Reavaliando o voto 13…

Recebi esse texto da Claudia Stella (não, ela não tem blog. Não que eu saiba, mas tem um site, o www.claudiastella.com.br ). Perfeito. Compartilho com vocês, para a posteridade…

Reavaliando o voto 13…

Claudia Stella

Estive pensando nestes últimos dias e resolvi que deveria reavaliar meu voto.

Porque eu votaria na Dilma e não no Serra?

Que me importa se as obras do metrô de São Paulo estão cheias de corrupção e se até a Suíça já sabe disso? Que importa realmente se o PSDB impediu que todos os pedidos de CPI prosperassem? Ou as obras do Rodoanel.

Ou se no governo tucano a Polícia Federal realizou, nos oito anos, 28 operações com 54 prisões e no governo do PT foram 1043 operações e presas 3971 pessoas por corrupção, crimes contra os cofres públicos,  lavagem de dinheiro, tráfico internacional de drogas, contrabando..que importa ?

Francamente não me importo se o governo do PT  tirou mais de 20 milhões de famílias da miséria, da fome – eu nunca passei fome mesmo. Ou se 35 milhões de famílias passaram para classe média? Eu já estava lá há muito tempo.

Não me importo se o governo do PT criou mais de  14 milhões de   empregos com carteira assinada e temos hoje a menor taxa de desemprego desde que ela começou a ser medida – eu já tenho o meu.

Não me interessa se o PT criou 14 universidades e 117 novas extensões e no governo tucano foram criadas apenas 1. Veja, no governo tucano foram criadas 11 escolas técnicas, que importa, realmente, se no governo do PT foram  214?

Ou de que me adianta se o PT criu o PROUNI que beneficia mais de 700 mil estudantes no país? Eu já me formei mesmo..

Mas eu também penso que não tem nada a ver pra eleição saber que, no governo tucano, os juros chegavam a 23,25% e hoje, no do PT não passa de 12,6%. Ou quem está preocupado se a inflação com os tucanos era de 12,56% e hoje de 4,49%?

Alguém, em seu juízo perfeito, tinha reparado que no governo tucano não existia SAMU e hoje são 1.347 cidades com esse serviço? Eu nunca me acidentei, passei mal que precisasse de ambulância mesmo.

Esse pessoal que vai votar na Dilma fica falando que no governo em que o Serra foi ministro tinham 19 mil equipes de saúde da família e hoje tem 30 mil equipes ; eu não preciso deles.

Ou que hoje são 12,6 milhões de famílias que recebem assistência social e o bolsa-família que no governo tucano apenas 3,6 milhões de famílias contavam com assistência social – eu não preciso disso.

Também, convenhamos, eles falam que aumentaram o salário mínimo que no governo tucano era de R 200,00 e aumentava de 10 em 10 reais e que agora fecha o ano em R$ 510,00 e com aumento real a cada ano – eu não recebo salário-mínimo.

Pra que eu quero saber se no governo tucano não foi destinado nem um centavo para programa habitacional para população de baixa renda poder comprar a casa-própria e no governo do PT foram 400 mil famílias beneficiadas com o subsídio – em dinheiro – do governo federal?

Ou o que, no fim das contas importa se o Serra tem a mesma opinião da Dilma sobre o aborto, tendo sido ele o único ministro da saúde que se dispôs a regulamentar a lei que facilita o acesso ao aborto nas redes do SUS? Ou se várias alunas afirmam que ouviram D. Mônica confessou dizer ter feito um aborto e agora chama Dilma de matadora de criancinhas? Ou que ele, na verdade, não é o pai dos genéricos, apenas regulamentou uma lei anterior – da mesma forma que fez com a do aborto?

Realmente, não para por aqui os motivos pelos quais eu me pergunto porque escolher a Dilma ao invés do Serra.

Mas o vídeo abaixo deixa tudo bem claro

http://www.youtube.com/watch?v=Ig9pE6qwzxw

Claudia Stella.

Serra e os valores cristãos

José Serra se reuniu com alguns membros e pastores da Assembléia de Deus  esses dias. Também se reuniu com católicos. Por que então ele não fez o discurso que fez hoje em Minas Gerais para simpatizantes do PSDB? Imagine só ele, que se diz tão defensor de princípios cristãos, pediu, como explica melhor o Brizola Neto, em seu blog,” Em lugar de pedir que lhe conquistassem votos com argumentos e conversas políticas, sugeriu que elas fizessem um leilão de seus atributos físicos.”

Serra disse (e sim, era a sério, levantando estratégias para angariar votos na reta final): “Se você é uma menina bonita, tem que conseguir 15 votos. Pegue a lista de pretendentes e mande um e-mail. Fale que quem votar em mim tem mais chance com você”

E acabei lendo um comentário em outro blog que me lembrou de outra opinião que Serra poderia ter emitido na reunião com a Assembléia de Deus:

“Ontem, foi apresentado nosso Índio para a vice-presidência, um homem jovem, preparado, com experiência, que vai crescer muito e ter muita responsabilidade (…) Tem uma namorada e, me disse por telefone: ‘não tenho amantes”. Eu até disse: ‘também não precisa exagerar. O que tem que ser é uma coisa discreta””

Serra é assim, dissimula seu discurso e chega com cara de santo em reunião da Assembléia de Deus, saudando os irmãos com “a paz do Senhor”, que Malafaia deve tê-lo ensinado. Vocifera contra o aborto e não conta que sua mulher já fez um aborto. Posa de santo e acha adultério uma coisa normal e fidelidade um exagero, a ponto de aconselhar um rapaz que se disse fiel a não exagerar na fidelidade.

Quem é do bem, não precisa dizer, mostra com suas atitudes. Não é o que esse senhor tem feito.

PS: Clique aqui para ler o que Serra disse sobre traição e clique para ver o vídeo no Youtube

PS2: Sobre o assunto da cafetinagem eleitoral, clique aqui e aqui

PS3: Isso sem esquecer do Paulo Preto…


.

Os demônios incontroláveis de Serra

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso havia dito em 98 ao Jornal do Brasil que o problema do Serra era “aquele demoniozinho que ele tem dentro de si”, pelo visto, agora o tal demoniozinho já tem companhia, pois na Isto é desta semana, na coluna do Boechat, página 32, encontrei a seguinte frase, atual, do FHC: “O Serra tem uns demônios dentro dele que, às vezes, nem ele mesmo controla”.

Essa frase para mim resume minha impressão a respeito de José Serra. Se você só conhece o Serra das edições do jornalismo da Globo, provavelmente achará que estou falando bobagem, mas se você se interessar em pesquisar sobre quem realmente é José Serra, sua personalidade descontroladamente explosiva, sua megalomania, sua opção pela mentira como primeira escolha em qualquer situação, irá me dar razão.

Serra é conhecido por ser realmente grosseiro e arrogante com jornalistas que fazem perguntas a que ele não quer responder (e não responde) e, no dia seguinte, telefonar para o patrão do tal jornalista, pedindo que o demita. Marina Silva lembrou disso nos momentos finais do primeiro turno, mas nós já sabíamos. Serra agora quer degolar qualquer um que ouse citar o nome de “Paulo Preto” perto dele. E a sociedade brasileira ficará sem a explicação sobre o caixa 2 e os desvios de recursos, pois isso prejudicaria a campanha (ao menos foi o que disse o PSDB à revista Isto é desta semana).

Os demônios incontroláveis de Serra o convenceram a reunir os líderes religiosos mais hipócritas que conseguisse encontrar (lembremos que líderes religiosos hipócritas foram utilizados por seus próprios demônios incontroláveis para perseguirem Jesus) para melhor manipular a massa de cristãos que o PSDB acredita ser suficientemente ignorante para isso. Os demônios incontroláveis de Serra são a melhor explicação para a baixaria em que ele transformou a campanha eleitoral. Baixaria da qual Dilma não pode sair, pois tentou manter-se distante no primeiro turno e não foi uma boa estratégia. Agora, ela tem de se defender.

Ficamos sem o debate de propostas, no entanto, sabemos a proposta de Dilma, que é de continuidade do modelo de crescimento do governo Lula. A proposta de Serra, até que ele prove o contrário (coisa que não parece querer) é ser um déspota cortador de pescoços de jornalistas e leiloeiro de todo o patrimônio que nos restou após a dilapidação feita por FHC (até hoje eu sofro ao ver propaganda da Vale do Rio Doce…).

PS: Tem gente que acha que votarei em Dilma porque o líder da minha igreja declarou apoio a ela, é uma tentativa de desqualificar minha escolha. Eu tinha vários motivos para votar em Dilma, tinha e ainda tenho, mas no momento o mais importante deles é: evitar a volta do PSDB e – sobretudo – não permitir que os “demônios incontroláveis” controlem nossa nação. Meu voto em Dilma é anti-Serra, anti-Globo, anti-imprensa corrupta, a favor da democracia e da verdadeira liberdade de imprensa, onde seu chefe não recebe um telefonema de político pedindo sua cabeça por uma opinião contrária.

.

Marina é opção?

Marina

Muita gente fala de Marina como uma “terceira opção”, uma alternativa ao PSDB, que já foi governo, e a PT, que está no governo. Como se fosse uma novidade, algo diferente. Porém,  Marina já disse que vai chamar PT e PSDB para governar com ela. E ela tem na base aliada o PFL (atual DEM, antigo Arena). Que mudança é essa??? Que renovação? (links no final do texto)

Se é para ser governada pelo PT, então vou votar no PT original, ué. Se é para ser governado pelo PSDB, então vote logo no PSDB. Não dá para ficar em cima do muro se fazendo de “diferente”, ou é, ou não é, o nosso sim tem de ser sim e o nosso não tem de ser não, não é isso? De outra forma, é enganação.

A  velha mídia prefere o Serra, para voltar a ter facilidade em obter recursos do Governo Federal. No entanto, não está preocupada com Marina, pois sabe que um possível governo Marina será facilmente manipulável, pois terá grande parte do PSDB lá em cima (eu realmente duvido que alguém do PT aceite esse tipo de aliança, então vai ficar basicamente PSDB, DEM e PV). E se você votar na Marina e não na Dilma, aumenta as chances do Serra ir para o segundo turno. É por isso que para essa velha mídia não importa qual dos dois esteja em segundo lugar.


Marina é uma serva de Deus?

Estão tentando nos manipular e alguns já compraram a idéia de que Marina é uma “serva de Deus”. Quem me garante? Só porque é membro de uma igreja evangélica? Os fariseus eram os mais religiosos da época e foi a eles que Jesus disse que não entrariam no céu, nem deixavam que outros entrassem. Então ser religioso não garante absolutamente nada.

Pelo contrário, Marina participa de uma Assembléia de Deus mais legalista, daquelas que não permitem que corte cabelo, que use calça comprida, que use maquiagem, adornos, enfim, que não aceita nenhum tipo de “vaidade” feminina. Ao ser perguntada por que não usava maquiagem, por que não se arrumava, em vez de dizer a real, de assumir que é por causa da religião, ela disse que é uma pessoa extremamente alérgica e não pode nem passar batom por causa disso. Agora aparece maquiada, batonzinho, sobrancelha feita, base na pele…ué, só agora descobriu a maquiagem hipoalergênica? Ela dissimulou essa resposta com muita facilidade, mentiu descaradamente. Perdi a confiança naquele exato momento. Tudo bem, eu não concordo com essa postura religiosa, mas se ela escolheu isso, então que assuma, ora bolas! Acho que já é um indicativo de que ela não assume aquilo em que realmente acredita. Então como saber em que ela realmente acredita?

Já li também “oramos tanto para que Deus colocasse um servo dele lá e agora que temos, desprezamos”. Olha, eu sempre orei para que Deus colocasse lá o que fosse melhor para o país. Marina não está levando os presbíteros de sua igreja para a presidência, mas uma galera que está se aproveitando da imagem religiosa dela para conseguir alguma chance. Outra coisa, a velha mídia (aquela que nos despreza, lembra, irmão evangélico? Aquela que, se pudesse, fecharia as portas de todas as nossas igrejas) não odeia Marina. Até simpatiza com ela. Pudera – Marina já deixou claro o quanto seu governo será manipulável, como já expliquei.

Ah, e quem critica a posição de Dilma a respeito do “casamento gay” (união civil homossexual), saiba que tanto Marina quanto Serra (e Plínio) pensam exatamente da mesma forma que Dilma (links no final do texto). O que se discute não é o casamento religioso (aquela história de que pastores serão obrigados a fazer casamento gay na igreja é mentira, ok? Invenção para manipular sua opinião e te deixar escandalizado, não caia nessa), mas os direitos civis dessas pessoas, que já se juntam de qualquer maneira, não? E quem enche a boca para falar que “aos sodomitas e efeminados a parte que lhes cabe é no lago de fogo” e coisas do gênero, não se esqueça que nessa listinha estão os mentirosos, os caluniadores e os maledicentes. Se você acreditar nessas mentiras e sair espalhando, é a última pessoa do mundo a poder apontar o dedo para alguém e chamá-lo de “pecador”.

Marina e o meio-ambiente

Seu vice, Guilherme Leal, é um dos fundadores da Natura, empresa que até bem pouco tempo encabeçava a lista das empresas que faziam os piores -e desnecessários – testes com animais. Não estou falando apenas de ratinhos, mas de cachorros, gatos, coelhos…por muitos anos os VERDADEIROS ativistas, que se preocupam realmente com a preservação do meio-ambiente, lutaram com unhas e dentes contra essa empresa. Ela mentiu várias vezes, dizendo que havia abandonado os testes, ou que eles haviam diminuído. Agora afirma que os aboliu completamente, mas ainda não ganhou o respeito e a confiança de todos grupos de proteção animal que lideraram o movimento por boicote à Natura (até por ainda se envolver em graves problemas ambientais, como acusações de Biopirataria).

Foram sete longos anos de pressão dos ativistas sobre a Natura, que foi uma das últimas a abandonar a prática, sempre se escondendo atrás do argumento hipócrita de que se importava com o meio-ambiente, mas não tinha como abandonar os testes. Como uma ambientalista coloca um milionário empresário, presidente de uma empresa dessas, recém-filiado ao partido (filiou-se ao PV ano passado) como seu vice?


Marina é a melhor opção?

Li um email que dizia, em tom idealista que Marina seria a solução, por estar em um partido “pequeno e sem muitas pretensões partidárias, mas cheia de boa vontade de lutar pelo país e pelo povo”. A pessoa acredita que ela “saberia rejeitar os Sarneys da vida e todos os aproveitadores que choveriam à sua volta”. Hummm…será? Chamando PSDB, DEM e PT para governar, elogiando o Sarney filho (mesmo depois de haver dito que quando assumiu a pasta do Meio-ambiente, logo após ele, encontrou um caos), subindo no muro em questões importantes e achando que é possível ter um “diálogo” com a Rede Globo, Marina é a pior de todas as opções, pois não se posiciona firmemente, quer ser querida por todos usando termos vagos e demagogia. Marina critica Dilma por Erenice, mas omite que seu próprio marido (da Marina) está envolvido em denúncias sérias de corrupção.

Marina, na minha opinião, nem sequer é opção, pois não sei a que veio. Tem por trás de sua candidatura, o obscuro PV europeu, que pressionou o PV brasileiro a chamá-la para se candidatar à presidência. Qual é a influência que um partido estrangeiro teria sobre a presidência da república do Brasil no caso de uma vitória da Marina? Não sei, ninguém toca nesse assunto, não fica clara qual seria a participação do PV europeu. Aliás, esse é o maior problema, nada fica claro na campanha de Marina.  Marina é uma incógnita que chega como “opção” em um momento em que estamos em um ritmo de crescimento e valorização do país, rumo a nos tornar uma potência mundial…para que mudar alguma coisa agora? Para que retroceder?

Para que entregar à velha mídia um balão de oxigênio que a permitirá se fortalecer nos próximos quatro anos? Eu quero que a velha mídia morra de fome, morra asfixiada, definhe e desapareça, para que meus filhos e netos não sejam obrigados a conviver com a manipulação, as meias-verdades, as informações distorcidas ou inventadas que norteiam o pensamento da população. E eu acredito que isso é possível. Amanhã teremos essa oportunidade.


PS: Marina é um poço de contradições. Ela critica as alianças do PT, mas faz aliança com DEM (PFL), fala em chamar PSDB e PT para seu governo. Diz que vai chamar apenas os honestos e dignos (é claro, não diria o contrário) e diz que a maioria do PT é honesta. Oras, se ela mesma admite que os honestos e sérios são a maioria do PT, então para que tirá-los de lá? Pois se estivessem descontentes com o partido, teriam saído, como ela saiu, como o PSOL saiu. Se não saíram, é porque não estão descontentes. Se não estão descontentes, é porque estão vendo algo de extremamente positivo no governo.


PS2: Links:

Marina defende união civil de homossexuais:

http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/8473-marina-uniao-civil-sim-casamento-nao


http://www.minhamarina.org.br/blog/2010/06/marina-defende-uniao-civil-de-bens-entre-homossexuais/

Mesma opinião de Serra:

http://noticias.r7.com/brasil/noticias/serra-defende-uniao-civil-para-gays-mas-rejeita-liberacao-da-maconha-20100729.html

Mesma opinião de Dilma:

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,dilma-se-diz-favoravel-a-uniao-civil-de-homossexuais,573368,0.htm

Marina vai chamar PT e PSDB para governar :

http://www.abril.com.br/noticias/brasil/marina-silva-diz-pode-governar-unindo-pt-psdb-586512.shtml


http://www.onoticiado.com.br/eleicoes-2010-politica-local/eleicoes-2010/4363-eleicoes-marina-silva-diz-chamarei-a-parte-boa-do-pt-para-governar-comigo.html

Emir Sader fala sobre acusações contra a Natura, de biopirataria, e a posição de Marina:

http://www.viomundo.com.br/entrevistas/emir-sader-marina-e-a-falencia-do-movimento-ecologico-brasileiro.html

Marina elogia Sarney Filho:

http://noticias.r7.com/brasil/noticias/marina-defende-filho-de-sarney-e-diz-que-pv-nao-e-perfeito-20100616.html

http://oglobo.globo.com/pais/eleicoes2010/mat/2010/08/11/marina-silva-elogia-gestao-de-zequinha-sarney-em-ministerio-917369669.asp

http://www.jornalpequeno.com.br/blog/johncutrim/?p=7465

PS3: Sobre o aborto, a posição de todos os quatro candidatos é a mesma, que Marina não seja hipócrita, nenhum deles é veementemente contra o aborto ou assumiria isso, mas apenas Dilma se comprometeu a, se eleita, deixar essa questão ser resolvida pelo legislativo, como deve ser, sem envolvimento do presidente da república.

PS4: Ainda tenho um probleminha pessoal contra Marina: ela não desmente quando alguém diz que ela é vegetariana, mas também não desmentiu quando escreveram que ela não come em hipótese alguma carne vermelha, mas sua alimentação inclui peixe e frango…como pode se dizer vegetariana se come peixe e frango? Novamente, se assuma, Marina. Se come peixe e frango, não  é vegetariana.