Casamento Blindado 2.0

321318a2-5d5e-45d6-9008-8ad1d4894d10

No lançamento da primeira edição do livro Casamento Blindado (Ed. Thomas Nelson Brasil), já ficou claro que esse não seria só mais um livro sobre relacionamentos. A fila na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, a maior livraria do país, dava voltas e mais voltas. Todo mundo com no mínimo um exemplar nas mãos, esperando a assinatura dos autores e apresentadores do programa The Love School (na Record TV), Renato Cardoso e Cristiane Cardoso.

Casamento Blindado 2.0 é a segunda edição, revista, atualizada e ampliada desse mega-seller. É o mesmo Casamento Blindado de que a gente já gostava e que funciona, mas melhorado e aumentado. Os pontos-chave do livro permanecem lá, alguns pouco modificados e outros mais explicados, para facilitar a compreensão, mas a abordagem continua sendo racional e bem embasada.

Os assuntos que mais geram brigas e discussões ganharam espaço para ajudar ainda mais os leitores. Novas dicas sobre como criar os filhos e sobre como lidar com filhos de outros relacionamentos, orientações sobre  finanças, sobre o papel da mulher e sobre diferenças de personalidade, ampliação do capítulo “Sexo”, novas ferramentas, inclusive uma sobre redes sociais, entre outros assuntos, fazem desse livro um manual ainda mais completo que a versão anterior.

O livro marcou presença constante nas listas de mais vendidos por anos. Mais de três milhões de exemplares foram vendidos e ele é, ao mesmo tempo, um mega-seller e long-seller. Mas o melhor não é contar os números e ver o nome da obra em listas de mais vendidos. O melhor, mesmo, é ouvir de casais que o que aprenderam ao ler mudou sua maneira de lidar com o casamento e restaurou a família. Não consigo nem explicar o que é, para quem cresceu com pais separados, ver casamentos fracassados se transformarem em relacionamentos saudáveis e felizes.

Quantas iniciativas deste mundo têm trabalhado para restaurar famílias? Sinceramente, acho que nenhuma. O casamento hoje em dia é desacreditado e descartável. E o mundo pinta como se fosse tudo tranquilo, como se divórcio não trouxesse consequência.

Ninguém aprende a escolher direito antes de casar (pelo contrário, o discurso é que “o amor é cego”…), ninguém aprende o que fazer para construir um relacionamento sólido e feliz (as pessoas acham que isso tem que cair do céu), ninguém recebe educação amorosa e, depois, quando o troço desmorona por falta de cuidado, a culpa é de quem? Do casamento!

Típico do ser humano: faz tudo errado, age sem usar a cabeça e depois joga a responsabilidade sobre qualquer coisa ou pessoa que não ele mesmo. Mas Casamento Blindado ensina a aplicar o conceito do Amor Inteligente, que é o amor baseado naquilo que as pessoas escolhem fazer conscientemente, e não em seus impulsos irracionais (que mudam ao sabor dos hormônios).

O Amor Inteligente assume responsabilidade. O problema não é mais da sogra, do marido, da esposa, da cunhada, da avó, do papagaio ou do hamster da vizinha. O problema É MEU e eu é que tenho de resolver. Assumir responsabilidade e agir com base em escolhas conscientes em vez de viver pela emoção é o que diferencia pessoas maduras de pessoas imaturas. Casamento Blindado trouxe essa maturidade aos leitores que decidiram colocar em prática os princípios do livro.

E, na minha opinião, o que aprendemos ali nos ajuda tanto no casamento quanto em qualquer relacionamento interpessoal — e até no relacionamento com Deus. Porque entender a diferença entre o amor verdadeiro e o amor pirata, por exemplo, muda tudo. Você consegue entender melhor o que é amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo e aprende a alimentar esse amor. Se torna uma pessoa mais justa e seu umbigo não é mais o centro do universo. Só por isso, eu já o consideraria um serviço de utilidade pública.

O livro Casamento Blindado 2.0 é para casados e solteiros, tanto para quem já leu a primeira edição quanto para quem ainda não leu. É o que sempre digo: a gente muda muito com o passar dos meses e dos anos. Uma leitura feita hoje vai lhe dar uma visão diferente da leitura feita oito meses atrás, pois as experiências que vivemos muda nosso olhar e ampliam nossos horizontes. Por isso, livro bom relido não é perda de tempo, mas investimento de tempo. É aproveitar a oportunidade de aprender e melhorar.

.

Ps. O livro está chegando às livrarias esta semana, mas já é possível comprar em algumas livrarias virtuais, vou colocar aqui os links de alguns sites em que já fiz mais de uma compra e sei que são confiáveis:

Amazon

Arca Center

Livraria Cultura

Livraria Saraiva

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *