A boa notícia

shadow-198682_640

Os padrões de Deus são altos. Não que Ele seja um chato exigente, mas é que Sua natureza é perfeita. É como se uma luz muito forte em uma sala vazia e branca quisesse a companhia de uma sombra. Por mais que luz e sombra queiram a companhia uma da outra, assim que a sombra tentar entrar na sala da luz, será destruída.

Quando o homem foi criado, ele também era luz, como Deus é. Tanto que diz que o homem foi criado à Sua imagem e semelhança. Como luz, o homem andava com Deus, literalmente. Deus descia todas as tardes para bater um papo, dando um rolê pelo jardim. O ser humano seria o representante de Deus neste Universo tridimensional recém-criado. Até que deu ouvidos à voz da sombra e se tornou sombra, também.

A luz é vida, a sombra é morte. A única chance da sombra ser reabilitada a viver na presença da luz que tanto a queria, era outra luz se tornar sombra em seu lugar. Por isso Deus instituiu o sacrifício de substituição. Uma criatura inocente, como um cordeiro, uma pequena luz, daria sua luz para cobrir a sombra do ser humano, por algum tempo. Como um animal não era humano, aquele sacrifício precisava ser repetido a cada vez que a sombra retornasse. Sacrifício perfeito seria um humano adulto perfeito para substituir o humano adulto imperfeito.  

A exigência para conseguir permanecer na presença de Deus é ser perfeito, ser luz, como Ele é luz. Mas quem consegue ser perfeito? Se essa é a exigência, não sobra muita esperança para pessoas como eu e você, não é mesmo? Podemos agir do modo mais perfeito que um ser humano imperfeito poderia agir, mas mesmo assim, ainda seríamos sombra.

O que muitos chamam de “pecado” já está tão atrelado à natureza humana pós-sombra que é impossível encontrar alguém que nunca mentiu, que nunca roubou (já fez um download de produto pirata, pelo menos), que nunca sentiu ódio, mágoa ou nunca nutriu um mau pensamento. Somos todos sombra.

Mas Ele nos queria de volta. Desde o momento em que nos tornamos sombra, Ele queria nos dar novamente a oportunidade de ser luz. E nós desejamos essa luz. Ansiamos por ela desesperadamente, mesmo antes de sabermos que ela existe. Nascemos sentindo a falta do nosso estado original.

Para nos dar a chance de poder chegar até Ele novamente — e definitivamente — Deus pegou aquilo que tinha de mais precioso, Sua própria Palavra, a perfeita Palavra, e A enviou a este mundo em forma humana para viver na perfeição em que não conseguimos mais viver. Era um ser humano, mas nunca foi sombra. E permaneceu puro, como um cordeiro, mas, por ser homem, cumpriria definitivamente a nossa pena de morte, em nosso lugar.

Quem, sendo inocente, voluntariamente cumpriria a pena de morte no lugar de um criminoso? O que essa atitude diz a respeito do caráter dEle? Para nos trazer de volta à Luz, Ele tomou nossas sombras, morreu nossa morte e voltou a ser luz, pois a sombra não Lhe pertencia. E, quando voluntariamente entregamos a Ele nossa vida de sombra, assinamos esse pacto de substituição, e o sacrifício que Ele fez por todos passa a valer para nós. Ele, então, nos envolve com Sua luz e podemos, assim, nos aproximar da Luz, para sempre.

Pela perfeição dEle, e não pela nossa, somos acolhidos. Pelo sacrifício dEle, fomos perdoados. O sacrifício perfeito que pagou nosso resgate. O sacrifício de amor, planejado desde o dia em que nos tornamos sombra. O nosso sacrifício diário, de negar a nós mesmos para andar corretamente, é negar a voz da sombra para viver na luz. Sem exigência de perfeição inalcançável, apenas cumprindo aquilo que Ele nos orientou para o nosso bem.

Essa é a boa notícia! Estamos lavados da nossa sujeira. Livres das nossas sombras. Libertos do nosso pecado. Podemos ficar na presença da Luz por toda a eternidade. Mas essa condição não é automática. É necessário assinar o contrato com Ele, pois mesmo algo tão maravilhoso assim precisa de nossa anuência. Deus jamais nos imporia nada, nem mesmo a salvação da nossa alma. E esse contrato é assinado entre você e Ele. Você aceita o sacrifício que foi feito e Ele aceita a sua vida. Um pacto. Um casamento. Uma aliança. A partir de agora, tudo será diferente. Pela perfeição dEle, Ele nos aperfeiçoou.

Registrado na Tanakh, muitos anos antes:

“Ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.

Da opressão e do juízo foi tirado; e quem contará o tempo da sua vida? Porquanto foi cortado da terra dos viventes; pela transgressão do meu povo ele foi atingido. E puseram a sua sepultura com os ímpios, e com o rico na sua morte; ainda que nunca cometeu injustiça, nem houve engano na sua boca.

Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os seus dias; e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão. Ele verá o fruto do trabalho da sua alma, e ficará satisfeito; com o seu conhecimento o meu servo, o justo, justificará a muitos; porque as iniquidades deles levará sobre si.

Por isso lhe darei a parte de muitos, e com os poderosos repartirá ele o despojo; porquanto derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores. “

Isaías 53.5-12

3 comentários sobre “A boa notícia

  1. Fernanda Santana disse:

    Ele não desiste de nos querer e arruma toda direção para chegarmos até o Senhor Jesus. Que maravilha! Me levou a refletir, Vanessa, parabéns pelo texto. Um beijo.

  2. Marcos Paulo Nogueira disse:

    Graças ao seu sacrifício por nós, temos essa preciosidade dentro de nós, a nossa salvação.

  3. Kaka disse:

    Quando li:”Os padrões de Deus são altos.” Eu pensei:”Vixi… “mas mantive a esperança:”Ela disse que tem uma boa notícia.” Kkkkkkk Graças a Deus teve mesmo! Enfim, ótima explicação.
    Bjos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *