Gatos que brilham no escuro

gatofosforescente

Era só o que faltava…não bastasse te acordar de noite derrubando as coisas no quarto, seu futuro gato fará isso emitindo uma luz verde. A notícia é relativamente “antiga” (do final do ano passado), mas como este blog não está limitado ao tempo e espaço, posso comentar.

Cientistas já haviam criado um rato modificado geneticamente para brilhar no escuro (com genes de uma determinada água-viva), e depois decidiram fazer isso com um gato…o efeito colateral, no entanto, foi surpreendente: o gato mostrou-se imune ao vírus da FIV (o HIV felino)!

Um dos problemas de gatos brilhando no escuro seria o aumento dos riscos aos quais eles estão expostos na rua (se você tem um gatinho, clique na aba “sobre gatos” no alto do blog e leia por que você deve manter seu gato dentro de casa e como fazer isso).  Porque sempre haverá dono que não tela suas janelas e deixa seus gatos saírem na rua…e os que não telam, nem castram e farão com que seus gatos façam filhotinhos resplandescentes por aí.

Mas beleza, pelo menos não terão FIV. Animados com o resultado, os cientistas estudam uma maneira de aplicar isso em HUMANOS! Bebezinhos fosforescentes imunes ao HIV. Acredito que tentarão suprimir o efeito “lanterna verde” do processo, provavelmente. Rapazes luminosos não poderiam servir ao exército, mas ter pessoas brilhando no escuro deixaria nossas noites mais seguras. Eliminaria as fugas noturnas de presídios, amantes debaixo da cama, dentro do guarda-roupa, ladrões atrás da porta…acho que os humanos é que deveriam ter sido as cobaias desse utilíssimo experimento.


.