história. Sofreu uma injustiça violenta: foi acusado de homicídio e preso injustamente. No momento em que chegou à cela, ele olhou ao redor e viu que estava com 25 pessoas…e diz que viu ali uma oportunidade de ganhar almas. O natural seria o rapaz se sentir injustiçado, ficar abalado, se perguntando o porquê. Mas ele enxergou aquela injustiça como OPORTUNIDADE de ajudar aquelas pessoas.

Quantas vezes sofremos injustiças e enxergamos como OPORTUNIDADE de fazer daquele limão uma limonada que faça a diferença na vida das pessoas? Quantas? Se nosso ego se enfia na frente, a gente logo fica pensando no quanto a injustiça NOS prejudica, colocando o umbigo no centro do mundo e nos sentindo isso e aquilo.

Mas quem é de Deus tem o pensamento de Deus. Porque estava andando no Espírito, esse rapaz sabia que estava ali com uma missão. Deus o tinha resgatado do lixão deste mundo para que ele ajudasse a salvar outras pessoas e, portanto, essa era sua missão ali. E sabia que Deus iria cuidar dele e defendê-lo daquela injustiça. Mas enquanto estivesse passando por aquela situação, tiraria o melhor dela.

Ele começou a fazer reuniões dentro do cárcere, por conta própria, como se fosse um pastor. A tal ponto que o diabo deve ter se arrependido profundamente de ter criado aquela injustiça. E é isso que devemos ter em mente. Quando o diabo cria uma injustiça ou um problema, em vez de reagir com a emoção e cair feito um patinho, temos que usar nossa inteligência e pensar: como posso aproveitar essa situação para agradar a Deus e fazer o diabo se arrepender de ter inventado isso?

Quando você sabe que Deus está cuidando da sua vida, não precisa temer nenhuma injustiça. Você pode estar no meio da fornalha acesa, com o fogo sete vezes mais forte que o normal, mas confia que Ele vai livrá-lo do fogo. E se não livrar, ainda assim o diabo não terá o gostinho de ver você se curvar às circunstâncias que ele criou.

E no final das contas, como Ele sempre faz, até o que era para ser uma maldição, se transforma em bênção. E o mal termina com um resultado tão bom que parece até ter sido enviado para o bem desde o início. E o diabo fica com a cara no chão, se sentindo a criatura mais burra do universo, por ter criado condições de fazer com que você se aliasse ainda mais a Deus e causasse um dano irreversível para o reino das trevas.

Imagina só a cara do diabo (metaforicamente falando, não precisa tentar imaginar a cara do diabo, não, tá?) quando viu que ter criado uma acusação falsa fez com que o rapaz e Deus se unissem para salvar dezenas de almas que estavam naquele lugar?

.

*Promessa e garantia:

“a salvação dos justos vem do Senhor; Ele é a sua fortaleza no tempo da angústia. E o Senhor os ajudará e os livrará; Ele os livrará dos ímpios e os salvará, porquanto confiam nEle.”  Salmos 37.39,40

“Eis que os olhos do Senhor estão sobre os que O temem, sobre os que esperam na Sua misericórdia” Salmos 33.18.

“[…] o Senhor teu Deus trocou em bênção a maldição; porquanto o Senhor teu Deus te amava.” Deuteronômio 23.5

 

#JejumdeDaniel #Dia13

.

Estamos em uma jornada de 21 dias de jejum de informações e entretenimento chamado Jejum de Daniel, de 14 de agosto a 3 de setembro. Durante esses dias, os posts no blog serão voltados exclusivamente para o crescimento espiritual. Leia este post para entender melhor.

** Para quem não acompanhou ou para quem gostaria de rever os posts das edições anteriores do Jejum de Daniel neste blog, segue o link da categoria: http://lampertop.com.br/?cat=709 .

4 comentários sobre “A injustiça como oportunidade

  1. Jaiani disse:

    Olá!
    Tinha acompanhado, lido, esse testemunho no blog do bispo. É realmente um testemunho muito lindo e uma prova irrefutável do agir do Espírito Santo na vida daqueles que O tem.
    A lição que tiro dase palavras desse jovem é que devemos confiar em Deus sempre e ousar, não nos fechar no nosso mundinho. Ele poderia ter ficado no canto dele, calado, aguardando o agir de Deus apenas… Mas ele usou a autoridade dada por Deus e ousou.

    Graças a Deus por isso.

  2. Joana disse:

    Na quarta-feira passada tivemos aqui em BH a oportunidade de ouvir esse rapaz contar o seu testemunho, realmente a história dele é impressionante, tudo o que ele viveu e a reação que ele teve diante da injustiça que enfrentou. A situação não levou ele e murmurar e reclamar contra Deus, mas fez ele agradar a Deus ganhando almas para o reino dEle.
    Quando ouvi o testemunho dele, Deus mostrou o que é fazer do limão uma limonada: é não se fazer de vítima e confiar nEle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *