Liberdade! Liberdade!

Sei que já passou o dia oficial da comemoração, mas eu não poderia deixar de falar do Hino da Proclamação da República. Afinal, a república continua aí e como me deparei hoje com essa versão executada com tamanha competência pela Orquestra Sinfônica de São Paulo e Coral , não resisti comentar.

Sempre achei que esse deveria ser o nosso Hino Nacional. Conta a história que já foi certa vez, mas que foi trocado pelo atual. Veja bem, nada contra o nosso amado Hino. Ele é muito bonito, idolatrado, salve!, salve!, mas esse outro não parece ter muito mais a ver com as aspirações de um povo? Com os valores básicos para conquistar esses sonhos?

Talvez tenha sido esse o grande problema do hino: a música é muito bonita, mas a letra foi feita com “Liberdade!” demais…