Por que não oramos pelos mortos

metaphor-6-1475318

Apesar do que diz um hoax espalhado por aí, a Universal não faz oração pelos mortos no dia dos finados (nem em dia nenhum). Não há na Bíblia nenhuma indicação de que deveríamos fazer. Pelo contrário, diz que todas as chances de salvação se encerram com a morte e que não há mais possibilidade de ser ajudado depois que sua vida acaba. Há céu e inferno, nenhum lugar intermediário. E não se pode passar do céu para o inferno ou vice-versa. A situação após a morte, seja ela qual for, é imutável.

Mas, se a Bíblia é contra essa prática, de onde isso surgiu? Essa, especificamente, veio de uma tradição pagã celta. Durante o festival de Samhain, que ia de 30 de outubro a 2 de novembro, as pessoas homenageavam os mortos e os deuses que, para os celtas, também eram seus ancestrais. O cristianismo iniciou sem nada dessas coisas, mas depois que foi institucionalizado e absorvido pelo catolicismo, começou a fusão com práticas pagãs. Assim, o festival de Samhain se dividiu em Dia dos finados (homenagem aos mortos) e Dia de todos os santos (homenagem aos deuses).

Como sempre digo, é importante saber por que você faz as coisas que faz — antes de decidir continuar ou não fazendo. A base do ato de orar pelos mortos está na crença de que existe o purgatório, um lugar intermediário, entre o inferno e o céu, para onde a pessoa iria purgar seus pecados até poder entrar no céu. Convenientemente, seria necessário pagar missas, fazer orações e comprar indulgências, caso quisesse sair mais cedo do purgatório.

Se cremos que a Bíblia deve ser respeitada como base para a nossa fé, não cremos no purgatório, já que ela é bem clara quanto a haver apenas o céu e o inferno como destinos finais da alma, e não cita purgatório algum*. E, se não cremos no purgatório, não faz o menor sentido orar pelos mortos. Deus não ouve essa oração, pois ela não tem fundamento. Se Deus não ouve essa oração, para quem você está orando?

A cultura é tão arraigada aqui no Brasil que há cristãos protestantes que visitam túmulos nesse dia. Alguns se sentem culpados se não o fizerem. Sou contra essa prática, primeiro por ser originada de um culto pagão (o que, por si só, já mostra que tipo de influência espiritual rege essa celebração). Segundo, porque não creio que, espiritualmente falando, faça bem a alguém visitar o túmulo de um parente morto. Primeiro, porque a pessoa não está mais ali. Segundo, porque não vai adiantar orar por ela – muito menos acender velas. Terceiro, porque vai trazer de volta à sua memória tudo o que você viveu e isso fragiliza emocionalmente. A fragilidade emocional é uma porta aberta para o mal que vem desenterrar culpas, dores, mágoas e tristeza.

O período do luto é importante, para processarmos a perda. Mas ele deve acabar pouco tempo depois da morte da pessoa e não ser renovado uma vez por ano. O que você tem de fazer pelos seus parentes, faça enquanto estão vivos. Depois de mortos, não vai adiantar esforço algum para aplacar sua consciência levando flores ao túmulo e tendo conversas post-mortem que não teve durante a vida.

Lide com o fato de que você fez o que sabia fazer com os recursos que tinha. Por exemplo, hoje eu teria outro tipo de relacionamento com o meu pai. Mas, quando ele morreu, eu não sabia o que sei hoje. Então, o relacionamento que tive com ele foi o que eu sabia ter. O que me resta é fazer o meu melhor por quem está vivo hoje. E ensinar outras pessoas a entenderem seus próprios pais e não exigirem deles mais do que eles têm condições emocionais de dar.

Lutamos por outro tipo de mortos: aqueles que, apesar de ainda respirarem, terem um corpo e caminharem por este mundo, estão longe de Deus. Porque, se Deus é vida, quem está longe dele está morto. Por esses mortos vivos ainda podemos orar. Eles valem nosso esforço. Eles valem nossas noites em claro, nossas orientações, nosso direcionamento. É por eles, os sofridos deste mundo, que oramos e lutamos. É pelos que vivem angustiados, deprimidos, desanimados e cansados que buscamos.

Esses vivos mortos podem tornar a viver, por isso, lutamos por eles. E não acendemos velas por eles, mas acendemos nossa própria luz, para que nos vejam e enxerguem o caminho. Ao ganharem vida novamente, isto é, ao terem uma experiência pessoal com Deus (não uma experiência religiosa), tudo mudará. Serão vivos. E, quando o corpo morrer, eles continuarão a viver, pois estarão com o Autor da vida. É isso que significa “Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em Mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em Mim, nunca morrerá” (João 11.25,26).

.

*Antes que algum católico surja do além aqui citando Macabeus para dizer que há base bíblica para a doutrina do purgatório, explico: Macabeus é apócrifo e não faz parte da Bíblia original (e nem da que utilizamos hoje, está presente apenas na Bíblia católica, à qual foi acrescentado). O próprio autor do livro sabia que ele não era divinamente inspirado, tanto que escreveu: “…finalizarei aqui minha narração. Se ela está felizmente concebida e ordenada, era este o meu desejo; se ela está imperfeita e medíocre, é que não pude fazer melhor” (2 Macabeus 15).

O boato do sabonete ungido e a imbecilidade humana

sabon.

Soube que viralizou a “notícia” de que a Universal estaria vendendo “sabonetes ungidos” a 110 reais pela internet. A pseudonotícia foi comentada em um site “gospel”, inclusive com comentários de um pastor de outra denominação, invocando Lutero e dizendo que tem “vergonha da barganha promovida pelos adeptos da teologia da prosperidade”. Eu tenho vergonha é da irresponsabilidade de quem publica e comenta boatos sem o mínimo de apuração.

Porque, caro leitor, você não precisa ser jornalista para fazer uma apuração básica. Hoje em dia, todo cidadão é gestor de conteúdo e tem a obrigação de aprender a checar a veracidade das informações que recebe, até para não se transformar em massa de manobra.

Eu não precisei de dez minutos para pesquisar a notícia e descobrir que era um boato descarado. O tal site que vendia os sabonetes não tem nada a ver com a Universal, tanto que comercializa sabonetes com o logotipo de outras denominações. E o tal sabonete não custa 110 reais, esse valor é o pacote com 500, o que me leva a crer que o site seja de algum sem-noção que não sabe como funcionam as campanhas e resolveu ter um “lucrinho” tentando vender sabonetes a granel.

Porém, o boato foi suficiente para que preconceituosos de plantão saíssem compartilhando e opinando como robozinhos pré-programados. Isso apenas escancara o que está dentro dessas pessoas. O que me deixa muito indignada com esse tipo de comportamento é a total falta de cuidado com as palavras. A total falta de ética de quem distorce a verdade e propaga boatos. A pessoa acha que, porque (na cabeça dela, pelo julgamento dela) o outro é desonesto, ela pode ser, também. Pode falar a bobagem que for, sem o menor interesse em procurar a verdade.

Pensa: “é, eles são ladrões e enganam os otários”, veem um Hoax que diz isso e compartilham, não porque aquela notícia tem fundamento, mas porque ela confirma seus preconceitos. Conferem as informações que recebem com seus próprios preconceitos, como se o preconceito fosse um bom juiz.

Viu uma denúncia e teve vontade de compartilhar? Faça um favor à humanidade: respire fundo, desconfie e vá pesquisar um pouquinho no Google. Se você tem um site ou um blog, faça uma pesquisa básica antes de dar sua opinião. Caso contrário, avise aos seus seguidores que o que você mantém é uma página de fofoca.

Suponhamos que eu esteja preparando um artigo sobre uma denúncia contra determinado cidadão. Não é nada bombástico, é uma notícia fria, o cara está sendo investigado há bastante tempo. Porque já estou suficientemente indignada com as coisas que descobri a respeito e meus ânimos estão inflamados, pesquiso informações e opiniões que possam inocentá-lo aos meus olhos e me deem um novo ângulo da situação, para tentar entender os dois lados, tirar minha conclusão e passar uma opinião sensata ao leitor. Se, depois de tudo isso, minha opinião se mantém, poderei passá-la ao leitor com base e argumentos. Entendo que isso é comportamento ético e respeitoso com quem investe seu tempo em ler o que escrevi.

Se não tenho tempo de fazer isso, simples: não compartilho. Escrevo sobre outra coisa que não exija pesquisa, em que eu não corra o risco de cometer uma injustiça. Se os outros têm tempo para fofoca (porque isso é o que notícia não confirmada é), problema é deles; eu tenho certeza de que aqueles que são da Verdade, têm compromisso com a verdade. E quem tem compromisso com a verdade, não admite ter parte com mentiras.

Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem o engano.
Salmos 34:13

.

PS: A Universal respondeu oficialmente, desmentindo a tal “notícia” do site gospel. A propósito, salve aí nos seus favoritos o link em que essas notas são publicadas: http://www.universal.org/unicom 

PS2: A quem é cristão de verdade, eu recomendo que não perca seu tempo com esses sites “gospel”. De “gospel” eles não têm nada.

Líderes evangélicos se posicionam a respeito dos hoaxes sobre Dilma

Bispo Macedo publicou hoje o seguinte texto em seu blog (clique aqui para ler o texto diretamente no blog do Bispo), dirigido aos membros da IURD:

“Dilma é vítima de mentiras espalhadas pela internet

Bispo Edir Macedo

Recebi recentemente um e-mail, destes que em princípio parecem ter o nobre intuito de nos alertar para algo grave. A mensagem dizia que a candidata à Presidência da República, Dilma Roussef, teria afirmado: “Nem mesmo Cristo querendo, me tira essa vitória”. O spam, com texto pobre, dizia: “Após a inauguração de um comitê em Minas, Dilma é entrevistada por um jornalista local…” Como as informações eram muito vagas (um comitê em Minas; um jornalista local), saí em busca de algo mais consistente, como um vídeo da suposta declaração ou ao menos uma gravação em áudio, mas não encontrei nada. Assim, tive certeza que se tratava de mais uma mentira.

Se os cristãos fossem tão ágeis e eficientes para usar as ferramentas modernas da comunicação na pregação do Evangelho, assim como parecem ser para disseminar boatos, certamente muitas almas seriam ganhas para o Senhor Jesus.

Quem pensa que está prestando algum serviço ao Reino de Deus, espalhando uma informação sem ter certeza de sua veracidade, na verdade, está fazendo o jogo do diabo.

O Senhor Jesus não precisa de advogados, nem de assessores de comunicação que saiam em “defesa” de Seu Nome. Ele precisa de verdadeiros cristãos, que entendam, vivam e preguem a Verdade.

Devemos observar que pessoas mal intencionadas têm procurado confundir muitos cidadãos com mentiras mal elaboradas, a fim de atrapalhar o trabalho sério de alguns candidatos. Pense nisto.

Nestes dias que antecedem as eleições, devemos observar se a plataforma dos candidatos em quem pretendemos votar, não pode vir a prejudicar a Igreja. Use seu voto de forma consciente e responsável.

Veja também:

Boatos tentam desestabilizar reta final da campanha de Dilma
Dilma desmente boatos que circulam na internet ”


—-

Mas ele não está sozinho nessa opinião. Temos uma carta mais formal e oficial em nome das assembléias de Deus (aliás, denominação da Marina Silva, não?)
http://www.conamad.com.br/portals/13/cartaanacaobrasileira.pdf

E se o seu negócio não é pentecostal, é mais tradicional (muitos cristãos têm preconceito contra pentecostais e neopentecostais), então vejamos o pronunciamento da Aliança Batista:
http://www.aliancadebatistas.com.br/page/modules/smartsection/item.php?itemid=28

PS: Não se esqueçam de divulgar a lista de emails falsos contra a Dilma, com os links para os textos que provam que são falsos, estou atualizando à medida em que recebo novos hoaxes. Clique aqui para ver Quer votar em outro candidato? Fique à vontade, mas vote por motivos verdadeiros, e não pelas mentiras. Além desses do link, ainda falta inserir o link do hoax sobre as leis contra evangélicos (sim, também é mentira) e farei isso assim que possível.  Também deixo a minha carta aos evangélicos, explicando que ainda que você acredite abortar é pecado e quem faz vai para o inferno ou que casamento homossexual é pecado e aceitá-lo é contra os princípios cristãos, e ainda se Dilma fosse a favor de implementar tudo isso, não seria motivo para celeuma ou para não votar nela. Clique aqui para entender o porquê.

PS2: E para quem acredita que Marina é boa opção por ser evangélica e por não ser PT, nem PSDB, aguarde o post de amanhã (em tempo: esse último argumento é estranho, já que ela disse que vai chamar PT e PSDB para governar com ela, se for eleita).

.

Desvendando a lista de emails falsos sobre Dilma

A lista original copiei do site SejaDitaVerdade e adicionei mais alguns do post anterior e conforme descobrir outros, vou atualizando:

Compilação dos emails falsos que circulam nesta campanha sobre Dilma Rousseff e seus respectivos desmentidos. Cada link remete ao leitor ao texto em questão, clique para ler a verdade sobre cada um deles. Espalhem, é importante:

Se desejar, copie e cole em seu e-mail e peça para repassarem para o maior número de pessoas possível  😀


A morte de Mário Kosel Filho:http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=593

A Ficha Falsa de Dilma Rousseff na ditadura http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=650

O porteiro que desistiu de trabalhar para receber o Bolsa-Família

Marília Gabriela desmente email falso

Dilma não pode entrar nos Estados Unidos

Foto de Dilma ao lado de um fuzíl é uma montagem barata
.
Lula/Dilma sucatearam a classe média (B) em 8 anos:

Email de Dora Kramer sobre Arnaldo Jabor é montagem

Matéria sobre Dilma em jornais canadenses é falsa:http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2023

Declarações de Dilma sobre Jesus Cristo – mais um email falso

Fraude nas urnas com chip chinês conspiração – falsidade que beira o ridículo:

Vídeo de Hugo Chaves pedindo votos a Dilma é falso:

Matéria sobre amante lésbica de Dilma é invenção:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2031


PowerPoint sobre fazenda comprada por filho de Lula: “Novo Milionário Brasileiro – a fazenda que Lulinha (não) comprou”

Carta ao Lula:Dra. Marise Valéria Santos (que non ecziste)

Michel Temer é satanista? Michel Temer é Satanista?

http://www.gospelprime.com.br/michel-temer-e-satanista-teologo-diz-que-e-boato/

http://oguardadeisrael.blogspot.com/2010/07/afinal-michel-temer-e-mesmo-satanista.html

Blog de Adriana Vandoni censurado por Lula http://incautosdoontem.opsblog.org/2010/01/24/lula-o-censurador-e-a-preguica/

Esclarecimentos sobre o PNDH-3

http://lampertop.com.br/?p=742


E-mail da dra. Marise Valéria Santos é falso e antigo:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2576

E-mail falso sobre “os mortos de Dlma”:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2566

Matéria sobre saúde de Dilma é mentirosa:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2558

E-mail “Se…” é recheado de mentiras

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2551

Email sobre ajuda ao povo palestino trabalha com hipocrisia e meias-verdades:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2540

Boatos contra Dilma são rastreados:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2562

Email cita Carlos Alberto Brilhante Ustra como fonte isenta e confiável:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2585

Denúncias atribuídas a entrevista de ex-marido de Dilma são falsas:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2472

A profecia de Neila Alckmin (que já morreu há muitos anos…)

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2468

Vídeo do mensalão é uma falsificação grosseira:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2456

Dilma no conselho da Petrobras: email induz eleitor a erro:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2348

Lula quer garantir conforto próprio como ex-presidente:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2273

Dilma processa o Estado Brasileiro:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2416

Email diz que Dilma não é brasileira:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2808

http://www.quatrocantos.com/LENDAS/487_dnevnik_dilma_roussef.htm

A lista da Central de Boatos do Seja Dita Verdade não para por aí:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2091


Para denunciar um email falso:

http://www.sejaditaverdade.net/blog2/?p=2398

Saiba as origens da campanha de boataria do Serra na internet (descobri para que servia o “guru indiano” que veio para ser o  “responsável pela campanha de Serra na internet” ):

http://politica-santoandre.blogspot.com/2010/10/americanizacao-da-eleicao-brasileira.html


Espalhar mentira contra um candidato é crime eleitoral! Ao repassar a mensagem, você pode ser punido, mas o responsável por colocá-la na internet, como não se identificou, pode ficar ileso, ou seja, está usando VOCÊ. Se alguém for se prejudicar, não vai ser peixe grande, mas você, estão se aproveitando de suas boas intenções de “justiça”.

NÃO ACEITE SER USADO, NÃO REPASSE EMAILS FALSOS

.

Ressuscitadores de hoax

Costumo ser uma criatura bem calma, mas essas últimas semanas de eleições têm enchido o saco. Seguidamente recebo hoaxes por email, em Power Point ou textos alarmistas ligando Dilma, Lula, PT e Temer às piores forças do universo, ou discorrendo sobre “escândalos” que nunca existiram, conclamando o povo a se unir para evitar a desgraça que se aproxima. Teorias conspiratórias e acusações sem provas, documentos falsificados (como a tal ficha de Dilma e a fotografia com fuzil mal inserido por photoshop).

Teve um hoax antiguinho que se tornou recorrente: eu recebi, meu marido recebeu e já li várias pessoas indignadas por aí, falando dele como se fosse verdade. Meu marido fez uma pesquisa básica e descobriu o óbvio: era mentira. Trata-se do Continuar lendo

Carta aos evangélicos, sobre Dilma

No dia 10 de Setembro, foi publicado no Maria Frô um vídeo   http://mariafro.com.br/wordpress/?p=19096 com um pastor batista chamado Paschoal Piragine, que circula no youtube em um culto de sua igreja, apresentando um vídeo tendencioso, em tom emocional e alarmista, dizendo que se Dilma for eleita, teremos a disseminação da iniquidade em nossa pátria. Isso porque – segundo ele – o PT e Dilma são a favor do aborto e do casamento homossexual. Diz esse pastor ao seu rebanho que a única forma de salvar-nos dessa catástrofe é votando no PSDB….(como SE o PSDB fosse contra o aborto…risos…). Vi o mesmo vídeo em outros blogs e pipocam diversos textos atrelando Dilma à legalização do aborto, práticas anti-cristãs, legalização de casamento entre pessoas do mesmo sexo e perseguição à igreja através de reformas constitucionais. Alguns comentários de pessoas horrorizadas com as informações com as quais têm sido bombardeadas, mostram cristãos totalmente rendidos às mentiras propagadas, muitos vociferando de maneira bastante agressiva, chamando Dilma de anticristo para baixo.

Apesar dos comentários a que me refiro refletirem o pensamento da minoria dos evangélicos, essa minoria repassa emails falsos e comenta os posts dos blogs, fazendo parecer que fala em nome de todos os evangélicos. Eu peço licença para tentar falar com essas pessoas, em uma linguagem que lhes seja familiar, na esperança de que ao menos algumas delas (as realmente sinceras, não as mal intencionadas, essas jamais ouvirão) me dêem ouvidos, ou parem para pensar. Já há algum tempo, a oposição teve uma “maravilhosa” idéia: manipular os evangélicos, para diminuir o apoio a Dilma Roussef. A grande mídia, que sempre nos desprezou, nos vê como massa de manobra, como ignorantes manipuláveis e facilmente enganáveis. Reitero o que sempre disse: a opinião desse senhor Piragine é a da minoria dos cristãos. Felizmente nosso povo não é mais ignorante como na época em que acreditava que Lula queria fechar igrejas.

Deus, no início de sua conversa com o profeta no livro bíblico de Isaías, faz um pedido muito nobre: “Vinde, pois, e arrazoemos”…em outras traduções já li “Vinde, e raciocinemos juntos”. Arrazoar é expor seus argumentos alegando razões. Acredito, então, que este seja o pedido que Ele faz aos que se dizem dele: “Vem aqui, vamos raciocinar”. Vejo cristãos horrorizados, repetindo o que ouviram por aí: “Dilma é a favor do aborto, Dilma é a favor da legalização da iniquidade, o PT tem princípios contrários aos princípios cristãos”, etc. etc. etc. Esta semana, o novo hoax (mentira propagada pela internet) diz que Dilma afirmou em entrevista a um jornalista (qual o nome dele?) de um jornal local (qual jornal?), na inauguração de um comitê (qual comitê?) em Minas Gerais (em qual data?): “Nem Cristo querendo me tira essa vitória”. Ela nunca disse isso, mas jogaram essa afirmação em um email falso, que circula em tons alarmistas. O problema não é apenas o fato de estarmos caindo feito patinhos na armadilha da oposição, mas os argumentos que são utilizados para o não-voto em Dilma Roussef, principalmente: legalização do aborto e da união civil entre homossexuais. Você realmente já parou para pensar nisso?

A Igreja Católica é contrária a métodos contraceptivos. Por isso, dificulta ao máximo o trabalho de distribuição de preservativos entre a população da África, que sofre com a disseminação da AIDS, coloca-se abertamente contra e ainda diz à população que preservativos não são eficazes no combate ao HIV, prestando um desserviço à humanidade. Milhares de pessoas morrem por não terem tido acesso a prevenção enquanto era tempo. E a Igreja Católica chega ao ponto de criticar governos, em alguns países, pela iniciativa de distribuir preservativos aos jovens. E nós achamos um absurdo. Não se importam com as vidas ceifadas diariamente pela Aids? Não se importam com as crianças que ficam órfãs, ou doentes, e sofrem até a morte? A alegação é que o sexo só é permitido depois do casamento e que o adultério é pecado, logo, não haveria melhor forma de prevenção à AIDS do que seguir os dogmas da igreja. O raciocínio é lógico, mas todo mundo é católico? Todo mundo é cristão? Não. Então os que não são cristãos, ou que não seguem à risca os dogmas, merecem, como punição, a doença, sofrimento e morte? Não é isso o que Jesus ensina. Ele fala de amor, Paulo fala de abençoar os que nos perseguem, Jesus fala em amar os inimigos, quanto mais àqueles que não são nossos inimigos, só não tiveram a oportunidade de conhecer o Deus que conhecemos. Jesus era bastante duro com aqueles que usavam de falta de amor travestida de religião. Ele não atacava “pecadores”, atacava religiosos. É essa a indignação de Deus no primeiro capítulo de Isaías: contra os religiosos que diziam servir a Deus, mas aos quais Deus nem sequer ouvia, pois as mãos deles “estão cheias de sangue”. É a eles dirigida a repreensão do livro de Malaquias, do início ao fim. Nós olhamos para o Vaticano, que – por uma posição retrógrada e fria- permite o sofrimento e a morte de milhares, e nos indignamos. Conseguimos compreender nos olhos daquelas crianças soropositivas da África, sem a menor esperança de futuro, todo o sofrimento causado pela falta de amor de quem se diz representante de Deus.

Muitas mulheres morrem todos os dias no Brasil vítimas das consequências de abortos feitos em clínicas clandestinas, a maioria sem as mínimas condições de higiene, muitas feitas apenas com o objetivo de ganhar dinheiro, e dane-se a adolescente desesperada que não queria aquele filho. Algumas estão apenas assustadas com a novidade, e poderiam até mudar de idéia, caso fossem orientadas por um psicólogo na clínica, ou mesmo um assistente social. Mas por que uma clínica clandestina contrataria um profissional desses? A idéia é não dar tempo para que elas pensem, assim garante-se o recebimento do dinheiro. O resultado são muitas mulheres traumatizadas, úteros machucados, arrependimento, alguns suicídios, morte.

Você, cristão, que acredita que uma mulher que faça aborto vai para o inferno, pense comigo:  o fato de o aborto não ser legalizado faz com que ela deixe de abortar? Não, pois sempre existe alguém que conhece uma clínica, ou mesmo um remédio ou “chazinho” que pode causar graves sequelas. As chances de ela morrer em uma clínica clandestina ou em um aborto feito em casa são infinitamente maiores do que em um aborto feito por médicos, em um hospital. O feto, se já é uma vida, vai para o céu, em ambos os casos. Já a mãe, se morrer, não vai para o inferno? Você quer que ela vá para o inferno? Imagino que não, se você realmente for cristão.  Se não for possível impedí-la de abortar, então pelo menos que haja menos chance de morrer, pois assim ela ainda tem chance de ser salva, não? Mas o correto seria ela não abortar! – você me diz – Assim como o correto seria que as pessoas não tivessem relações sexuais fora do casamento, isso evitaria a Aids. Mas não é essa a realidade. Pode ser a realidade dentro de nossas igrejas (e nós sabemos que não é bem assim…), mas o presidente da república não deve governar apenas para as nossas igrejas, pois isso não pode usar nossos dogmas em suas diretrizes de governo, pois estão lidando com a realidade do mundo. Por isso o Estado é laico: senão daqui a pouco teríamos os Umbandistas dizendo o que podemos ou não fazer, os católicos dizendo o que podemos ou não fazer, os espíritas dizendo o que podemos ou não fazer, os budistas dizendo o que podemos ou não fazer, os satanistas dizendo o que podemos ou não fazer…e aí? Não se sentiriam todos no mesmo direito?

E o casamento gay? Antes de mais nada, cabe ressaltar que no programa Roda Viva, da TV Cultura, Dilma afirmou “Sou a favor da união civil. Acho que a questão do casamento é religiosa. Eu, como indivíduo, jamais me posicionaria sobre o que uma religião deve ou não fazer. Temos que respeitar” (em tempo: Marina Silva disse exatamente a mesma coisa, vide link ao final do texto) Vamos tentar entender essa afirmação: União Civil é uma coisa. Casamento é outra. Nós, enquanto cristãos, podemos nos posicionar firmemente contra o casamento gay (cerimônia religiosa) dentro de nossas igrejas. A igreja é livre para não permitir, baseada na Bíblia, esse tipo de cerimônia na instituição, e o governo não tem nada com isso. Pode orientar como pensa e o que sugere para resolver a questão, pode defender seus princípios, dentro dos estatutos de sua igreja, sem, no entanto, jogar a pessoa no fogo do inferno enquanto ela está viva, aqui. Porém, não podemos nos colocar em um embate para limitar os direitos dessas pessoas enquanto cidadãos. Não é por fazê-las sofrer e passar dificuldades no dia-a-dia que faremos com que se convertam, pelo contrário, pois quanto mais perseguidos somos, mais convictos nos tornamos, não é mesmo? E quanto mais forem perseguidos, menos se interessarão pelo evangelho. Não é limitando direitos civis que os traremos até nós, mas mostrando o amor com que Deus acolhe aqueles que querem seguí-lo e o próprio Espírito Santo fará o resto.

O que é a “união civil”? Em que isso é diferente de casamento? União civil é apenas o reconhecimento do Estado, do relacionamento entre aquelas duas pessoas. Isso lhes dá direitos como incluir o parceiro como dependente no plano de saúde ou na declaração de imposto de renda (abatendo despesas médicas e educacionais do parceiro), pensão alimentícia em caso de separação entre outras coisas que não farão a menor diferença para mim ou para você e também não alterarão em nada a situação dessas pessoas diante de Deus. Se o leitor cristão diz que Deus não aceita essa união como um casamento legítimo, então diante de Deus nada muda, certo? Nesse caso, por que o escândalo? Por que a celeuma? Qual é o problema? O fato de não haver união civil impede que casais homossexuais morem juntos? Não, não impede. Então o que estamos querendo evitar? Contra o que exatamente estamos lutando? Paulo diz que nossa luta é espiritual, e se queremos fazer algo por essas pessoas, devemos investir no que realmente importa e não em querer dizer o que o governo deve ou não legalizar. O fato de o aborto e a união civil homoafetiva serem legalizados transformará o Brasil em uma Sodoma e Gomorra? De maneira nenhuma! O governo só será capaz de organizar algo que já existe. Pergunto ao evangélico protestante: o cigarro é liberado. Você fuma? A cachaça é liberada. Você vive bêbado pelas ruas? O bêbado que se converte se livra da cachaça e não volta a beber, mesmo o álcool sendo droga legalizada. A pessoa é livre para fazer suas escolhas, e faz a escolha correta, desde que bem instruída. E que o país continue a ser livre, que o Estado continue a ser Laico, que possamos distribuir nossos panfletos nas ruas, evangelizar nos presídios e hospitais, fazer trabalho social e núcleos nas favelas. Vamos eleger deputados comprometidos com a nossa causa, para defender nossos direitos lá dentro, para defender nossas igrejas e para dar melhores condições de vida aos menos favorecidos, mas jamais para se intrometer nos direitos civis de outros pessoas usando como argumento algo que elas sequer entendem.

Não há nenhuma ameaça ao cristianismo na posse de Dilma ou no PT.  Não nos deixemos manipular. Os fatos são bem outros, e eles não falam. Não dizem que a grande mídia, que esculacha a Dilma e o PT, nunca nos respeitou e jamais perdeu uma oportunidade de nos ridicularizar e nos caluniar. A Globo, com suas novelas, sempre buscava retratar os evangélicos da maneira mais estereotipada possível, por que acreditaríamos nela agora? Por que nos uniríamos a ela? Por que repetiríamos o que ela nos diz, como se fosse verdade? Se quando fala a nosso respeito, sempre usa de mentiras, calúnias e distorce a verdade? Nunca nos respeitou. Não dizem que o governo do PT foi o que mais favoreceu a liberdade religiosa e o crescimento das igrejas. Não dizem que as mesmas fontes que dizem hoje que Dilma é contra os cristãos diziam que Lula fecharia as igrejas. Ele fechou? Alguém se lembra desse terrorismo ideológico? Mas e Marina Silva? Ela não é evangélica? Sim, mas mesmo sabendo que o que se diz na grande mídia é mentira, opta por ficar calada e deixar o circo pegar fogo e quando convidada a opinar, joga mais lenha na fogueira, concordando com o que é dito. De que lado ela está? Da Globo, da mídia manipuladora, a mesma que nos pinta como ignorantes, burros, pobres e analfabetos? Marina, na questão polêmica do aborto, joga a bomba no colo da população e diz que fará plebiscito. Plebiscito para que? Para incitar uma briga, uma guerra onde só o evangelho sairá perdendo (não importa o resultado do processo)? Não misturemos as coisas. Não há necessidade de plebiscito para isso, já que trata-se de direitos que serão utilizados apenas pelos interessados. Não é algo que afetará a sociedade, como um todo. Marina quer lavar as mãos e jogar a responsabilidade em cima da população.

A escolha é de cada um de nós, mas eu, sinceramente, pensando na igreja, não vejo escolha melhor do que continuar no caminho já iniciado pelo Lula. E se você tem outra opinião, que seja a sua, não baseada naquilo em que emails mentirosos querem que você acredite, nem em argumentos que nos transformem em fariseus que coam mosquitos e engolem camelos. Vamos entender de uma vez por todas que o presidente de um país deve governar para toda a população, e lutar pelos direitos do povo, independente de suas opiniões pessoais.  O dia em que um presidente do Brasil resolver enfiar Jesus goela abaixo da população, pode ter certeza de que Deus não ficará aqui para ver o resultado. E eu também não. Deixo, para sua reflexão, dois vídeos que fazem um bom contraponto àquele do pastor Piragine. Ouça com atenção até o final.




Leia também:

O uso do preservativo e a posição de Igreja Católica http://www.feth.ggf.br/camisinha.htm

Igreja Católica na guerra contra preservativos

http://www.amalgama.blog.br/03/2010/igreja-catolica-preservativos/

Posição da Aliança Batista a respeito do vídeo do Pr. Piragine:

http://mariafro.com.br/wordpress/?p=19248


Marina defende união civil de homossexuais:

http://www.blogdafolha.com.br/index.php/materias/8473-marina-uniao-civil-sim-casamento-nao

http://www.minhamarina.org.br/blog/2010/06/marina-defende-uniao-civil-de-bens-entre-homossexuais/

Serra defende união civil de homossexuais:

http://noticias.r7.com/brasil/noticias/serra-defende-uniao-civil-para-gays-mas-rejeita-liberacao-da-maconha-20100729.html

Dilma defende união civil de homossexuais:

http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,dilma-se-diz-favoravel-a-uniao-civil-de-homossexuais,573368,0.htm

A campanha contra Dilma nas Igrejas:

http://www.rodrigovianna.com.br/plenos-poderes/a-campanha-contra-dilma-nas-igrejas-prepara-se-o-terreno-para-um-ataque-maior.html#more-3547

Pastores Evangélicos que apóiam Dilma:

http://www.dilma13.com.br/noticias/entry/evangelicos-querem-dilma-na-presidencia-do-brasil/

A fazenda que Lulinha não comprou

Retirado daqui: http://www.terra.com.br/revistadinheirorural/edicoes/44/artigo92975-1.htm

Junho de 2008

“A fazenda que Lulinha (não) comprou

Na internet, circula o boato de que o filho do presidente Lula comprou uma megafazenda. Verdade? Confira a seguir e saiba tudo

IBIAPABA NETTO

LUCIANA PREZIA/AE
E-MAIL APÓCRIFO: mensagens como a acima transcrita, viraram moda em todo o País

Não é de hoje que se conhece o ditado de que “cada um que conta um conto, aumenta um ponto”. E, como o brasileiro gosta de uma boa história, algumas mentiras se tornam verdades, às vezes até mais divertidas do que a própria realidade. Nem mesmo o mundo rural está livre das boatarias que hoje percorrem o mundo em mensagens eletrônicas via internet. Todas, é claro, sem a identificação da autoria.

Quem sentiu na carne os efeitos de um boato bem contado foi o criador de nelore puro de origem José Carlos Prata Cunha, dono de terras em Valparaíso, interior de São Paulo. Circula na internet um e-mail que conta a história de uma fantástica operação em que o filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o “Lulinha”, teria comprado a sua principal área, a Fazenda Fortaleza, por R$ 47 milhões. “Isso é tudo bobagem, nunca vendi minha fazenda e, na verdade, nem oferta cheguei a receber”, esclarece Prata Cunha à DINHEIRO RURAL. “Tratamos isso como piada”, reforça Leonardo Badra, sócio de Fábio Luís na empresa de jogos eletrônicos Gamecorp.

Mas de onde, então, nasceu essa curiosa história?

DIVULGAÇÃO
O VERDADEIRO DONO: José Carlos Prata Cunha, proprietário da Fazenda Fortaleza, diz que nunca recebeu uma oferta de compra pelas suas terras

Para Fernanda Prata Cunha, filha de José Carlos, que acompanha de perto os problemas derivados do “boato rural”, a confusão nasceu de uma sondagem imobiliária. “Realmente fomos procurados por um grupo que se disse representante do filho do presidente”, explica. Mas, comenta a fazendeira, a notícia rapidamente caiu “na boca do povo”, os e-mails começaram a circular e nunca houve, na prática, algo que se aproximasse de uma oferta de compra.

A fazenda não foi vendida, porém, a dor de cabeça dura até hoje. “Tivemos de modificar a entrada da fazenda e proibir a entrada das pessoas”, lamenta Fernanda. Segundo ela, a propriedade virou uma espécie de “ponto turístico” em Valparaíso. “As pessoas param para tirar foto e as brincadeiras por causa da suposta venda que não aconteceu são constantes”, diz. De certa forma, ela se diverte. “Algumas pessoas na cidade nos olham meio estranho”, brinca.

Mas os “causos” rurais do filho do presidente da República não se limitam às terras dos Prata Cunha. Ele também ganhou fama em outros Estados da Federação, como no Pará. Em outra mensagem, um pouco mais recente, circula a “revelação” de que Lulinha estaria prestes a se tornar um novo “rei do gado”. Para tanto, ele teria comprado duas propriedades nas cidades de Marabá e Xinguara, ambas do megapecuarista Benedito Mutran, dono de um dos maiores rebanhos comerciais do Brasil. O que ele diz a respeito? “Tudo bobagem, nunca houve essa operação”, diz Mutran.

Em 2007, de fato, Mutran vendeu algumas de suas terras para a Fazenda Santa Bárbara, do empresário Carlos Rodemburg. As vendas aconteceram, só que o comprador era outro. E com verdades misturadas a meias-mentiras, a equipe de DINHEIRO RURAL, de passagem pela ExpoGrande, maior mostra pecuária de Mato Grosso do Sul, se deparou com o novo boato. Entre amigos, um pecuarista de nome Augusto Araújo Oliveira tentava se livrar das gozações dos amigos. O motivo? Uma suposta venda de bois para o filho do presidente. Indagado pela reportagem, ele disse, lacônico: “Não sei de nada, não sei de nada”, desconversou, e foi embora. Verdade? Mentira? Não se sabe, mas com certeza vem aí um novo boato rural.”


PS: Esse artigo esclarece o hoax “Novo Milionário Brasileiro”, repassado exaustivamente por email nesse período de eleições.

UPDATE: Não se esqueçam de divulgar a lista de emails falsos contra a Dilma, com os links para os textos que provam que são falsos, estou atualizando à medida em que recebo novos hoaxes. Clique aqui para ver Quer votar em outro candidato? Fique à vontade, mas vote por motivos verdadeiros, e não pelas mentiras.

Dilma assassina e terrorista?

dilma

Confesso que não estava muito por dentro da campanha eleitoral, sempre acompanhando muito por cima – quando acompanhava. Até receber de uma amiga recente (que ainda não conhece muito bem minha ojeriza por mensagens com tom emocional/manipulatório encaminhadas em Power Point) um email com o assunto: “Desabafo de um pai” e no corpo do email um convite para ver “o que a Dilma fez no passado”. Minha curiosidade felina ainda não está completamente domesticada. Lá fui eu clicar no troço. Era pior do que eu pensava. Escrevi uma resposta, mas acabei por deixá-la incompleta de propósito, para não enviar de cabeça quente. Segue o que escrevi:

Não dá para assumir algo como verdade absoluta sem levar em consideração o contexto da época. A ditadura matou muito mais gente (e de maneira muito mais cruel) do que o outro lado, e em sua maioria, jovens e adolescentes idealistas, com uma vida toda pela frente. Civis.  Esse power point que você mandou foi escrito de maneira tendenciosa, manipuladora e um tanto quanto distorcida (e eu sinceramente duvido que tenha sido escrito pelo pai do rapaz), então eu resolvi pesquisar a respeito e encontrei esse texto:

http://sejaditaverdade.com/2010/06/16/a-morte-de-mario-kosel-filho-a-verdade-sobre-a-participacao-de-dilma/

uma parte bem esclarecedora do texto:


– Número 1: como já citado, a camionete + 10 integrantes + 50 quilos de dinamite, algo inconsistente até para uma Pajero dos dias atuais.

– Número 2: A revista VEJA (uma publicação que, como todos nós sabemos, não “morre de amores” nem por Lula, Dilma ou o PT) na matéria O cérebro do roubo ao cofre isenta textualmente Dilma Rousseff das operações de campo: “A Dilma era tão importante que não podia ir para a linha de frente. Ela tinha tanta informação que sua prisão colocaria em risco toda a organização. Era o cérebro da ação”, diz o ex-sargento e ex-guerrilheiro Darcy Rodrigues.

– Número 3: Como afirma o Site Uol ao narrar a biografia de Dilma, a VPR, Vanguarda Popular Revolucionário, uma organização nascida da divisão da antiga VAR-Palmares, surgiu apenas em 1969, apenas 1 ano depois da morte de Mário Kosel Filho. Dilma ficou na VAR-Palmares, mais ligada a trabalhos de base. Lamarca foi para a VPR, adepta de ações de guerrilha. Em 1968 Dilma pertencia à Colina, Comando da Libertação Nacional.”

Eu simplesmente ABOMINO textos escritos de maneira manipulatória, para me fazer ter uma determinada opinião, apelando para os meus sentimentos. Quando percebo que o texto está se encaminhando para isso, ele perde a minha atenção automaticamente. Este Power Point foi escrito para manipular a sua opinião e te fazer ficar horrorizada, para te impelir a repassá-lo a outras pessoas e, assim, ajudar quem escreveu a alcançar seu objetivo que é meramente ELEITORAL. Isso é muito baixo e me empurra mais a votar nela do que contra ela.

Não pense que estou em campanha pela Dilma ou por qualquer outro candidato. Eu nem tenho candidato ainda, estou analisando as opções, mas sei que o Brasil está alcançando um nível de desenvolvimento nessa administração que era impensável até pouco tempo atrás. Eu não quero que haja retrocesso, voltando à administração anterior (aí já elimino um candidato). A gente não pode escolher candidato pensando em “pessoas”. É muito mais do que isso. Não pode ser “ah, eu vou com a cara de fulano, então voto nele”, porque fulano não vai estar lá sozinho. O crescimento do mercado imobiliário, por exemplo, se deve à atual administração e para que haja continuidade nisso, acredito que não tenhamos muitas opções. Acredito que a Dilma não seja a pessoa com mais carisma dentro do PT  (Nota aos leitores do blog: eu mudei de idéia a esse respeito, hoje acho que ela foi a melhor escolha, sim) e que talvez por isso ela não tenha sido boa escolha (já que muita gente escolhe candidato da maneira errada, como falei), mas eu me lembro bem de como estava o Brasil há dez, doze anos e, sinceramente, não quero aquilo de volta.”

Depois de escrever isso, deixei que esse email descansasse em minha superpopulosa pasta de rascunhos, até que eu o esquecesse, o que sempre acontece. Esqueci. Ontem, porém, caminhando pelo Bourbon (shoppingzinho perto da minha casa), vi na capa da Época uma foto 3×4 p&b de uma Dilma jovenzinha, de óculos, e a manchete: “O passado de Dilma”, “documentos inéditos revelam uma história que ela não gosta de lembrar: seu papel na luta armada contra o regime militar”. Então todo o raciocínio que me veio à mente quando recebi o tal email voltou, exigindo algumas explicações. Como sempre acontece com meus raciocínios, ele começou perguntando: “Como assim???”

De súbito, me senti dentro de um universo paralelo. Será que escorreguei por um buraco de minhoca e não percebi? Lembrei dos textos pelos quais passei quando fiz a pesquisa para descobrir quem era o tal do “soldado-vítima” do inverossímil Power Point, que chamavam Dilma de terrorista, assassina e assaltante (essa última acusação certamente por causa dos assaltos a banco que alguns grupos de resistência fizeram para conseguir dinheiro, já que não podiam trabalhar, pois viviam escondidos para não serem mortos). Deu tilt na cabeça. Cresci ouvindo que os militares eram os malvados e que os estudantes eram os heróis. Os militares impuseram uma ditadura que cerceou a liberdade da população. Se você fosse um bom robozinho, sua vida seria feliz, mas se ousasse pensar por conta própria e discordar dos malucos fardados, era taxado de subversivo e já era, colega.

Muitos estudantes se mobilizaram em passeatas contra a repressão. No entanto, quando a coisa apertou e começaram a ser arrastados para a prisão, torturados, estuprados e mortos, pouca gente teve coragem de assumir posição e participar da resistência. A ditadura não queria saber se quem estava ali era um bando de adolescentes e jovens civis, eles eram vistos como “terroristas” que tentavam subverter a ordem e que deveriam ser parados a qualquer custo. E muito além disso: a ditadura também prendeu, torturou e matou muita gente que não tinha nada a ver com o pato. Não era gente envolvida em luta armada, nem em militância de resistência, mas simplesmente pessoas que ousaram discordar. Falar contra o governo era correr risco de morte. Os militares, paranóides, viam subversão em qualquer coisa, em qualquer lugar, como os inquisidores na Idade das Trevas. Essa foi a Idade das Trevas do Brasil. Li a reportagem da Época na internet e é uma baita propaganda enganosa. Nenhuma informação “inédita”, muito blá-blá-blá e disse-me-disse, como Época bem gosta de fazer. E sempre fez.

Só não entendi uma coisa: a globo (com letra minúscula mesmo, pois ela não merece maiúscula) esqueceu que até pouco tempo disfarçava seu apoio à ditadura enaltecendo o heroísmo dos jovens que resistiram a ela? Não foi a Globo que nos brindou com a minissérie Anos Rebeldes, em 1992, tocando “Alegria, Alegria” na voz de Caetano em uma abertura psicodélica? Mostrou ali o quê? Não foi a luta armada contra a ditadura? Nos emocionou com a inesquecível cena da morte de Heloísa, vivida por Claudia Abreu, deixando clara a covardia militar e a ingenuidade idealista da resistência? Clique aqui para assistir à cena. Eles foram tratados como Heróis na redemocratização, não como “terroristas”, “guerrilheiros”, “bandidos”, “assaltantes”, “criminosos”. Quem achava isso deles era – e com razão – a ditadura, ameaçada por aquele bando de moleques insolentes e arruaceiros, que merecia a morte.

Lembro do documentário “O Êxodo Decifrado” que mostra uma anotação sobre o êxodo dos hebreus, sob o ponto de vista dos Egípcios. O texto os chama de “Os Malignos” e faraó é o coitadinho, a vítima. Os hebreus eram escravos e as pragas só aconteceram porque faraó se recusou a deixá-los sair, mas isso é irrelevante. Contexto? Nah, para quê? . Tudo sempre depende do ponto de vista, de quem é que está contando a história, se leva o contexto em consideração ou o omite. Claro que, na visão da ditadura militar, Dilma era uma “terrorista, assaltante”, etc. e eles, as vítimas, que só queriam um país subserviente. Que mal há nisso? O estranho é encontrarem eco hoje em dia.

Então me lembro de “O que é isso, companheiro?” do Gabeira, que deu origem a um filme estrelado por atores globais. Tantas e tantas reportagens no Fantástico, no Jornal Nacional, sobre os heróis que lutaram contra o totalitarismo, contra a covardia, pela liberdade, pelo direito de votar, pelo direito de expressar suas opiniões sem ser, por isso, perseguidos ou punidos pelo Estado. Pessoas que deram suas vidas por um ideal, famílias que foram destruídas, muitos corpos até hoje não foram localizados. Outros foram fotografados e as marcas da barbárie ficaram registradas para a posteridade.

No entanto, a posteridade não está nem aí. Engole qualquer bobagem que lhe é dita pela TV ou enviada por email, em um Power Point meloso qualquer. A posteridade não pensa, passa pela vida simplesmente existindo e repetindo feito papagaio o que escuta no jornal. A coisa chega a um ponto tão ridículo que os argumentos são exatamente os mesmos, com as mesmas palavras, como se fosse um exército de robôs, com gravadores -com o botão “play” pressionado- em lugar das cordas vocais. Existe uma fonte inesgotável de ignorância alimentando o senso comum e está tão entranhada em nosso dia-a-dia que de vez em quando a gente se pega repetindo alguma bobagem não pensada, mesmo lutando há anos para ter pensamentos próprios. Mas daí a distorcer a história nesse nível e chamar civis que ousaram resistir a um sistema totalitário de “terroristas” já descamba para a burrice.

Eu imagino o que essas pessoas esperariam que acontecesse? Regime totalitário, ditadura, se você abre a boca, tem de ser para dizer o que o governo quer que você diga. E não pode dizer nada que possa ser interpretado por um maluco fardado qualquer como contrário ao pensamento do governo. Ou seja, você vive neurótico tentando pensar com a cabeça dos caras. Aí os críticos de Dilma imaginam que o correto seria, já que eles estavam descontentes, criar um grupo para, através do diálogo com o governo, alterar aquela situação. Hein???? Imagino o rebeldezinho indo conversar com o general: “Oi, tudo bem? Poderíamos conversar a respeito de uma maneira de ampliar a liberdade de opinião da população em geral?” Como ele seria recebido? Acho engraçado também falarem dos “crimes” cometidos: “falsidade ideológica”. Lembro de quando acusavam José Dirceu disso também, e por ele ter feito plástica para modificar o rosto, o bandido. Com certeza o correto seria manter sua própria identidade e, de preferência, telefonar para o governo, dizendo: “oi, eu sou Dilma Rousseff, sabe, aquela que vocês estão procurando? Pois é, não venham atrás de mim, só queria passar o endereço de onde estou, porque quero que este seja um processo transparente”. Retirar o contexto da situação, analisar os fatos ocorridos durante a ditadura militar  como se estivessem ocorrendo hoje, em tempo de paz, em uma democracia, com diversas liberdades que não existiam naquela época, é – isto sim – um crime.

Se tem algo que eu detesto é que subestimem minha inteligência para tentar manipular minha opinião. Isso já me deixou indignada com a globo, com a Época e com a Folha de São Paulo, que teve a cara-de-pau de veicular uma ficha falsa de Dilma em uma matéria totalmente tendenciosa. E não teve a dignidade de publicar a carta que Dilma escreveu, se defendendo. Então, como tiro de misericórdia, me deparo com o programa eleitoral de Serra, com o apelativo Jingle: “Sai o Silva e entra o Zé”. Hein??? O PSDB, partido que nunca escondeu sua predileção pela classe média alta, tenta, em um esforço vergonhoso, se aproximar da classe pobre, com uma cara de “nojinho”. Favela cenográfica, pasteurizada e estereotipada, jingle de pagodinho, churrasqueira a gás (#Fail). Posso dizer que as (des) organizações globo e a campanha de Serra se empenharam tanto, mas tanto, que acabaram conseguindo fazer com que eu decidisse meu voto. A cada ataque descabido que recebia, Dilma ganhava minha simpatia e eu me interessava mais por ela.

Resolvi pesquisar, ler, ouvir o que ela tinha a dizer, assisti a várias entrevistas, li muita coisa contra e a favor, para poder formar a minha opinião. Quanto maior o ataque da mídia, mais ficava claro para mim: “se a globo está se esforçando tanto para a Dilma não ser eleita, é porque deve ser a melhor opção para o país”. Li Paulo Henrique Amorim se referir a esse tipo de imprensa como PIG (Partido da Imprensa Golpista), o que para mim parece mais correto do que se referir apenas à globo. O PIG quer que o povo brasileiro se esqueça de quem era quem durante o regime militar. Quer nos convencer de que nenhum dos dois lados estava certo, mas que o menos certo era o lado daqueles estudantes intrometidos, que não tinham que mexer com quem estava quieto. E, aos poucos, nos coloca em uma situação de simpatia com o regime militar…”pelo menos o país não era essa bagunça”.

No fundo, no fundo, agora a globo começa a assumir sua posição, que é a mesma desde o início, nunca mudou: favorável à ditadura e frustrada com a redemocratização. Conseguiu manipular o povo por muito tempo, até que mexeu com uma força maior do que a dela, e deu início à sua decadência. Hoje acabou a hegemonia, a Record cresce a ponto de poder veicular reportagens especiais para trazer à memória da população quem eram os assassinos e quem eram as vítimas. Até pouco tempo nenhuma rede de televisão ousaria. A internet cresce em força de opinião, formando uma “imprensa paralela” e trazendo as informações a que o PIG não quer que tenhamos acesso, coisa que JAMAIS aconteceria em tempos de ditadura militar.

O fim da ditadura militar e o início de uma nova democracia foi o grito de esperança abafado, durante quase duas décadas, por uma nova ditadura, a da imbecilização, promovida pela Rede Globo. Há cerca de dez anos, porém, demos início à verdadeira redemocratização, com a quebra de hegemonia da globo e o início de uma verdadeira força popular, pela libertação das mentes. Serra e a globo me convenceram que esse processo não pode parar. A ignorância ainda é muito grande, mas aos poucos o Brasil desperta da maldição de seu sono eterno em berço esplêndido. Obrigada Serra, obrigada rede globo, folha de são paulo, PSDB e simpatizantes, pois me levaram a conhecer uma Dilma que eu não conhecia: uma mulher que luta pelo que acredita e que foi capaz de arriscar a vida por amor ao seu país e que hoje é vítima de uma perseguição injusta por parte de quem não tem o menor escrúpulo de tentar apagar a memória de um país que levou tanto tempo para construir sua identidade. Se não fosse por isso, talvez eu ainda estivesse indecisa.


Ps1: Links:

Clique aqui para ler a carta de Dilma à Folha de São Paulo, sobre a tal ficha falsa.

Clique aqui para ler o comentário de Paulo Henrique Amorim sobre a reportagem de Época.

Clique aqui para ler o ótimo “Por que votarei em Dilma Rousseff”, do Celso Barros. E clique aqui para ler o blog do Celso Barros.


Clique aqui para ver o primeiro programa eleitoral de Dilma na TV, dizendo, com muito orgulho, que participou ativamente da resistência à ditadura. E Época realmente quer que acreditemos que ela “evita falar a respeito”? Ela evita falar com Época. No que faz muito bem.

Clique aqui se você mora em Porto Alegre, gosta de bombom e vai votar no Serra, procure esse pessoal no centro de Porto Alegre, antes que eles sejam presos.

Clique aqui para ver a primeira parte e aqui para ver a segunda parte da esclarecedora entrevista de FHC ao programa Hard Talk, deixando claro que sua preocupação é com a classe média “que tem acesso à informação”. “Normal citzen” não conta. O que conta é “abnormal citzen”, decerto…risos… Aliás, depois dessa entrevista, FHC deve ter demitido quem quer que o tenha convencido a participar desse programa.

Clique aqui para ler o ótimo “dez falsos motivos para não votar em Dilma”, de Jorge Furtado.

Clique aqui para ler o texto em que Brizola Neto fala da propaganda eleitoral de Serra no rádio, que ataca Dilma e usa o áudio de um elogio feito por alguém que imita a voz do presidente Lula!! Isso merecia um processo!

Clique aqui para ler a excelente análise dessa reportagem da Época.



PS2: Recado aos para-quedistas: Sei que o texto é longo, mas ele deve ser lido na íntegra e bem compreendido. Não faça uma leitura superficial, ou eu vou te mandar ler novamente e você vai ficar bravo comigo. Não comente antes de concluir a leitura, respire fundo e continue a ler até o final. Os comentários deste blog são moderados para evitar spam, então comentar por impulso para ver sua opinião publicada não surtirá efeito e você ficará frustrado. Nesse caso, escreva um texto no seu blog.


UPDATE: Não se esqueçam de divulgar a lista de emails falsos contra a Dilma, com os links para os textos que provam que são falsos, estou atualizando à medida em que recebo novos hoaxes. Clique aqui para ver Quer votar em outro candidato? Fique à vontade, mas vote por motivos verdadeiros, e não pelas mentiras.

Deixo também esse vídeo:

Divulgar hoax como se fosse notícia é jornalismo?

Mais uma vez a Globo cria factóides para alimentar o ódio de seus telespectadores contra a IURD e seu fundador. Isso só mostra bem o tipo de jornalismo que essa emissora sabe fazer: mentiras e distorções da verdade (mostrar fachada da casa de Campos do Jordão* e o interior de um suntuoso palácio  como se fossem o mesmo lugar. Obviamente não foi sem querer, já que tiveram o cuidado de usar a fachada verdadeira) com o intuito de manipular a opinião pública.

Ano passado recebemos um e-mail encaminhado com aquelas fotos. Após pesquisar no Google, para descobrir de quem, de fato, era a mansão, descobri que o Bispo não foi o único sorteado a ser o pretenso proprietário de tal palácio. Ele terá de dividir a propriedade de tão bregamente decorado local com pelo menos seis indivíduos, incluindo uma atriz indiana e o presidente do Zimbabwe.

* Sobre a casa de Campos do Jordãoveja este vídeo (clique aqui para ver).

Respondi, então com o seguinte texto:


A Mansão de Edir Macedo

Vanessa Lampert

A mansão, na verdade, é uma casa que está disponível para servir como locação de filmes publicitários e de entretenimento, localizada em Bel Air, em Los Angeles, sendo divulgada, inclusive, no website da  Toni Maier-On Location.

Hoax-Slayer é um clássico da web, desmascara hoaxes desde 2003 e diz claramente que existem diversas versões deste mesmo e-mail, com essas mesmas fotos, uma versão dizendo que ela pertence ao presidente Pervaiz Musharraf, do Paquistão, outra que diz que a mansão é do nigeriano Ibrahim Babangida, outra diz que é do ex-secretário de saúde do Arzebaijão e até mesmo da atriz de Bollywood, Shahrukh Khan.  A versão apresentada no link, de que a mansão pertence a Robert Mugabe, presidente do Zimbabwe tem trechos idênticos à versão que circula como sendo do Bispo Macedo, ou seja, a pessoa fez a tradução e propositalmente trocou o nome pelo do Bispo, consciente de que estava construindo uma denúncia falsa. Deve haver mais uma tonelada de versões, já que como o Hoax-Slayer não cita essa do Bispo Macedo, também deve desconhecer diversas outras. Ou seja, mais uma vez, vale a pena pensar e pesquisar antes de sair abraçando e engolindo qualquer “notícia bombástica” que recebamos por e-mail ou vejamos na Rede Globo.

“In fact, the very same set of photographs has also circulated in protest messages decrying the opulent lifestyles of other political leaders and celebrities. One version claims that the home belongs to President Pervaiz Musharraf of Pakistan. Another claims that the mansion is the home of former Nigerian ruler Ibrahim Babangida. Yet another version suggests that the photographs show the home of former Secretary of Health Care of Azerbaijan, Russia. And, finally, many references, including a YouTube video, claim that the home belongs to Bollywood superstar, Shahrukh Khan.”

(…)

“The mansion in the photographs is actually a home located in the wealthy community of Bell Air, Los Angeles. The mansion is available as a location for film, television and commercial shoots and is featured as such on the website of location manager, Toni Maier. Thus, there is no truth in the story that the mansion in the photographs belongs to Mugabe. “

Fotos no site de Toni Maier, o agente que negocia a locação dessas mansões:

http://www.onlocation.com/displayimage.php?searchtype=blueid&blueid=1662

PS: A Rede Globo mais uma vez subestima a inteligência do povo Brasileiro e vai além: nos chama de criaturas completamente desprovidas de massa encefálica, ao tentar enfiar goela abaixo um hoax super conhecido, como se fosse um grande “furo jornalístico”, em uma risível tentativa de desviar a atenção do que realmente queremos saber: O que a Rede Globo tem a dizer a respeito das denúncias sérias que foram feitas no Repórter Record de domingo? Qual é a defesa cabível?

* A casa de Campos do Jordão não é do Bispo, é da Igreja Universal e serve como local de reuniões e lazer para os Bispos da igreja, veja este vídeo (clique aqui para ver).
.