O amor do noivado

maldives-698501_640

“Vai, e clama aos ouvidos de Jerusalém, dizendo: assim diz o Senhor: Lembro-Me de ti, da afeição da tua mocidade, e do amor do teu noivado, quando Me seguias no deserto, numa terra em que não se semeava.” Jeremias 2.2

A afeição da mocidade aqui tem a ver com a fidelidade e lealdade que Deus encontrou em Seu povo assim que fez uma aliança com eles quando os tirou do Egito. Você deve se lembrar. Como quando Deus tirou você daquele buraco em que você se encontrava.

Ele se lembra da lealdade do início. O amor do noivado está explicado no próprio versículo: segui-Lo, mesmo no deserto. O deserto é uma terra em que não se semeia, isto é, um lugar em que temos que depender de Deus integralmente. Isso é amar. Depender dEle, segui-Lo, manter-se fiel.

Essa noiva seguia o Noivo pelo deserto porque confiava nEle. Sabia que, com Ele, nada lhe faltaria. Confiança, fidelidade e lealdade corriam dos dois lados. O pacto feito entre o Noivo e a noiva é sério e puro. Há responsabilidade de ambas as partes. Ele cuida dela; ela confia nEle.

Isso independe do que está acontecendo em nossa vida. Independe de haver recurso ou não no deserto. Independe do que estamos sentindo e mesmo do que se passa dentro da nossa cabeça. Nós confiamos e sabemos que Ele é digno de nossa confiança.

Queremos Sua companhia muito mais do que queremos respostas ou resolução de problemas. Queremos experimentar do Maná muito mais do que queremos plantar em uma terra fértil. A hora da terra fértil vai chegar. Enquanto estamos no deserto, queremos segui-Lo. Essa é a afeição da mocidade. Esse é o amor do noivado.

Então, a pessoa sai do deserto e se acomoda. Está em uma situação em que seria até mais fácil segui-Lo, mas começa a se ocupar com o trabalho de plantar e colher, como se tudo dependesse da força do seu braço. Na verdade, isso muitas vezes acontece mesmo antes de sair do deserto…depois de um tempo, a pessoa se envolve demais nos cuidados do dia a dia, ocupa seu tempo e sua cabeça com outras coisas e se esquece de Deus. Ela se esquece da aliança que fez com Ele. Mas Ele nunca se esquece.

Para Deus, uma aliança é coisa séria. E Ele leva a sério, até o fim. Ele permanece fiel, pois não pode negar a Si mesmo. Por isso, Ele não desiste de nós. E a razão de Ele dizer que Se lembra do amor do seu noivado e da lealdade do início é para que você também se lembre e retome aquelas atitudes, ainda que, no começo, o sentimento não acompanhe.

Nossas decisões e pensamentos geram atitudes e nossas atitudes geram sentimentos. Para o bem ou para o mal. A disposição que você apresenta ao buscar a Deus em oração é muito mais importante do que as palavras que usa. Se chegar até Ele como a noiva que segue seu noivo até o Altar, com certeza O encontrará lá.

 

.

PS: Se você nunca foi essa noiva, aproveite a oportunidade para se tornar, fazendo uma aliança com Ele. E se já foi, volte a segui-Lo, mesmo no deserto.

PS2: Na frase “afeição da tua mocidade”, desse versículo de Jeremias, a palavra original, chesed, em algumas versões traduzida por “afeição”, em outras por “piedade”, “misericórdia”, ou “devoção”, tem muito mais a ver com a lealdade que deve haver entre as duas pessoas que fizeram um pacto do que meramente com algum sentimento.

4 comentários sobre “O amor do noivado

  1. Poli disse:

    Vanessa,

    Estava procurando um post antigo seu e acabei lendo este… Não tenho palavras bonitas nem longas frases… Mas só queria agradecer por se deixar ser usada por Deus. Me ajudou muito, é tudo o que eu mais precisava e estou buscando. Que Deus te abençoe sempre!

  2. Amiga disse:

    Bom dia Dona Vanessa eu gostaria de saber se tem algum post que a sr fala como foi seu encontro com Deus? Como fez para te-lo

  3. Adélia disse:

    Vanessa, Deus fala com a gente. Através da palavra, de uma mensagem como essa, etc…Mas Ele fala tbm , não sei s posso dizer, pessoalmente.É uma voz suave, mas ao msm tempo firme, sem dúvida dentro da gente,não sei s dentro da cabeça, ou aqui dentro do nosso ser.Isso não acontece sempre,pelo menos comigo.Aconteceu umas quatro ou cinco vezes contada nesse ultimo ano em que venho buscando essa mudança. E acredite se quiser, a ultima vez eu estava dormindo e foi como se alguém me cutucasse pra eu acordar e quando eu abrir o olho Ele falou: ” Lembro-me de ti, ta tua afeição quando eras jovem”. Vanessa não foi um pensamento meu , nem foi o diabo, sabe quando vc está dormindo e alguém te chama, te cutuca e assim que vc abre o olho, nem dá tempo de vc pensar em nada, apessoa te fala algo?. A penas isso, e daí ficou algo na minha mente pra eu fazer, mas deixei passar e não fiz, então a força que o que ele falou tinha ficado dentro de mim se perdeu, pq eu não botei em pratica.Mas já percebi que preciso fzr e é o que to lutando agora.

    Ps. todas as vezes que aconteceu eu não esperava.Eu gostaria que isso acontecesse mais vezes.Existe algo que eu possa fzr pra isso?Ou não, tenho que esperar vontade de Deus msm?

  4. Fernanda Santana disse:

    Às vezes, no deserto mesmo se esquece o ‘porque’ de estar ali, o amor desse noivado vai ficando frio, mas como Deus é incrível, sempre nos lembra novamente o quão grande é esse amor para conosco, nos dando oportunidade de segui-Lo. Ele é incrível, sim! <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *